Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Instalar
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Romanização

Índice Romanização

Império durante o século II. Romanização, conceito criado por Theodor Mommsen no século XIX, indica a propagação da cultura romana através da aculturação e assimilação cultural de seus atributos, por parte das populações anexadas durante o período de expansão da República Romana, do Império Romano ou Principado, dentro da perspectiva civilizatória de Roma.

56 relações: Aculturação, Alemanha, Alexandria, Antiguidade tardia, Assimilação cultural, Auctoritas, África, Ásia, Boadiceia, Bretões, Britânia (província romana), Carataco, Celtas, Cidadania romana, Conquista romana da Britânia, Conquista romana da Península Ibérica, Cristianismo, Culto imperial na Roma Antiga, Cultura da Roma Antiga, Descolonização, Exército romano, Fides, Germânia, Gladiador, Gravitas, Grécia Antiga, Gregos, Horácio, Humanitismo, Império Britânico, Império Romano, Imperialismo, Invasões da Britânia por Júlio César, Justiça (mitologia), Latim, Legião romana, Limes, Literatura latina, Lusitanos, Lusitânia, Martin Millett, Muralha de Adriano, Nacionalismo, Nördlingen, Piedade (virtude), Portugal, Positivismo, Prémio Nobel, Principado romano, Província romana, ..., República Romana, Século II, Século XIX, Senado romano, Theodor Mommsen, Urbanização. Expandir índice (6 mais) »

Aculturação

Aculturação (do inglês acculturation) é a interpenetração de culturas.

Novo!!: Romanização e Aculturação · Veja mais »

Alemanha

Alemanha (Deutschland), oficialmente República Federal da Alemanha (Bundesrepublik Deutschland, 10px ouça), é um país localizado na Europa Central. É limitado a norte pelo mar do Norte, Dinamarca e pelo mar Báltico, a leste pela Polônia e pela República Checa, a sul pela Áustria e pela Suíça e a oeste pela França, Luxemburgo, Bélgica e Países Baixos. O território da Alemanha abrange 357 021 quilômetros quadrados e é influenciado por um clima temperado sazonal. Com 82,2 milhões de habitantes em 31 de dezembro de 2015, o país tem a maior população da União Europeia e é também o lar da terceira maior população de migrantes internacionais em todo o mundo. A região chamada Germânia, habitada por vários povos germânicos, foi conhecida e documentada pelos romanos antes do ano 100. A partir do, os territórios alemães formaram a parte central do Sacro Império Romano-Germânico, que durou até 1806. Durante o, o norte da Alemanha tornou-se o centro da Reforma Protestante. Como um moderno Estado-nação, o país foi unificado pela primeira vez em consequência da Guerra Franco-Prussiana em 1871. Em 1949, após a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha foi dividida em dois estados, a Alemanha Ocidental, oficialmente "República Federal da Alemanha", e a "Alemanha Oriental", oficialmente República Democrática Alemã, ao longo das linhas de ocupação aliadas. A Alemanha foi reunificada em 1990. A Alemanha Ocidental foi um dos membros fundadores da Comunidade Europeia (CE), em 1957, que posteriormente se tornou na União Europeia, em 1993. O país é parte do espaço Schengen e passou a adotar a moeda europeia, o euro, desde quando foi instituído, em 1999. A Alemanha é uma república parlamentar federal de dezesseis estados (em alemão Länder). A capital e maior cidade do país é Berlim, localizada no nordeste do território alemão. O país é membro das Nações Unidas, da OTAN, G8, G20, da OCDE e da OMC. É uma grande potência com a quarta maior economia do mundo por PIB nominal e a quinta maior em paridade do poder de compra. É o segundo maior exportador e o segundo maior importador de mercadorias. Em termos absolutos, a Alemanha atribui o segundo maior orçamento anual de ajudas ao desenvolvimento no mundo, enquanto está em sexto lugar em despesas militares. O país tem desenvolvido um alto padrão de vida e estabeleceu um sistema global de segurança social. A Alemanha ocupa uma posição-chave nos assuntos europeus e mantém uma série de parcerias estreitas em um nível global. O país também é reconhecido como líder científico e tecnológico em vários domínios.

Novo!!: Romanização e Alemanha · Veja mais »

Alexandria

Alexandria (al-Iskandariyya; Eskendereyya; Rakotə; Aleksándria) é uma cidade do Egito, sendo a segunda mais populosa do país, com uma população de cerca de 4,1 milhões de habitantes.

Novo!!: Romanização e Alexandria · Veja mais »

Antiguidade tardia

Antiguidade tardia é uma periodização aproximada (cerca de 300—476 d.C.) usada por historiadores e outros eruditos para descrever o intervalo entre a Antiguidade clássica greco-romana e a Idade Média, tanto na Europa continental quanto no mundo Mediterrâneo: geralmente, entre o declínio do Império Romano do Ocidente do século III em diante, até a conquista islâmica, e a refundação da Europa Oriental sob o comando do Império Bizantino.

Novo!!: Romanização e Antiguidade tardia · Veja mais »

Assimilação cultural

Assimilação cultural ou assimilação social é o processo pelo qual pessoas ou grupos de pessoas adquirem características culturais de outros grupos sociais.

Novo!!: Romanização e Assimilação cultural · Veja mais »

Auctoritas

No direito romano é definida por auctoritas uma certa legitimação socialmente reconhecida, que procede de um saber e que se outorga a uma série de cidadãos.

Novo!!: Romanização e Auctoritas · Veja mais »

África

A África é o terceiro continente mais extenso (depois da Ásia e da América) com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados, cobrindo 20,3 % da área total da terra firme do planeta.

Novo!!: Romanização e África · Veja mais »

Ásia

Ásia é o maior dos continentes, tanto em área como em população.

Novo!!: Romanização e Ásia · Veja mais »

Boadiceia

(também Boudica, Boudicca, Boadicea, Buduica e Bonduca) foi uma rainha celta que liderou os icenos, juntamente com outras tribos, como os trinovantes, em um levante contra as forças romanas que ocupavam a Grã-Bretanha em 60 ou 61 durante o reinado do imperador Nero.

Novo!!: Romanização e Boadiceia · Veja mais »

Bretões

Os bretões (em bretão: Breizhiz, Bretoned) são os integrantes de um grupo étnico que habita a região da Bretanha, na França.

Novo!!: Romanização e Bretões · Veja mais »

Britânia (província romana)

Britânia (Britannia) era a província que ocupava o centro-sul da ilha da Grã-Bretanha, conforme determinavam os romanos.

Novo!!: Romanização e Britânia (província romana) · Veja mais »

Carataco

Carataco (em britônico: *Caratācos; em galês intermediário: Caratawc; em galês Caradog; Καράτακος; Caractacus) foi um chefe tribal britano do século I dos catuvelaunos e que liderou a resistência à conquista romana da Britânia.

Novo!!: Romanização e Carataco · Veja mais »

Celtas

áreas onde as línguas celtas continuam a ser faladas hoje Celtas é a designação dada a um conjunto de povos (um etnónimo), organizados em múltiplas tribos e pertencentes à família linguística indo-europeia que se espalhou pela maior parte do Oeste da Europa a partir do.

Novo!!: Romanização e Celtas · Veja mais »

Cidadania romana

Estátua de jovem romano usando toga (20-30). A toga denota sua condição de cidadão romano. Gliptoteca de Munique O status de cidadão romano (em latim: civitas) pertencia aos membros da comunidade política romana na qualidade de cidadãos da cidade de Roma (civis romanus).

Novo!!: Romanização e Cidadania romana · Veja mais »

Conquista romana da Britânia

Por volta de 43 d.C., momento da principal invasão romana da Britânia, a ilha já tinha sido frequente objetivo de invasões planeadas e realizadas por forças da República Romana e do Império Romano.

Novo!!: Romanização e Conquista romana da Britânia · Veja mais »

Conquista romana da Península Ibérica

povos pré-romanos a divisão original das províncias da Hispânia Citerior e Hispânia Ulterior. A conquista romana da Península Ibérica iniciou-se no contexto da Segunda Guerra Púnica, quando as legiões romanas, sob o comando do cônsul Cneu Cornélio Cipião Calvo, para ali se movimentaram taticamente, a fim de atacar pela retaguarda os domínios de Cartago na região.

Novo!!: Romanização e Conquista romana da Península Ibérica · Veja mais »

Cristianismo

Cristianismo (do grego Xριστός, "Christós", messias, ungido, do heb. משיח "Mashiach") é uma religião abraâmica monoteístaO status do cristianismo como religião monoteísta é confirmado, entre outras fontes, na Catholic Encyclopedia (artigo ""); William F. Albright, From the Stone Age to Christianity; H. Richard Niebuhr; About.com,; Kirsch, God Against the Gods; Woodhead, An Introduction to Christianity; The Columbia Electronic Encyclopedia; The New Dictionary of Cultural Literacy,; New Dictionary of Theology,, pp.

Novo!!: Romanização e Cristianismo · Veja mais »

Culto imperial na Roma Antiga

Fachada do templo romano originalmente dedicado a Augusto - França O culto imperial foi introduzido em Roma no início do principado de Augusto e teve uma grande importância no processo de centralização do poder e unificação do Império Romano, expandindo-se rapidamente por todas as províncias.

Novo!!: Romanização e Culto imperial na Roma Antiga · Veja mais »

Cultura da Roma Antiga

A cultura da Roma antiga existiu através de quase 1.200 anos da história da civilização da Roma Antiga.

Novo!!: Romanização e Cultura da Roma Antiga · Veja mais »

Descolonização

Descolonização é o nome genérico dado ao processo pelo qual uma ou várias colônias adquirem ou recuperam a sua independência, geralmente por acordo entre a potência colonial e um partido político (ou coligação) ou movimento de libertação.

Novo!!: Romanização e Descolonização · Veja mais »

Exército romano

''Imperador Marco Aurélio''. estátua equestre nos Museus Capitolinos, Roma A história do exército romano descreve as principais transformações cronológicas da organização e constituição das forças armadas da Roma Antiga, as quais foram qualificadas como "a instituição militar mais efetiva e duradoura conhecida da história".

Novo!!: Romanização e Exército romano · Veja mais »

Fides

Fides é, na mitologia romana, a personificação da palavra dada.

Novo!!: Romanização e Fides · Veja mais »

Germânia

A Germânia (Germania em latim), na época romana, era uma vasta região identificada pelos romanos como o território que se estendia do rio Reno às florestas e estepes do que hoje é a Rússia.

Novo!!: Romanização e Germânia · Veja mais »

Gladiador

Gladiadores romanos Gladiador, do latim gladiātor, de gladius (modelo de espada utilizada pelos romanos), era uma pessoa que, na Roma Antiga, lutava com outra pessoa ou animal, às vezes, até a morte, para o entretenimento do público romano.

Novo!!: Romanização e Gladiador · Veja mais »

Gravitas

Gravitas é um termo latino que nomeia uma das virtudes prezadas pela antiga sociedade romana.

Novo!!: Romanização e Gravitas · Veja mais »

Grécia Antiga

O Partenon, um templo dedicado à deusa Atena, localizado na Acrópole de Atenas, é um dos símbolos mais representativos da cultura e da sofisticação dos gregos antigos Mapa das colônias gregas no mar Mediterrâneo durante o Período Arcaico. Grécia Antiga é o termo geralmente usado para descrever o mundo antigo grego e áreas próximas (tais como Chipre, Anatólia, sul da Itália, da França e costa do mar Egeu, além de assentamentos gregos no litoral de outros países, como o Egito).

Novo!!: Romanização e Grécia Antiga · Veja mais »

Gregos

Os gregos ou helenos ("helenos") são uma nação e um grupo étnico que tem habitado a Grécia desde o. Atualmente eles são principalmente encontrados na península grega do sudeste da Europa, nas ilhas gregas e em Chipre.

Novo!!: Romanização e Gregos · Veja mais »

Horácio

Quinto Horácio Flaco, em latim Quintus Horatius Flaccus, (Venúsia, — Roma) foi um poeta lírico e satírico romano, além de filósofo.

Novo!!: Romanização e Horácio · Veja mais »

Humanitismo

Humanitismo é nome da filosofia fictícia criada por Joaquim Borba dos Santos, o Quincas Borba, um dos mais célebres personagens de Machado de Assis, que é exposta fundamentalmente no romance Quincas Borba e de forma secundária em Memórias Póstumas de Brás Cubas.

Novo!!: Romanização e Humanitismo · Veja mais »

Império Britânico

O Império Britânico (British Empire) foi o maior império em extensão de terras descontínuas do mundo.

Novo!!: Romanização e Império Britânico · Veja mais »

Império Romano

O Império Romano (Imperium Romanum) foi o período pós-republicano da antiga civilização romana, caracterizado por uma forma de governo autocrática liderada por um imperador e por extensas possessões territoriais em volta do mar Mediterrâneo na Europa, África e Ásia.

Novo!!: Romanização e Império Romano · Veja mais »

Imperialismo

britânico de vermelho" e declarou: "todas estas estrelas... estes vastos mundos que permanecem fora do alcance, se eu pudesse, eu anexaria outros planetas."S. Gertrude Millin, ''Rhodes'', Londres: 1933, p.138. Imperialismo é a política de expansão e o domínio territorial, cultural ou econômico de uma nação sobre outra ou várias regiões geográficas.

Novo!!: Romanização e Imperialismo · Veja mais »

Invasões da Britânia por Júlio César

As Invasões da Britânia por Júlio César foram duas campanhas bélicas dirigidas pelo general da República Romana Júlio César contra o sul da ilha da Grã-Bretanha, conhecida como Britania pelos romanos.

Novo!!: Romanização e Invasões da Britânia por Júlio César · Veja mais »

Justiça (mitologia)

Justiça (Iustitia; também referida como Justitia) era a deusa romana que personificava a justiça.

Novo!!: Romanização e Justiça (mitologia) · Veja mais »

Latim

A língua latina ou latim é uma antiga língua indo-europeia do ramo itálico originalmente falada no Lácio, a região do entorno da cidade de Roma.

Novo!!: Romanização e Latim · Veja mais »

Legião romana

Dramatização de uma '''legião romana'''. A Legião Romana (do Latim legio) era a maior unidade militar do exército romano, contando com mais de 3 000 homens (os legionários) em suas fileiras no início da Era Republicana, chegando posteriormente a ter mais de 5 200 soldados no período do Império, consistido de centúrias como a unidade básica.

Novo!!: Romanização e Legião romana · Veja mais »

Limes

Limes ("limite", em latim)Arthur A. Jones; Robin Wiseman (2009).

Novo!!: Romanização e Limes · Veja mais »

Literatura latina

Literatura latina ou romana é o nome que se dá ao corpo de obras literárias escritas em latim, e que permanecem até hoje como um duradouro legado da cultura da Roma Antiga.

Novo!!: Romanização e Literatura latina · Veja mais »

Lusitanos

Lusitanos Os lusitanos constituíram um conjunto de povos ibéricos pré-romanos de origem indo-europeia que habitaram a região oeste da Península Ibérica desde a Idade do Ferro.

Novo!!: Romanização e Lusitanos · Veja mais »

Lusitânia

Lusitânia (Lusitania) foi o nome atribuído na Antiguidade ao território oeste da Península Ibérica onde viviam os povos lusitanos desde o Neolítico.

Novo!!: Romanização e Lusitânia · Veja mais »

Martin Millett

Martin Millett (nascido em 30 de setembro de 1955) é um professor de Arqueologia Clássica da Universidade de Cambridge e um notório pesquisador da história romana, trabalhando principalmente sobre a questão da romanização.

Novo!!: Romanização e Martin Millett · Veja mais »

Muralha de Adriano

Traçado da Muralha de Adriano. A Muralha de Adriano (Vallum Aelium) é uma fortificação construída principalmente em pedra e madeira, no norte da Inglaterra, aproximadamente na atual fronteira com a Escócia.

Novo!!: Romanização e Muralha de Adriano · Veja mais »

Nacionalismo

O nacionalismo é uma tese ideológica, surgida após a Revolução Francesa.

Novo!!: Romanização e Nacionalismo · Veja mais »

Nördlingen

Nördlingen é uma cidade da Baviera, Alemanha, com população em torno de vinte mil habitantes (2002).

Novo!!: Romanização e Nördlingen · Veja mais »

Piedade (virtude)

Piedade como virtude do imperador romano Herênio Etrusco, celebrado com instrumentos de culto, como pátera e lítuo. Piedade (Pietas) era uma das virtudes da Roma Antiga, junto com "gravitas" e dignidade (dignitas).

Novo!!: Romanização e Piedade (virtude) · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Romanização e Portugal · Veja mais »

Positivismo

O positivismo é uma corrente filosófica que surgiu na França no começo do século XIX.

Novo!!: Romanização e Positivismo · Veja mais »

Prémio Nobel

(Nobelpriset; Nobelprisen) é um prêmio internacional que é concedido anualmente para reconhecer pessoas ou instituições que realizaram pesquisas, descobertas ou contribuições notáveis para a humanidade no ano imediatamente anterior ou no curso de suas atividades.

Novo!!: Romanização e Prémio Nobel · Veja mais »

Principado romano

O Principado é a fase convencionada pelos historiadores para designar o Império Romano desde 27 a.C., quando o senado investiu Otaviano — o futuro Augusto — no poder supremo com a denominação de príncipe (''princeps'') (primeiro em latim), até, quando iniciou-se o dominato por Diocleciano.

Novo!!: Romanização e Principado romano · Veja mais »

Província romana

x: Províncias imperiais são sombreadas em verde, províncias senatoriais são sombreadas em bege e estados-clientes são sombreados em cinza. Na República Romana e depois no Império Romano, uma província era um território fora da península Itálica que tinha uma organização regular e estava sob administração romana.

Novo!!: Romanização e Província romana · Veja mais »

República Romana

República Romana (Res Pvblica Romana) foi um período da antiga civilização romana onde o governo operou como uma república.

Novo!!: Romanização e República Romana · Veja mais »

Século II

Sem descrição

Novo!!: Romanização e Século II · Veja mais »

Século XIX

O século XIX começou no dia 1 de janeiro de 1801 e terminou no dia 31 de dezembro de 1900.

Novo!!: Romanização e Século XIX · Veja mais »

Senado romano

O senado romano (em latim: senatus) é a mais remota assembleia política da Roma Antiga, com origem nos "conselhos de anciãos" da Antiguidade oriental (surgidos após o ano). Era uma assembleia de notáveis – o conselho dos pater familias (pais ou chefes das famílias patrícias) – que provinha já dos tempos da monarquia romana.

Novo!!: Romanização e Senado romano · Veja mais »

Theodor Mommsen

Christian Matthias Theodor Mommsen (Garding, 30 de Novembro de 1817 — Charlottenburg, 1 de Novembro de 1903) foi um historiador alemão.

Novo!!: Romanização e Theodor Mommsen · Veja mais »

Urbanização

Toronto, no Canadá: exemplo de uma região que passou por um intenso processo de urbanização nos últimos séculos A urbanização é estudada por ciências diversas, como a sociologia, a geografia e a antropologia, cada uma delas propondo abordagens diferentes sobre o problema do crescimento das cidades.

Novo!!: Romanização e Urbanização · Veja mais »

Redireciona aqui:

Invasões romanas.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »