Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

José Agostinho de Macedo

Índice José Agostinho de Macedo

José Agostinho de Macedo (Beja, 11 de Setembro de 1761 — Lisboa, 2 de Outubro de 1831) foi um padre e escritor português, Pregador Real, uma das principais figuras do séc.

41 relações: Agostinheida, Beja, Besta Esfolada, Catolicismo, Deus, Dicionário Bibliográfico Português, Erudição, Escritor, Espírito, , Frade, Inferno, Inocêncio Francisco da Silva, Inquisição, Juízo, Liberalismo, Lisboa, Luís de Camões, Maçonaria, Manuel Maria Barbosa du Bocage, Miguelista, Monarquia tradicional, O Oriente, Ordem de Santo Agostinho, Os Lusíadas, Padre, Poesia, Portugal, Português, Presbítero, Reino de Portugal, Sacerdote, Talento, Tradicionalismo, 11 de setembro, 1761, 1778, 1792, 1816, 1831, 2 de outubro.

Agostinheida

A Agostinheida é um poema herói-comico em 9 Cantos, contra José Agostinho de Macedo, escrito por Nuno Álvares Pato Moniz (1781–1827), impresso em Londres em 1817.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Agostinheida · Veja mais »

Beja

Beja é uma cidade portuguesa pertencente à região do Alentejo e sub-região do Baixo Alentejo, capital do Distrito de Beja e Capital do Baixo Alentejo com cerca de habitantes no seu perímetro urbano, sendo a capital do Distrito de Beja e sede da Diocese de Beja.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Beja · Veja mais »

Besta Esfolada

A Besta Esfolada foi um periódico político miguelista e satírico do padre José Agostinho de Macedo.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Besta Esfolada · Veja mais »

Catolicismo

Catolicismo (katholikos; com o significado de "geral" ou "universal") é um termo amplo para o corpo da fé católica, a sua teologia, doutrinas, liturgia, princípios éticos, e características comportamentais, bem como um povo religioso como um todo.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Catolicismo · Veja mais »

Deus

Deus é um conceito de Ser Supremo presente em diversas religiões monoteístas, henoteístas ou politeístas, sendo geralmente definido como o espírito infinito e eterno, criador e preservador do Universo.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Deus · Veja mais »

Dicionário Bibliográfico Português

O Dicionário Bibliográfico Português, da autoria de Inocêncio Francisco da Silva mas continuado por Brito Aranha, seu testamentário, que lhe acrescentou vários volumes, é uma obra de referência sobre as obras publicadas em Portugal até finais do século XIX e os seus autores.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Dicionário Bibliográfico Português · Veja mais »

Erudição

Erudição (do termo latino eruditione) é uma instrução vasta e variada, adquirida sobretudo pela leitura e pelo estudo, direcionada a um conhecimento de cunho acadêmico.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Erudição · Veja mais »

Escritor

Machado de Assis, um dos grandes expoentes da literatura brasileira. Escritor é uma pessoa que utiliza palavras escritas, com várias técnicas e uso de vários estilos, para comunicar ou passar ideias.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Escritor · Veja mais »

Espírito

A palavra espírito apresenta diferentes significados e conotações diferentes, a maioria deles relativos a uma forma de energia em contraste com o corpo físico.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Espírito · Veja mais »

Fé (do Latim fide) é a adesão de forma incondicional a uma hipótese que a pessoa passa a considerar como sendo uma verdade sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que se deposita nesta ideia ou fonte de transmissão.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Fé · Veja mais »

Frade

Um frade Frade é a designação dada a um católico consagrado que pertence a uma ordem religiosa mendicante e que vive normalmente num convento.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Frade · Veja mais »

Inferno

Inferno é um termo usado por diferentes religiões, mitologias e filosofias, representando a morada dos mortos, ou lugar de grande sofrimento e de condenação.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Inferno · Veja mais »

Inocêncio Francisco da Silva

Inocêncio Francisco da Silva (São Mamede (Lisboa), 1810 – São Mamede (Lisboa), 27 de junho de 1876), muitas vezes referido apenas por Innocencio (como era escrito na época), foi o mais destacado bibliógrafo lusófono, reunindo toda a informação disponível sobre autores de língua portuguesa até meados do século XIX.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Inocêncio Francisco da Silva · Veja mais »

Inquisição

''Galileu diante do Santo Ofício'', pintura do século XIX de Joseph-Nicolas Robert-Fleury. Pintura de 1683 de Francisco Rizi retratando um auto-da-fé na Plaza Mayor, Madrid, em 1680 A Inquisição é um grupo de instituições dentro do sistema jurídico da Igreja Católica Romana cujo objetivo é combater a heresia.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Inquisição · Veja mais »

Juízo

Juízo é o processo que conduz ao estabelecimento das relações significativas entre conceitos, que conduzem ao pensamento lógico objetivando alcançar uma integração significativa, que dê possibilidade a uma atitude racional frente as necessidades do momento.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Juízo · Veja mais »

Liberalismo

Liberalismo é uma filosofia política ou ideologia fundada sobre ideais que pretendem ser da liberdade individual e do igualitarismo.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Liberalismo · Veja mais »

Lisboa

Lisboa GCTE é a capital de Portugal e a cidade mais populosa do país.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Lisboa · Veja mais »

Luís de Camões

Luís Vaz de Camões (Lisboa,, — Lisboa, ou 1580) foi um poeta nacional de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura lusófona e um dos grandes poetas da tradição ocidental.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Luís de Camões · Veja mais »

Maçonaria

Maçonaria, forma reduzida e usual de franco-maçonaria, é uma sociedade filosófica, filantrópica, iniciática e progressista.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Maçonaria · Veja mais »

Manuel Maria Barbosa du Bocage

Manuel Maria de Barbosa l'Hedois du Bocage (Setúbal, 15 de setembro de 1765 – Lisboa, Mercês, 21 de dezembro de 1805) foi um poeta nacional português e, possivelmente, o maior representante do arcadismo lusitano.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Manuel Maria Barbosa du Bocage · Veja mais »

Miguelista

Miguelista é o nome dado na historiografia portuguesa aos apoiantes do chamado Miguelismo, nomeadamente os que lutaram pela legitimidade permanente do ex-infante D. Miguel de Bragança na linha de sucessão ao trono português e que vieram depois a fundar o Partido Legitimista e o Partido Realista que nele se integrou.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Miguelista · Veja mais »

Monarquia tradicional

A monarquia tradicional, que foi defendida pelo miguelismo e depois pelo integralismo lusitano, a mesma que se opõe à monarquia constitucional partidocrática e à monarquia absolutista, não é senão uma monarquia regida pelos princípios do tradicionalismo ou da tradição, organizada na base da família e da propriedade, que foi sacrificada pelo pombalismo, pelo absolutismo e pelo republicanismo.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Monarquia tradicional · Veja mais »

O Oriente

O Oriente (1814) é um poema épico, em doze cantos, de José Agostinho de Macedo.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e O Oriente · Veja mais »

Ordem de Santo Agostinho

A Ordem de Santo Agostinho (em latim Ordo Sancti Augustini, OSA) é uma ordem religiosa católica de frades mendicantes que seguem a linha de pensamento de Santo Agostinho.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Ordem de Santo Agostinho · Veja mais »

Os Lusíadas

Os Lusíadas é uma obra de poesia épica do escritor português Luís Vaz de Camões, considerada a "epopeia portuguesa por excelência".

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Os Lusíadas · Veja mais »

Padre

As ordens ministeriais da Igreja Católica Romana incluem as ordens dos bispos, presbíteros e diáconos.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Padre · Veja mais »

Poesia

A poesia, ou texto lírico, é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos ou críticos, ou seja, ela retrata algo em que tudo pode acontecer dependendo da imaginação do autor como a do leitor.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Poesia · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Portugal · Veja mais »

Português

* Língua portuguesa – língua originária de Portugal.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Português · Veja mais »

Presbítero

Presbítero (do grego πρεσβύτερος,: "ancião" ou "sacerdote" usado no cristianismo) no Novo Testamento refere-se a um líder nas congregações cristãs locais, com referência ao "presbyteros" grego significando ancião/senhor e "episkopos" significando administrador, referindo-se exclusivamente ao ofício de bispo, mas com presbíteros sendo entendidos por muitos como se referindo a mesma pessoa que realiza a função de administrador.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Presbítero · Veja mais »

Reino de Portugal

O Reino de Portugal era a denominação de Portugal sob a governação de um regime monárquico, e no início ainda sem o reino dos Algarves.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Reino de Portugal · Veja mais »

Sacerdote

Sacerdote ou Sacerdotisa (do latim Sacerdos – sagrado; e otis – representante, portando "representante do sagrado") é uma autoridade ou ministro religioso, habilitado para dirigir ou participar em rituais sagrados de uma religião em particular.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Sacerdote · Veja mais »

Talento

Talento, palavra de origem latina, é a inclinação natural de uma pessoa a realizar determinada atividade.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Talento · Veja mais »

Tradicionalismo

O tradicionalismo é um sistema filosófico ou político que coloca a tradição como critério e regra de decisão, entendendo-a como o conjunto de hábitos e tendências que procuram manter uma sociedade no equilíbrio das forças que lhe deram origem.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e Tradicionalismo · Veja mais »

11 de setembro

Sem descrição

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 11 de setembro · Veja mais »

1761

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVIII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 1761 · Veja mais »

1778

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVIII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 1778 · Veja mais »

1792

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVIII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram A e G (52 semanas), teve início a um domingo e terminou a uma segunda-feira.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 1792 · Veja mais »

1816

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XIX do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram G e F (52 semanas), teve início a uma segunda-feira e terminou a uma terça-feira.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 1816 · Veja mais »

1831

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIX do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 1831 · Veja mais »

2 de outubro

Sem descrição

Novo!!: José Agostinho de Macedo e 2 de outubro · Veja mais »

Redireciona aqui:

José agostinho de macedo, Padre Lagosta.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »