Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

II Reis

II Reis é um dos livros históricos do antigo testamento da Bíblia, vem depois de I Reis e antes de I Crônicas.

22 relações: Abias de Judá, Amom de Judá, Antigo Testamento, Assíria, Bíblia, Elias, Eliseu, Ezequias, I Crônicas, I Reis, Império Neobabilônico, Jeremias, Jerusalém, Josias, Judeus, Mesopotâmia, Nabucodonosor II, Reino de Israel, Roboão, Salomão, Samaria, Senaqueribe.

Abias de Judá

Abias, (hebr.אביּהוּ) cujo nome significa, literalmente, Jeová é (meu) pai, interpretado como adorador de Jeová, também chamado de Abijão, foi neto de Salomão e filho e sucessor de Roboão no reino de Judá.

Novo!!: II Reis e Abias de Judá · Veja mais »

Amom de Judá

Amom de Judá (אָמוֹן; Αμων; Amon) foi o soberano do Reino de Judá durante um curto período no a.C. Sucedeu a seu pai Manassés de Judá e tal como ele, idolatrava e promovia a adoração de figuras pagãs, o que, de acordo com relatos bíblicos, terá motivado o seu provável assassinato em consequência de uma revolta entre os seus súditos, eventualmente no ano.

Novo!!: II Reis e Amom de Judá · Veja mais »

Antigo Testamento

As Escrituras Hebraicas, conhecidas pelos cristãos como Antigo Testamento, têm 46 livros (39 livros na versão usada pelos cristãos protestantes) e constitui a totalidade da Bíblia hebraica (dividida em 24 livros no Judaísmo, pois alguns dos livros que são divididos pelos cristãos em dois na realidade são apenas um. Ex: 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas) e a primeira grande parte da Bíblia cristã.

Novo!!: II Reis e Antigo Testamento · Veja mais »

Assíria

A Assíria foi um reino em torno da região do alto rio Tigre, no norte da Mesopotâmia (atual norte do Iraque), e que dominou por diversas vezes ao longo da história os impérios existentes naquela região, desde a tomada da Babilônia até à sua reconquista.

Novo!!: II Reis e Assíria · Veja mais »

Bíblia

A Bíblia (do grego βιβλία, plural de βιβλίον, transl. bíblion, "rolo" ou "livro", diminutivo de "byblos", “papiro egípcio”, provavelmente do nome da cidade de onde esse material era exportado para a Grécia, Biblos, atual Jbeil, no Líbano) é uma coleção de textos religiosos de valor sagrado para o cristianismo, em que se narram interpretações religiosas do motivo da existência do homem na Terra.

Novo!!: II Reis e Bíblia · Veja mais »

Elias

Elias (אֱלִיָּהוּ, transl. Eliyahu, lit. "Meu Deus é Javé"; Ηλίας, transl. Elías; إلياس, transl. Ilyās) foi um profeta e taumaturgo que viveu no reino de Israel durante o reinado de Acab (século IX a.C.). De acordo com o Livro dos Reis, Elias defendeu o culto de Javé contra a veneração do deus canaanita Baal (que era considerado um culto idólatra); Deus através dele ressuscitou os mortos, fez chover fogo dos céus, e foi levado por um redemoinho (acompanhado por uma carruagem e cavalos em chamas, ou cavalgando-os. No Livro de Malaquias, o retorno de Elias foi profetizado "antes que venha o grande e temível dia do Senhor", o que fez dele um arauto do Messias nas diversas fés que reverenciam a Bíblia hebraica. Referências a Elias aparecem no Talmude, na Mishná, no Novo Testamento e no Corão. No judaísmo, o nome de Elias é invocado no ritual semanal do Havdalá, que marca o fim do Shabbat, além de outros costumes daquela religião, como o Sêder de Pessach e o brit milá (circuncisão ritual). Elias é mencionado ainda em diversas histórias e referências no Hagadá e na literatura rabínica, entre eles o Talmud Babilônico. No cristianismo, o Novo Testamento descreve como tanto Jesus quanto João Batista foram comparados com Elias e, em determinadas ocasiões, tidos como manifestações dele; além disso, Elias aparece, juntamente com Moisés, durante a Transfiguração de Jesus. No islamismo, o Corão descreve Elias como um profeta grande e justo de Deus, que pregou intensamente contra o culto a Ba'al. Elias também é uma figura importante em diversas tradições folclóricas cristãs, muitas vezes identificado com deuses pagãos relacionados ao trovão ou ao céu.

Novo!!: II Reis e Elias · Veja mais »

Eliseu

XVIII Eliseu (em hebreu אֱלִישַׁע, “Meu Deus é salvação”) é um profeta Bíblico.

Novo!!: II Reis e Eliseu · Veja mais »

Ezequias

Escorial. Juan Bautista Monegro, século XVI. Ezequias, do hebraico חִזְקִיָּהוּ, significa, em português "Javé Fortalece" ou "Jeová Fortalece".

Novo!!: II Reis e Ezequias · Veja mais »

I Crônicas

I Crônicas é um dos livros históricos do antigo testamento da Bíblia, vem depois de II Reis e antes de II Crônicas.

Novo!!: II Reis e I Crônicas · Veja mais »

I Reis

I Reis (também Primeiro Livro dos Reis) é um dos livros históricos do Antigo Testamento da Bíblia vem depois de II Samuel e antes de II Reis.

Novo!!: II Reis e I Reis · Veja mais »

Império Neobabilônico

O Segundo Império Babilônico ou Império Neobabilônico é a denominação para uma época de a,em que os caldeus dominaram a região, neste tempo governou Nabucodonosor II e outros até sua conquista pelo Império Aquemênida.

Novo!!: II Reis e Império Neobabilônico · Veja mais »

Jeremias

Jeremias (Yirmeyahu em Hebraico, ou Hieremias em Latim), é um dos nove personagens chamados "Profetas" encontrados na Tanaque (Bíblia Hebraica) que corresponde ao Antigo Testamento nas Bíblias Cristãs.

Novo!!: II Reis e Jeremias · Veja mais »

Jerusalém

Jerusalém (Yerushaláyim; al-Quds; Ierossólyma), localizada em um planalto nas montanhas da Judeia entre o Mediterrâneo e o mar Morto, é uma das cidades mais antigas do mundo.

Novo!!: II Reis e Jerusalém · Veja mais »

Josias

Josias ou Yoshiyahu (em hebraico: יֹאשִׁיָּהוּ, hebraico moderno: Yoshiyyáhu, hebraico tiberiano: Yôšiyyāhû, cujo significado literal é "curado por Yah" ou "sustentado de Yah"; em grego: Ιωσιας; em latim: Josias, c. 649-609 a.C) foi o 16º rei de Judá (641-609 aC), de acordo com a Bíblia Hebraica, que instituiu grandes reformas.

Novo!!: II Reis e Josias · Veja mais »

Judeus

Um judeu (em hebraico: יְהוּדִי, transl. Yehudi, no singular; יְהוּדִים, Yehudim, no plural; ladino: ג׳ודיו, Djudio, sing.; ג׳ודיוס, Djudios, pl.; iídiche: ייִד, Yid, sing.; ייִדן, Yidn, pl.) é um membro do grupo étnico e religioso originado nas Tribos de Israel ou hebreus do Antigo Oriente.

Novo!!: II Reis e Judeus · Veja mais »

Mesopotâmia

A Mesopotâmia (do grego antigo Μεσοποταμία; composto de μέσος, "meio", e ποταμός, "rio", ou seja " entre dois rios") é o nome dado para a área do sistema fluvial Tigre-Eufrates, o que nos dias modernos corresponde a aproximadamente a maior parte do atual Iraque e Kuwait, além de partes orientais da Síria e de regiões ao longo das fronteiras Turquia-Síria e Irã-Iraque.

Novo!!: II Reis e Mesopotâmia · Veja mais »

Nabucodonosor II

Daniel interpreta o sonho do rei Nabucodonosor Nabucodonosor II, Nebucadrezar (na ortografia babilônia Nabu - kudur - uzur, Nebo, proteja a coroa! ou Nebo, proteja as fronteiras!) foi o filho e sucessor de Nabopolassar, rei da Imia que libertou o reino da Assíria e destruiu Nínive.

Novo!!: II Reis e Nabucodonosor II · Veja mais »

Reino de Israel

O Reino de Israel de acordo com a Bíblia, foi a nação formada pelas 12 Tribos de Israel, um povo descendente de Jacó, Isaque e Abraão. Segundo a história narrada na bíblia, após o Êxodo do Egi(p)to, sob a liderança de Moisés, os israelitas que eram nômadas/nómadas vaguearam pelo médio oriente durante décadas até que no final do sob a liderança de Josué os israelitas conquistam a terra de Canaã, abandonam o nomadismo e estabelecem-se nas terras conquistadas, dividindo o território entre as 12 tribos. O reino surge em meados do na sequência da unificação das 12 tribos sob a chefia de Saul, seu primeiro rei. Contudo não existia um verdadeiro poder central pois cada tribo governava a si própria. Os líderes nacionais, que se designavam "Juízes" tinham um poder muito frágil e só conseguiam unir as várias tribos em caso de guerra com os povos inimigos. A união entre as tribos era tão frágil que por vezes se guerreavam entre si. A Confederação Israelita, da era anterior ao Reino de Israel, também tem sido considerada uma espécie de república. Cansados destas situações as tribos israelitas resolveram unir-se e instaurar uma monarquia. O profeta Samuel, último dos Juízes, designou Saul, da Tribo de Benjamim, como o primeiro Rei de Israel. O reino abrangia a região montanhosa de Judá e de Efraim, cuja capital era Gibeal. Estudiosos modernos, incluindo crítica textual e arqueológica, tem contestado a versão bíblica da história do Reino, incluindo a história de como o reino do norte de Israel se desvinculou de uma monarquia unida com o reino sulista de Judá, afirmando que a civilização israelita nortenha se desenvolveu independentemente de Judá, uma área rural comparativamente menor, e só atingiu um nível de sofisticação política, econômica, arquitetural e militar quando o reino foi absorvido pela dinastia Omride, por volta de 884 EC.

Novo!!: II Reis e Reino de Israel · Veja mais »

Roboão

Roboão ou Reoboão, filho do Rei Salomão e seu sucessor (I Reis 11:43) tinha 41 anos ao subir ao trono.

Novo!!: II Reis e Roboão · Veja mais »

Salomão

Salomão foi um rei de Israel (mencionado, sobretudo, no Livro dos Reis), filho de David com Bate-Seba, que teria se tornado o terceiro rei de Israel, governando durante cerca de quarenta anos (segundo algumas cronologias bíblicas, de 966 a 926 a.C.).

Novo!!: II Reis e Salomão · Veja mais »

Samaria

Panorama de uma aldeia palestina próxima ao assentamento israelense de Beit El, na região histórica de Samaria, atual Cisjordânia Samaria é o nome histórico e bíblico de uma região montanhosa do Oriente Médio, constituída pelo antigo reino de Israel, situado em torno de sua antiga capital, Samaria, e rival do vizinho reino do sul, o reino de Judá.

Novo!!: II Reis e Samaria · Veja mais »

Senaqueribe

Senaquerib ou Senaqueribe, cujo nome significa O deus da Lua Multiplicou os Seus Irmãos, foi rei da Assíria de 705 a 681 a.C.

Novo!!: II Reis e Senaqueribe · Veja mais »

Redireciona aqui:

2 Reis, 2° Reis, Ii reis, Segundo Livro de Reis, Segundo Livro dos Reis, Segundo livro de Reis.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »