Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Fernando I de Portugal

Fernando I (Coimbra, – Lisboa), apelidado de "o Formoso", "o Belo" e "o Inconstante", foi o Rei de Portugal e Algarve de 1367 até sua morte, o último monarca português da Casa de Borgonha.

77 relações: Afonso de Molina, Afonso de Portugal (1382), Afonso Henriques, conde de Gijón e Noronha, Afonso III de Portugal, Afonso IV de Portugal, Afonso X de Leão e Castela, Agricultura, Amadeu IV de Saboia, Associação dos Arqueólogos Portugueses, Beatriz da Suábia, Beatriz de Castela (1242–1303), Beatriz de Castela (1293–1359), Beatriz de Portugal, Carlos II de Nápoles, Carlos III de Navarra, Coimbra, Companhia das Naus, Constança de Hohenstaufen, Constança Manuel, Convento de São Francisco (Santarém), Convento do Carmo (Lisboa), Crise de 1383–1385 em Portugal, Dinastia capetiana, Dinastia de Avis, Dinastia de Borgonha, Dinis I de Portugal, Extinção das ordens religiosas, Fernando III de Leão e Castela, Fernão Lopes, Galiza, Guerra Peninsular, Guerras fernandinas, Henrique II de Castela, Igreja Católica, Isabel de Aragão, Rainha de Portugal, Isabel de Portugal, senhora de Viseu, Jaime II de Aragão, Joaquim Possidónio Narciso da Silva, João de Gante, João I de Castela, João I de Portugal, João Manuel de Castela, Lei das Sesmarias, Leonor Teles, Lisboa, Lista de monarcas de Portugal, Manuel de Castela, Maria de Molina, Mosteiro de Leça do Balio, Noreña, ..., Noronha, Papa Gregório XI, Pedro I de Castela, Pedro I de Portugal, Pedro III de Aragão, Política externa, Porto, Portugal, Pretendente, Reino de Aragão, Reino de Navarra, Reino de Portugal, Sancho IV de Leão e Castela, Santarém (Portugal), Tratado de Alcoutim, Viseu, 1364, 1369, 1371, 1372, 1373, 1382, 1383, 1385, 1412, 1435, 15 de maio. Expandir índice (27 mais) »

Afonso de Molina

Afonso de Molina (Alfonso de Molina —Salamanca) foi infante de Castela como filho do rei e Berengária de Castela.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Afonso de Molina · Veja mais »

Afonso de Portugal (1382)

D.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Afonso de Portugal (1382) · Veja mais »

Afonso Henriques, conde de Gijón e Noronha

Afonso Henriques, conde de Noronha, nasceu em Gijón, em 1355 e morreu exilado em Marans, França 27 de Agosto de 1395).

Novo!!: Fernando I de Portugal e Afonso Henriques, conde de Gijón e Noronha · Veja mais »

Afonso III de Portugal

Afonso III (Coimbra, – Alcobaça), apelidado de "o Bolonhês" por seu casamento com Matilde II, Condessa de Bolonha, foi o Rei de Portugal de 1248 até sua morte, e também o primeiro monarca português a utilizar o título de Rei de Algarve.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Afonso III de Portugal · Veja mais »

Afonso IV de Portugal

Afonso IV (Lisboa, – Lisboa), apelidado de Afonso, o Bravo, foi o Rei de Portugal e Algarve de 1325 até sua morte.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Afonso IV de Portugal · Veja mais »

Afonso X de Leão e Castela

Afonso X (Alfonso X), o Sábio ou o Astrólogo (Toledo, 23 de Novembro de 1221– Sevilha, 4 de Abril de 1284), foi rei de Castela e Leão de 1252 até a sua morte em 1284.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Afonso X de Leão e Castela · Veja mais »

Agricultura

Agricultura é o conjunto de técnicas utilizadas para cultivar plantas com o objetivo de obter alimentos, bebidas, fibras, energia, matéria-prima para roupas, construções, medicamentos, ferramentas, ou apenas para contemplação estética.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Agricultura · Veja mais »

Amadeu IV de Saboia

Amadeu IV de Saboia (1197 – 24 de junho ou 13 de julho de 1253) foi de 1233 até 1253 conde de Saboia, localidade do departamento da França localizado na região Ródano-Alpes e cuja capital é a cidade de Chambéry.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Amadeu IV de Saboia · Veja mais »

Ano-novo

Ano-novo ou ano-bom é o momento em que um novo ano civil começa e um novo calendário anual é iniciado.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Ano-novo · Veja mais »

Associação dos Arqueólogos Portugueses

A Associação dos Arqueólogos Portugueses ComSE é uma associação fundada em 1863, sendo a mais antiga associação de defesa do património em Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Associação dos Arqueólogos Portugueses · Veja mais »

Beatriz da Suábia

Beatriz da Suábia, nascida Isabel (Beatrix; Nuremberga, — Toro), foi rainha consorte de Leão e Castela pelo seu casamento com Fernando III de Leão e Castela.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Beatriz da Suábia · Veja mais »

Beatriz de Castela (1242–1303)

Beatriz de Castela (Beatriz de Castilla; também chamada de Beatriz de Gusmão; Saragoça, —) foi uma infanta de Castela, rainha de Portugal entre 1253 e 1279 e rainha-mãe de 1279 a 1303.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Beatriz de Castela (1242–1303) · Veja mais »

Beatriz de Castela (1293–1359)

Beatriz de Castela (Toro, 8 de março de 1293 - Lisboa, 25 de outubro de 1359) foi uma infanta do Reino de Castela e Leão e rainha de Portugal entre 1325 e 1357.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Beatriz de Castela (1293–1359) · Veja mais »

Beatriz de Portugal

D. Beatriz de Portugal (ou D. Brites de Portugal, Coimbra, Fevereiro de 1373 — Toro, após Junho de 1412), que veio a ser rainha consorte de Castela, foi filha do Rei D. Fernando I de Portugal e de sua mulher, a rainha D. Leonor Teles.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Beatriz de Portugal · Veja mais »

Carlos II de Nápoles

Carlos II de Nápoles o Coxo (1254 - Casanova, 6 de maio de 1309) foi conde de Provença, Forcalquier, de Anjou e do Maine, duque da Apúlia, Príncipe de Salerno, Cápua, Tarento em 1271; segundo rei angevino de Nápoles e de Jérusalem, da Sicília peninsular, etc de 1285 a 1309.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Carlos II de Nápoles · Veja mais »

Carlos III de Navarra

Carlos III (Mantes, 1361 — Olite, 8 de Setembro de 1425), cognominado o Nobre, foi rei de Navarra de 1387 até sua morte, conde de Évreux de 1387 a 1404, e duque de Nemours de 1404 até sua morte.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Carlos III de Navarra · Veja mais »

Coimbra

Coimbra OTE é uma cidade portuguesa, capital do distrito de Coimbra, situada na província da Beira Litoral, região do Centro (Região das Beiras), sub-região estatística do Baixo Mondego, e comunidade intermunicipal da Região de Coimbra.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Coimbra · Veja mais »

Companhia das Naus

A Companhia das Naus foi uma associação mutualista portuguesa.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Companhia das Naus · Veja mais »

Constança de Hohenstaufen

Constança de Hohenstaufen, também conhecida como Constança II da Sicília (em italiano e espanhol: Constanza; Catânia, — Barcelona) foi uma nobre do Reino da Sicília.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Constança de Hohenstaufen · Veja mais »

Constança Manuel

Constança Manuel (Constanza Manuel de Villena; Castillo de Garcimuñoz, ca. — Santarém) foi uma nobre castelhana, rainha de Leão e Castela, consorte do infante D. Pedro de Portugal e mãe do rei D. Fernando de Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Constança Manuel · Veja mais »

Convento de São Francisco (Santarém)

Túmulo gótico de D. Fernando I, no Museu do Carmo, em Lisboa. Este túmulo encontrava-se no coro-alto da igreja deste convento até à primeira metade do século XX. O Convento de São Francisco, em Santarém, constitui um dos melhores exemplares do gótico mendicante em Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Convento de São Francisco (Santarém) · Veja mais »

Convento do Carmo (Lisboa)

O Convento do Carmo de Lisboa é um antigo convento da Ordem dos Carmelitas da Antiga Observância que se localiza no Largo do Carmo e foi erguido, sobranceiro ao Rossio (Praça de D. Pedro IV), na colina fronteira à do Castelo de São Jorge, na cidade e Distrito de Lisboa, em Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Convento do Carmo (Lisboa) · Veja mais »

Crise de 1383–1385 em Portugal

A Crise de 1383–1385 foi um período de guerra civil e na História de Portugal, também conhecido como Interregno, uma vez que não existia rei no poder.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Crise de 1383–1385 em Portugal · Veja mais »

Dinastia capetiana

A dinastia capetiana, também chamada dinastia rebelada, foi uma dinastia real que governou a França durante mais de trezentos anos.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Dinastia capetiana · Veja mais »

Dinastia de Avis

A Dinastia de Avis, ou Dinastia Joanina, foi a segunda dinastia a reinar em Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Dinastia de Avis · Veja mais »

Dinastia de Borgonha

A designação Dinastia de Borgonha aplica-se às casas reais de Portugal, Galiza, Leão e Castela, e que governaram estes países, respectivamente, entre 1096 e 1383, 1126 e 1230 e 1126 e 1368, ainda que não tenham uma origem comum.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Dinastia de Borgonha · Veja mais »

Dinis I de Portugal

Dinis I, O Lavrador ou O Poeta nasceu em Lisboa no dia e morreu em Santarém no dia), foi Rei de Portugal e do Algarve de 1279 até sua morte. Era o filho mais velho do rei Afonso III e sua segunda esposa Beatriz de Castela. Em 1282 desposou Isabel de Aragão, que ficaria conhecida como Rainha Santa. Ao longo de 46 anos de reinado, foi um dos principais responsáveis pela criação da identidade nacional e o alvor da consciência de Portugal enquanto estado-nação: em 1297, após a conclusão da Reconquista pelo seu pai, definiu as fronteiras de Portugal no Tratado de Alcanizes, prosseguiu relevantes reformas judiciais, instituiu a língua portuguesa como língua oficial da corte, criou a primeira Universidade portuguesa, libertou as Ordens Militares no território nacional de influências estrangeiras e prosseguiu um sistemático acréscimo do centralismo régio. A sua política centralizadora foi articulada com importantes acções de fomento económico - como a criação de inúmeros concelhos e feiras. D. Dinis ordenou a exploração de minas de cobre, prata, estanho e ferro e organizou a exportação da produção excedente para outros países europeus. Em 1308 assinou o primeiro acordo comercial português com a Inglaterra. Em 1312 fundou a marinha Portuguesa, nomeando 1º Almirante de Portugal, o genovês Manuel Pessanha, e ordenando a construção de várias docas. Foi grande amante das artes e letras. Tendo sido um famoso trovador, cultivou as Cantigas de Amigo, de Amor e a sátira, contribuindo para o desenvolvimento da poesia trovadoresca na Península Ibérica. Pensa-se ter sido o primeiro monarca português verdadeiramente alfabetizado, tendo assinado sempre com o nome completo. Foi o responsável pela criação da primeira Universidade portuguesa, inicialmente instalada em Lisboa e depois para Coimbra. Entre 1320 e 1324 houve uma guerra civil que opôs o rei ao futuro Afonso IV. Este julgava que o pai pretendia dar o trono a Afonso Sanches. Nesta guerra, o rei contou com pouco apoio popular, pois nos últimos anos de reinado deu grandes privilégios aos nobres. O infante contou com o apoio dos concelhos. Apesar dos motivos da revolta, esta guerra foi no fundo um conflito entre grandes e pequenos. Após a sua morte, em 1325 foi sucedido pelo seu filho legítimo, Afonso IV de Portugal, apesar da oposição do seu favorito, filho natural Afonso Sanches.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Dinis I de Portugal · Veja mais »

Extinção das ordens religiosas

A extinção das ordens religiosas em Portugal ocorreu no contexto da consolidação do Liberalismo no país, ao final da Guerra Civil Portuguesa (1828-1834).

Novo!!: Fernando I de Portugal e Extinção das ordens religiosas · Veja mais »

Fernando III de Leão e Castela

Fernando III de Leão e Castela, o Santo (Zamora, — Sevilha) foi rei de Castela desde 1217, rei de Leão desde 1230, e Conde de Aumale por casamento desde 1235, até sua morte. Uniu definitivamente os reinos de Leão e Castela e consolidou a Reconquista, deixando por conquistar apenas o reino tributário de Granada. Foi canonizado em 1671, sendo conhecido também como São Fernando.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Fernando III de Leão e Castela · Veja mais »

Fernão Lopes

Fernão Lopes (fl. 1418–1459) foi escrivão e cronista oficial do reino de Portugal e o 4.° guarda-mor da Torre do Tombo.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Fernão Lopes · Veja mais »

Galiza

A Galiza é uma nação organizada enquanto comunidade autónoma espanhola, com o estatuto de nacionalidade histórica.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Galiza · Veja mais »

Guerra Peninsular

A Guerra Peninsular (1807–1814) foi um conflito militar entre o Primeiro Império Francês e os seus aliados do Império Espanhol, contra a aliança do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda e do Reino de Portugal e Algarves pelo domínio da Península Ibérica durante as Guerras Napoleónicas.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Guerra Peninsular · Veja mais »

Guerras fernandinas

As chamadas guerras fernandinas caracterizaram-se pela disputa do trono de Castela entre Fernando I de Portugal e Henrique II de Castela (e depois, com o filho deste, João I de Castela), na sequência do assassinato de Pedro I de Castela por Henrique, seu meio-irmão.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Guerras fernandinas · Veja mais »

Henrique II de Castela

Henrique II de Castela, o das Mercês (Sevilha, 13 de Janeiro de 1334 - Santo Domingo de la Calzada, La Rioja, 29 de Maio de 1379), foi rei de Castela, filho ilegítimo de Afonso XI de Castela e Leonor de Gusmão e como tal meio-irmão de Pedro I de Castela.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Henrique II de Castela · Veja mais »

Igreja Católica

A Igreja Católica (o termo "católico", derivado da palavra grega: καθολικός (katholikos), significa "universal", "geral" ou "referente à totalidade"), chamada também de Igreja Católica Romana e Igreja Católica Apostólica Romana, é uma Igreja cristã com aproximadamente dois mil anos, colocada sob a autoridade suprema visível do Papa, Bispo de Roma e sucessor do apóstolo Pedro.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Igreja Católica · Veja mais »

Isabel de Aragão, Rainha de Portugal

Isabel de Aragão OSC (Elisabet d'Aragó; ou, usando a grafia medieval portuguesa, Yzabel; Saragoça, 4 de janeiro de 1271 — Estremoz, 4 de julho de 1336), foi uma infanta aragonesa, que viveu desde 1282 até 1325, rainha consorte de Portugal como consorte de D. Dinis I. Ficou para a história com a fama de santa, tendo sido beatificada e, posteriormente, canonizada.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Isabel de Aragão, Rainha de Portugal · Veja mais »

Isabel de Portugal, senhora de Viseu

D.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Isabel de Portugal, senhora de Viseu · Veja mais »

Jaime II de Aragão

Jaime II de Aragão apelidado de "o Justo" (Valência, — Barcelona) foi rei de Aragão e da Sicília entre 1291 e a sua morte.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Jaime II de Aragão · Veja mais »

Joaquim Possidónio Narciso da Silva

Joaquim Possidónio Narciso da Silva (Lisboa, 15 de Maio de 1806 — 23 de Março de 1896) foi um arquitecto, arqueólogo e fotógrafo português.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Joaquim Possidónio Narciso da Silva · Veja mais »

João de Gante

João de Gante (John of Gaunt em inglês) (Gante, 6 de março de 1340 - Leicester, 3 de fevereiro de 1399), senescal de Inglaterra, foi o quarto filho não legítimo do rei Eduardo III de Inglaterra e de Filipa de Hainault.

Novo!!: Fernando I de Portugal e João de Gante · Veja mais »

João I de Castela

João I de Castela (— Alcalá de Henares) foi Rei de Castela e Leão entre 1379 e 1390, sendo o segundo rei da dinastia de Trastâmara.

Novo!!: Fernando I de Portugal e João I de Castela · Veja mais »

João I de Portugal

João I de Portugal (Lisboa, – Lisboa), conhecido como o Mestre de Avis e apelidado de "o de Boa Memória", foi o rei de Portugal e dos Algarves de 1385 até sua morte, sendo o primeiro monarca português da Casa de Avis.

Novo!!: Fernando I de Portugal e João I de Portugal · Veja mais »

João Manuel de Castela

João Manuel de Castela (Don Juan Manuel; Escalona, — Peñafiel) foi um príncipe, político e escritor de língua castelhana, um dos principais representantes da prosa medieval, graças à sua principal obra El conde Lucanor, um conjunto de ''exempla'', contos moralistas.

Novo!!: Fernando I de Portugal e João Manuel de Castela · Veja mais »

Lei das Sesmarias

A Lei das Sesmarias foi uma legislação do reinado de Fernando I de Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Lei das Sesmarias · Veja mais »

Leonor Teles

Leonor Teles, cognominada a Aleivosa (Trás-os-Montes e Alto Douro, — Tordesilhas, 27 de abril de 1386), foi rainha de Portugal entre 1371 e 1383, pelo seu casamento com.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Leonor Teles · Veja mais »

Lisboa

Lisboa GCTE é a capital de Portugal e a cidade mais populosa do país.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Lisboa · Veja mais »

Lista de monarcas de Portugal

Bandeira dos Reis de Portugal (séculos XVIII–XX) Esta é uma lista de Reis de Portugal desde a independência do Condado Portucalense em relação ao reino de Leão, em 1139, sob a chefia de Dom Afonso Henriques, então conde de Portucale, e primeiro rei de Portugal como, até à Implantação da República Portuguesa, em 5 de outubro de 1910, que depôs o último rei português, Dom Manuel II.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Lista de monarcas de Portugal · Veja mais »

Manuel de Castela

Manuel de Castela (Carrión de los Condes, 1234 — Penafiel, 25 de dezembro de 1283), senhor de Villena, de Escalona e de Penafiel, infante de Castela, filho do rei Fernando III de Castela e de Beatriz da Suábia.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Manuel de Castela · Veja mais »

Maria de Molina

Maria de Molina (1265 — Valladolid, 1321), senhora de Molina e Mesa, foi rainha consorte de Castela e Leão pelo seu matrimónio com Sancho IV, de 1284 a 1295, e rainha regente durante as minoridades do seu filho Fernando IV e do seu neto Afonso XI.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Maria de Molina · Veja mais »

Mosteiro de Leça do Balio

O Mosteiro de Leça do Balio, onde se inscreve a Igreja de Santa Maria de Leça do Balio, localiza-se freguesia de Leça do Balio, no concelho de Matosinhos, distrito do Porto, Portugal.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Mosteiro de Leça do Balio · Veja mais »

Natal

Natal ou Dia de Natal é um feriado e festival religioso cristão comemorado anualmente em 25 de dezembro (nos países eslavos e ortodoxos, cujos calendários eram baseados no calendário juliano, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro).

Novo!!: Fernando I de Portugal e Natal · Veja mais »

Noreña

Noreña é um município da Espanha na província e comunidade autónoma das Astúrias, de área com população de habitantes (2006) e densidade populacional de.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Noreña · Veja mais »

Noronha

Noronha é um apelido de família da onomástica da língua portuguesa com raízes toponímicas.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Noronha · Veja mais »

Papa Gregório XI

Papa Gregório XI, nascido Pierre-Roger de Beaufort (Château de Maumont, Diocese de Limoges, França, 1329 ou 1331 — Roma, 27 de Março de 1378), foi eleito para a Cátedra de São Pedro em 30 de Dezembro de 1370 e pontificou até a sua morte.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Papa Gregório XI · Veja mais »

Pedro I de Castela

Pedro I de Castela, cognominado o Cruel (Burgos, —), foi rei de Castela de 1350 até seu assassinato em Montiel por seu irmão bastardo e sucessor.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Pedro I de Castela · Veja mais »

Pedro I de Portugal

Pedro I (Coimbra, – Estremoz), apelidado de "o Justo" e "o Cruel", foi o Rei de Portugal e Algarve de 1357 até sua morte.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Pedro I de Portugal · Veja mais »

Pedro III de Aragão

Pedro III de Aragão (Valência, 1239 - Vilafranca del Penedès, 11 de novembro de 1285), cognominado o Grande, foi rei de Aragão, conde de Barcelona e rei de Valência desde 27 de julho de 1276, e rei consorte da Sicília desde 1282, até à sua morte.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Pedro III de Aragão · Veja mais »

Política externa

A política externa é o conjunto de objetivos políticos que um determinado Estado almeja alcançar nas suas relações com os demais países do mundo.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Política externa · Veja mais »

Porto

Porto OTE é a segunda cidade e o quarto município mais populoso de Portugal, situada no noroeste do país e capital da Área Metropolitana do Porto (NUTS III e área metropolitana), da região Norte (NUTS II) e do Distrito do Porto.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Porto · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Portugal · Veja mais »

Pretendente

Um pretendente é uma pessoa que afirma ter direito a uma posição de honra ou a uma classificação indisponíveis.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Pretendente · Veja mais »

Reino de Aragão

O Reino de Aragão (em aragonês: Reino d'Aragón) foi um dos reinos cristãos que nasceram na Península Ibérica durante a Reconquista.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Reino de Aragão · Veja mais »

Reino de Navarra

O Reino de Navarra foi um dos reinos medievais da Europa, com território no norte da Península Ibérica e nos Pirenéus ocidentais.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Reino de Navarra · Veja mais »

Reino de Portugal

O Reino de Portugal era a denominação de Portugal sob a governação de um regime monárquico, e no início ainda sem o reino dos Algarves.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Reino de Portugal · Veja mais »

Sancho IV de Leão e Castela

Sancho IV de Leão e Castela (12 de Maio de 1258 - 25 de Abril de 1295), o Bravo, era o segundo filho de Afonso X ''o Sábio'', e de Violante, infanta de Aragão (filha do rei Jaime I de Aragão, o Conquistador, e de sua esposa Violante, Princesa da Hungria).

Novo!!: Fernando I de Portugal e Sancho IV de Leão e Castela · Veja mais »

Santarém (Portugal)

Santarém OTE • MHL é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Santarém, situada na província do Ribatejo e na região do Alentejo, com 29 929 habitantes no seu perímetro urbano (2012).

Novo!!: Fernando I de Portugal e Santarém (Portugal) · Veja mais »

Tratado de Alcoutim

O Tratado de Alcoutim, referido à época como as Pazes de Alcoutim, foi celebrado em 31 de Março de 1371, em Alcoutim, entre os reis D. Fernando (1367-1383) e D. Henrique II de Castela.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Tratado de Alcoutim · Veja mais »

Véspera de Ano-Novo

A Véspera de Ano-Novo, também chamada de réveillon, virada de ano, ou passagem de ano refere-se ao dia 31 de dezembro, precedente ao Dia de Ano-Novo nos países que seguem o calendário gregoriano.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Véspera de Ano-Novo · Veja mais »

Véspera de Natal

Véspera de Natal refere-se à noite ou todo dia que precede o dia de Natal, um festival que comemora o nascimento de Jesus de Nazaré.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Véspera de Natal · Veja mais »

Viseu

Viseu é uma cidade portuguesa do distrito homónimo, situada na província da Beira Alta, região centro e sub-região do Dão-Lafões, com cerca de 68000 habitantes, sendo a segunda maior cidade da região do Centro de Portugal depois de Coimbra.

Novo!!: Fernando I de Portugal e Viseu · Veja mais »

1364

---- 1364 (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram G e F (52 semanas), teve início a uma segunda-feira e terminou a uma terça-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1364 · Veja mais »

1369

---- 1369 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1369 · Veja mais »

1371

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira e terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1371 · Veja mais »

1372

---- 1372 (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram D e C (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou a uma sexta-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1372 · Veja mais »

1373

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira, terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1373 · Veja mais »

1382

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira e terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1382 · Veja mais »

1383

---- 1383 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1383 · Veja mais »

1385

---- 1385 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi A (52 semanas), teve início a um domingo e terminou também a um domingo.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1385 · Veja mais »

1412

---- 1412 (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram C e B (52 semanas), teve início a uma sexta-feira e terminou a um sábado.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1412 · Veja mais »

1435

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Fernando I de Portugal e 1435 · Veja mais »

15 de maio

Sem descrição

Novo!!: Fernando I de Portugal e 15 de maio · Veja mais »

Redireciona aqui:

D. Fernando I, D. Fernando I de Portugal, Dom Fernando, Dom Fernando I, Dom fernando.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »