Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Faça o download
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Década de 900 a.C.

Índice Década de 900 a.C.

----.

23 relações: Ágis I, China, Cultura Villanova, Década de 900 a.C., Dinastia Zhou, Equéstrato, Esparta, Geografia da Itália, Grécia, Grécia Antiga, Jeroboão I, La Venta, Mar Egeu, Nadabe (filho de Jeroboão), Olmecas, Período homérico, Rei Xiao de Zhou, Reino de Cuxe, Reino de Israel, Reis de Esparta, San Lorenzo Tenochtitlán, Tabasco, 900 a.C..

Ágis I

Ágis I (em grego antigo: Ἆγις; c. 808 a.C. - c. 807 a.C. Charles Crosthwaite, Synchronology, a treatise on the history, chronology and mythology of the ancient Egyptians, Greeks and Phœnicians (1839), Part II, Chapter XII, Of Spartan Kings and Athenian Archons, Heraclideae, Kings of Sparta, p.138) foi um rei lendário de Esparta.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Ágis I · Veja mais »

China

República Popular da China (RPC), também conhecida simplesmente como China, é o maior país da Ásia Oriental e o mais populoso do mundo, com mais de 1,38 bilhão de habitantes, quase um quinto da população da Terra.

Novo!!: Década de 900 a.C. e China · Veja mais »

Cultura Villanova

x x A cultura Villanova foi a primeira cultura da Idade do Ferro do centro e norte da península Itálica que sucedeu, no, à Cultura Terramare da Idade do Bronze durante o Período Orientalizante, por influência de comerciantes gregos e etruscos.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Cultura Villanova · Veja mais »

Década de 900 a.C.

----.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Década de 900 a.C. · Veja mais »

Dinastia Zhou

A Dinastia Zhou, também conhecida como Chou, Chow e Jou, foi uma das primeiras dinastias chinesas.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Dinastia Zhou · Veja mais »

Equéstrato

Equéstrato foi rei de Esparta até 870 a.C. (1024 a.C., segundo Jerônimo de EstridãoJerônimo de Estridão, Chronicon).

Novo!!: Década de 900 a.C. e Equéstrato · Veja mais »

Esparta

Esparta (em grego dórico: Σπάρτα, Spártā; em grego ático: Σπάρτη, Spártē) ou (Λακεδαίμων, Lakedaímōn) foi uma proeminente pólis (cidade-Estado) da Grécia Antiga, situada nas margens do rio Eurotas, na Lacônia, sudeste do Peloponeso. Ela surgiu como uma entidade política em torno do século X a.C., quando os invasores dórios subjugaram a população local. Por volta de 650 a.C., a cidade passou a se tornar o poder terrestre militar dominante na Grécia Antiga. Dada a sua preeminência militarista, Esparta era reconhecida como a líder de todas as forças gregas combinadas durante as Guerras Greco-Persas. Entre 431 e 404 a.C., a cidade foi o principal inimigo de Atenas durante a Guerra do Peloponeso, conflito do qual Esparta saiu vitoriosa junto com sua Liga do Peloponeso, embora por um grande custo. A derrota de Esparta por Tebas na Batalha de Leuctra em 371 a.C. acabou com o papel proeminente de Esparta na região e iniciou o período da hegemonia tebana. No entanto, ela manteve a sua independência política até a conquista romana da Grécia em 146 a.C. Em seguida, a cidade passou por um longo período de declínio, especialmente durante a Idade Média, quando muitos espartanos mudaram-se para viver em Mistras. A Esparta Moderna é a capital da unidade regional da Lacônia, na Grécia contemporânea, e um centro para produtos como frutas cítricas e azeitonas. A cidade era única na Grécia Antiga por conta de seu sistema social e constituição, que eram completamente focados no treinamento militar de excelência. Seus habitantes eram classificados como esparciatas (cidadãos espartanos, que gozavam de plenos direitos), periecos (libertos) e hilotas (servos estatais, população local não espartana escravizada). Os esparciatas realizavam o agōgē, um rigoroso regime de treinamento e educação, sendo que as falanges espartanas eram amplamente consideradas entre as melhores no campo de batalha. As mulheres espartanas tinham consideravelmente mais direitos e igualdade em relação aos homens do que em outras partes do mundo clássico. Esparta foi objeto de fascínio em sua própria época, assim como no Ocidente após o Renascimento da cultura clássica. Este amor ou admiração de Esparta é conhecido como laconismo ou laconofilia. No seu auge, por volta de 500 a.C., o tamanho da cidade teria sido de cerca de 20 mil a 35 mil habitantes livres, além dos inúmeros periecos e hilotas. Com entre 40 mil e 50 mil habitantes, seria uma das maiores cidades-Estado gregas; no entanto, de acordo com Tucídides, a população de Atenas em 431 a.C. era de 360 a 610 mil habitantes, o que torna improvável que Atenas fosse menor do que Esparta durante o século 5 a.C.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Esparta · Veja mais »

Geografia da Itália

A Geografia da Itália é um domínio de estudos e conhecimentos sobre as características geográficas do território italiano.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Geografia da Itália · Veja mais »

Grécia

Grécia (Elláda), oficialmente República (Ellīnikī́ Dīmokratía) e conhecida desde a antiguidade como Hélade (Hellás), é um país localizado no sul da Europa.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Grécia · Veja mais »

Grécia Antiga

O Partenon, um templo dedicado à deusa Atena, localizado na Acrópole de Atenas, é um dos símbolos mais representativos da cultura e da sofisticação dos gregos antigos Mapa das colônias gregas no mar Mediterrâneo durante o Período Arcaico. Grécia Antiga é o termo geralmente usado para descrever o mundo antigo grego e áreas próximas (tais como Chipre, Anatólia, sul da Itália, da França e costa do mar Egeu, além de assentamentos gregos no litoral de outros países, como o Egito).

Novo!!: Década de 900 a.C. e Grécia Antiga · Veja mais »

Jeroboão I

Jeroboão I foi o primeiro rei de Israel após a divisão do Reino de Israel em dois novos reinos. Pertencia à Tribo de Efraim, seu pai chamava-se Nebate e sua mãe Zeruá. Ainda jovem, serviu ao rei Salomão como chefe dos servos da tribo de José.() Durante o reinado de Salomão, Jeroboão se rebelou contra ele, aconselhado pelo profeta Aías que lhe comunicou haver sido escolhido por Deus para reinar sobre dez das doze tribos de Israel, tirando o poder de Salomão, como castigo por este ter adorado outros deuses.(). Sabendo disso, Salomão procurou matar Jeroboão, que fugiu e refugiou-se no Egito onde permaneceu até a morte de Salomão.() Nessa ocasião, já era Sheshonq I (na Bíblia, ele é chamado Sisaque) o Faraó do Egito. Após a morte de Salomão as dez tribos de Israel não aceitaram seu filho Roboão como novo rei, achavam-se subjugados duramente por Salomão e Roboão declarou que reinaria com mais rigor ainda que seu pai.() Então as dez tribos aclamaram Jeroboão, que havia voltado do Egito, como seu rei, num reino que continuaria com o nome de Reino de Israel, também chamado de Reino de Efraim (por ser a Tribo de Efraim a maior das dez tribos), Reino das dez Tribos, Reino de Israel Setentrional e, mais tarde, Reino da Samaria.() Roboão reinaria unicamente sobre as tribos de Judá e Benjamim, num reino que passaria a chamar-se de Reino de Judá. Depois de ser aclamado rei pelas dez Tribos em Siquém, Jeroboão escolheu esta cidade como capital, na região montanhosa de Efraim, mas depois mudou a capital para Penuel.(). No seu 5.º ano de reinado, o Faraó Sheshonq I realiza uma expedição militar na Palestina. Procurou impedir que os seus súditos tivessem que se deslocar ao Templo de Jerusalém, capital do Reino de Judá, para adoração. Temendo que isso pudesse promover a reunificação dos reinos, Jeroboão mandou erigir dois santuários com bezerros de ouro no seu reino, em Dã, no norte do país, e outro, em Betel, no sul.() Conforme as palavras do mesmo profeta Aías, por Jeroboão não ter praticado boas obras em seu reinado, seria destituído e cairiam sobre ele e sua família os castigos de Deus.() Reinou durante 22 anos, sucedendo-lhe no trono, seu filho Nadabe. Nadabe reinou por dois anos e foi morto por Baasa, que o sucedeu.().

Novo!!: Década de 900 a.C. e Jeroboão I · Veja mais »

La Venta

La Venta é um sítio arqueológico pré-colombiano da civilização olmeca situado no actual estado mexicano de Tabasco.

Novo!!: Década de 900 a.C. e La Venta · Veja mais »

Mar Egeu

O mar Egeu (Αιγαίο Πέλαγος, transl. Eiêo Pélaghos; Ege Denizi ou Adalar Denizi) é um mar interior da bacia do mar Mediterrâneo situado entre a Europa e a Ásia.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Mar Egeu · Veja mais »

Nadabe (filho de Jeroboão)

Nadabe ou Nadab (que em hebraico significa "liberal" ou "bem disposto"), filho de Jeroboão I, tornou-se no segundo rei de Israel por volta de 913 a.C., segundo algumas cronologias.() Durante o cerco a Gibetom, uma cidade ao sul de Dã,() Baasa conspirou contra ele e o assassinou (I Reis 15:25-28), após este ter reinado por dois anos.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Nadabe (filho de Jeroboão) · Veja mais »

Olmecas

Olmecas é a designação do povo e da civilização que estiveram na origem da antiga cultura pré-colombiana da Mesoamérica e que se desenvolveram nas regiões tropicais do centro-sul do atual México durante o pré-clássico, próximo de onde hoje estão localizados os estados mexicanos de Veracruz e Tabasco, no Istmo de Tehuantepec, numa zona designada área nuclear olmeca.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Olmecas · Veja mais »

Período homérico

O período homérico refere-se ao período da história da Grécia antiga que começa com a invasão dórica e o final da civilização Micênica, por volta de 1150 a.C.; e que termina com a ascensão das cidades-estados gregas, cerca de 800 a.C. Tais informações baseiam-se na literatura épica de Homero e nos primeiros registros escritos a utilizarem o alfabeto grego, no século VIII a.C.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Período homérico · Veja mais »

Rei Xiao de Zhou

Rei de Zhou Xiao (chinês: 周孝王; pinyin: Zhōu Xiao Wang) ou Rei Hsiao de Chou foi o oitavo rei de os chineses da dinastia Zhou.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Rei Xiao de Zhou · Veja mais »

Reino de Cuxe

egípcias na área.Davidson, B. 1967. ''The Growth of African Civilization. East and Central Africa to the late Nineteenth Century''. Longman. London. O Reino de Cuxe, por vezes citado apenas como Cuxe, foi um antigo reino africano situado ao sul de Assuão, entre a primeira e a sexta catarata do rio Nilo, onde hoje se localiza o Sudão.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Reino de Cuxe · Veja mais »

Reino de Israel

O Reino de Israel de acordo com a Bíblia, foi a nação formada pelas 12 Tribos de Israel, um povo descendente de Jacó, Isaque e Abraão. Segundo a história narrada na bíblia, após o Êxodo do Egi(p)to, sob a liderança de Moisés, os israelitas que eram nômadas/nómadas vaguearam pelo médio oriente durante décadas até que no final do sob a liderança de Josué os israelitas conquistam a terra de Canaã, abandonam o nomadismo e estabelecem-se nas terras conquistadas, dividindo o território entre as 12 tribos. O reino surge em meados do na sequência da unificação das 12 tribos sob a chefia de Saul, seu primeiro rei. Contudo não existia um verdadeiro poder central pois cada tribo governava a si própria. Os líderes nacionais, que se designavam "Juízes" tinham um poder muito frágil e só conseguiam unir as várias tribos em caso de guerra com os povos inimigos. A união entre as tribos era tão frágil que por vezes se guerreavam entre si. A Confederação Israelita, da era anterior ao Reino de Israel, também tem sido considerada uma espécie de república. Cansados destas situações as tribos israelitas resolveram unir-se e instaurar uma monarquia. O profeta Samuel, último dos Juízes, designou Saul, da Tribo de Benjamim, como o primeiro Rei de Israel. O reino abrangia a região montanhosa de Judá e de Efraim, cuja capital era Gibeal. Estudiosos modernos, incluindo crítica textual e arqueológica, tem contestado a versão bíblica da história do Reino, incluindo a história de como o reino do norte de Israel se desvinculou de uma monarquia unida com o reino sulista de Judá, afirmando que a civilização israelita nortenha se desenvolveu independentemente de Judá, uma área rural comparativamente menor, e só atingiu um nível de sofisticação política, econômica, arquitetural e militar quando o reino foi absorvido pela dinastia Omride, por volta de 884 EC.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Reino de Israel · Veja mais »

Reis de Esparta

Os reis da cidade-Estado de Esparta governavam através de um sistema conhecido como diarquia, onde dois reis de família diferentes governavam com iguais poderes.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Reis de Esparta · Veja mais »

San Lorenzo Tenochtitlán

nl e tem 2,9 metros de altura e 2,1 metros de largura. San Lorenzo (também chamada San Lorenzo Tenochtitlán) é uma zona arqueológica da civilização olmeca situada no estado mexicano de Veracruz.

Novo!!: Década de 900 a.C. e San Lorenzo Tenochtitlán · Veja mais »

Tabasco

Tabasco é um dos 31 estados do México, localizado no sudeste do país.

Novo!!: Década de 900 a.C. e Tabasco · Veja mais »

900 a.C.

Sem descrição

Novo!!: Década de 900 a.C. e 900 a.C. · Veja mais »

Redireciona aqui:

900 a.C, 909 a.C..

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »