Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Instalar
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Dinis I de Portugal

Dinis I, O Lavrador ou O Poeta nasceu em Lisboa no dia e morreu em Santarém no dia), foi Rei de Portugal e do Algarve de 1279 até sua morte. Era o filho mais velho do rei Afonso III e sua segunda esposa Beatriz de Castela. Em 1282 desposou Isabel de Aragão, que ficaria conhecida como Rainha Santa. Ao longo de 46 anos de reinado, foi um dos principais responsáveis pela criação da identidade nacional e o alvor da consciência de Portugal enquanto estado-nação: em 1297, após a conclusão da Reconquista pelo seu pai, definiu as fronteiras de Portugal no Tratado de Alcanizes, prosseguiu relevantes reformas judiciais, instituiu a língua portuguesa como língua oficial da corte, criou a primeira Universidade portuguesa, libertou as Ordens Militares no território nacional de influências estrangeiras e prosseguiu um sistemático acréscimo do centralismo régio. A sua política centralizadora foi articulada com importantes acções de fomento económico - como a criação de inúmeros concelhos e feiras. D. Dinis ordenou a exploração de minas de cobre, prata, estanho e ferro e organizou a exportação da produção excedente para outros países europeus. Em 1308 assinou o primeiro acordo comercial português com a Inglaterra. Em 1312 fundou a marinha Portuguesa, nomeando 1º Almirante de Portugal, o genovês Manuel Pessanha, e ordenando a construção de várias docas. Foi grande amante das artes e letras. Tendo sido um famoso trovador, cultivou as Cantigas de Amigo, de Amor e a sátira, contribuindo para o desenvolvimento da poesia trovadoresca na Península Ibérica. Pensa-se ter sido o primeiro monarca português verdadeiramente alfabetizado, tendo assinado sempre com o nome completo. Foi o responsável pela criação da primeira Universidade portuguesa, inicialmente instalada em Lisboa e depois para Coimbra. Entre 1320 e 1324 houve uma guerra civil que opôs o rei ao futuro Afonso IV. Este julgava que o pai pretendia dar o trono a Afonso Sanches. Nesta guerra, o rei contou com pouco apoio popular, pois nos últimos anos de reinado deu grandes privilégios aos nobres. O infante contou com o apoio dos concelhos. Apesar dos motivos da revolta, esta guerra foi no fundo um conflito entre grandes e pequenos. Após a sua morte, em 1325 foi sucedido pelo seu filho legítimo, Afonso IV de Portugal, apesar da oposição do seu favorito, filho natural Afonso Sanches.

253 relações: Abade de Baçal, Abu Iúçufe Iacube Almançor, Acre, Afonso I de Portugal, Afonso II de Portugal, Afonso III de Portugal, Afonso IV de Portugal, Afonso IX de Leão, Afonso Sanches, Afonso V de Portugal, Afonso VIII de Castela, Afonso X de Leão e Castela, Alcanizes, Alentejo, Almirante de Portugal, Alvito, Andaluzia, Angina, António Caetano de Sousa, Antioquia, Aracena, Aragão, Aroche, Arquidiocese de Évora, Arquitetura gótica, Arquitetura românica, Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Arronches, Arte, Ascalão, Avinhão, Azeite, Árvore genealógica dos reis de Portugal, Badajoz, Batalha de Alvalade, Beatriz da Suábia, Beatriz de Castela (1242–1303), Beatriz de Castela (1293–1359), Beira (Portugal), Berengária de Castela, Bolsa dos Mercadores, Branca de Navarra, Bretanha, Briteiros, Campo Maior (Portugal), Capital, Castelo, Castelo de Belver, Castelo de Castro Marim, Castelo de Ouguela, ..., Catalunha, Chanceler, Cobre, Coimbra, Conde, Constança de Portugal, Rainha de Castela, Constança Mendes de Sousa, Coroa de Aragão, Coroa de Castela, Corte, Cortes de Guimarães de 1288, Cruzada, Dante Alighieri, Dinastia capetiana, Dinastia de Borgonha, Dinastia de Hohenstaufen, Direito canónico, Direito civil, Distrito de Lisboa, Divina Comédia, Domingos Anes Jardo, Duarte Nunes de Leão, Dulce de Aragão, Eduardo II de Inglaterra, Egas Moniz, o Aio, Enfarte agudo do miocárdio, Entre Douro e Minho, Estado-nação, Estanho, Feira, Fernando de La Cerda, Fernando III de Leão e Castela, Fernando IV de Leão e Castela, Ferreira, Ferro, Feudalismo, Filipe da Suábia, Filipe II de França, Filipe IV de França, Flandres, França, Frederico I do Sacro Império Romano-Germânico, Fronteira, Fronteira Espanha-Portugal, Fruta seca, Galiza, Gonçalo Garcia de Sousa, Gonçalo Mendes II de Sousa, Gonçalo Rodrigues Girão (morto em 1231), Gramática, Gualdim Pais, Guarda, Guilhén Peres de Gusmão, Guilherme de Nogaret, Guimarães, Harfleur, Henrique de Castela, Henrique II de Inglaterra, Idade Média, Identidade nacional, Igreja Católica, Inês de Castro, Inglaterra, Inquirições Gerais, Instituto Camões, Interdição, Irene Angelina, Isabel da França, Rainha da Inglaterra, Isabel de Aragão, Rainha de Portugal, Jaime II de Aragão, João II de Portugal, João III de Portugal, João Peres de Aboim, João Pires da Maia, Jurisprudência, Lapa dos Dinheiros, Largo do Carmo (Lisboa), Latim vulgar, Língua galego-portuguesa, Língua oficial, Língua portuguesa, Lógica, Leiria, Leonor da Aquitânia, Leonor de Inglaterra, Levante, Lisboa, Lista de monarcas de Portugal, Lourenço Soares de Valadares, Lousã, Mafalda de Saboia, Manuel I de Portugal, Manuel Pessanha, Mar Mediterrâneo, Maria Afonso, Maria Mendes II de Sousa, Marinha Portuguesa, Matilde II, Condessa de Bolonha, Medicina, Melgaço (Portugal), Miocardite, Mirandela, Monforte, Montemor-o-Velho, Mordomo-mor, Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro de Grijó, Mosteiro de São Dinis, Moura, Mourão, Muçulmano, Município, Nobreza, Noudar, Nuno Martins de Chacim, Odivelas, Odivelas (freguesia), Olivença, Ordem de Alcântara, Ordem de Cristo, Ordem de Santiago, Ordem de São Bento de Avis, Ordem dos Templários, Ordem militar, Ordem Soberana e Militar de Malta, Ordenações Afonsinas, Oriente Próximo, Papa Clemente V, Papa João XXII, Papa Nicolau IV, Pedro Afonso, conde de Barcelos, Pedro III de Aragão, Peixe, Península Ibérica, Pergaminho Sharrer, Petronila de Aragão, Pinhal de Leiria, Portalegre, Portel, Porto, Portugal, Prata, Raimundo Berengário IV de Barcelona, Reconquista, Região histórica de Castela, Reino de Castela, Reino de Leão, Reino de Portugal, Ribacoa, Rio Mondego, Sabugal, Sal, Sancho I de Portugal, Sancho II de Portugal, Sancho III de Castela, Sancho IV de Leão e Castela, Santa Maria da Feira, Santarém (Portugal), Santiago de Alcântara, São Felizes dos Galegos, Século XIII, Século XIV, Segunda Cruzada, Seia, Serpa, Sevilha, Sicília, Teologia, Terra Santa, Toro, Torre, Trancoso, Tratado de Alcanizes, Trovador, Trovadorismo, Universidade, Universidade de Coimbra, Urraca de Castela, rainha de Portugal, Valência de Alcântara, Valladolid, Vide, Vila Nova de Gaia, Vinho, Vizela, 1270, 1280, 1282, 1287, 1289, 1290, 1291, 1295, 1302, 1312, 1313, 1320, 1325, 1329, 1336, 1340, 1354, 1357, 1938. Expandir índice (203 mais) »

Abade de Baçal

Francisco Manuel Alves, mais conhecido como Abade de Baçal (Baçal, 9 de Abril de 1865 — Baçal, 13 de Novembro de 1947) foi um arqueólogo, historiador e genealogista português.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Abade de Baçal · Veja mais »

Abu Iúçufe Iacube Almançor

Abu Iúçufe Iacube Almançor (Abū Yūssuf Yaʿqūb bin al-Manṣūr; 1160 - 23 de janeiro de 1199), por vezes conhecido somente como Iacube I ou Almançor, foi o terceiro califa do Califado Almóada de Marrocos.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Abu Iúçufe Iacube Almançor · Veja mais »

Acre

Acre é uma das 27 unidades federativas do Brasil.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Acre · Veja mais »

Afonso I de Portugal

Afonso I (–), também chamado de Afonso Henriques, e apelidado de "o Conquistador", foi o primeiro Rei de Portugal de 1139 até sua morte, anteriormente servindo como Conde de Portucale de 1112 até sua independência do Reino da Galiza.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso I de Portugal · Veja mais »

Afonso II de Portugal

Afonso II (Coimbra, – Coimbra), apelidado de Afonso, o Gordo, foi o Rei de Portugal de 1211 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso II de Portugal · Veja mais »

Afonso III de Portugal

Afonso III (Coimbra, – Alcobaça), apelidado de "o Bolonhês" por seu casamento com Matilde II, Condessa de Bolonha, foi o Rei de Portugal de 1248 até sua morte, e também o primeiro monarca português a utilizar o título de Rei de Algarve.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso III de Portugal · Veja mais »

Afonso IV de Portugal

Afonso IV (Lisboa, – Lisboa), apelidado de Afonso, o Bravo, foi o Rei de Portugal e Algarve de 1325 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso IV de Portugal · Veja mais »

Afonso IX de Leão

Afonso IX de Leão e da Galiza (Zamora, 15 de Agosto de 1171 - Sarria, 24 de Setembro de 1230), cognominado o Galego nas fontes da época, foi o último soberano dos reinos de Leão e de Galiza independentes de 1188 até à sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso IX de Leão · Veja mais »

Afonso Sanches

D.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso Sanches · Veja mais »

Afonso V de Portugal

Afonso V (Sintra, – Lisboa), apelidado de "o Africano" por suas conquistas na África, foi o Rei de Portugal e Algarves de 1438 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso V de Portugal · Veja mais »

Afonso VIII de Castela

Afonso VIII de Castela, chamado O Nobre ou O das Navas (Sória, — Gutierre-Muñoz), foi rei de Castela e de Toledo desde 1158 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso VIII de Castela · Veja mais »

Afonso X de Leão e Castela

Afonso X (Alfonso X), o Sábio ou o Astrólogo (Toledo, 23 de Novembro de 1221– Sevilha, 4 de Abril de 1284), foi rei de Castela e Leão de 1252 até a sua morte em 1284.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Afonso X de Leão e Castela · Veja mais »

Alcanizes

Alcanices (em castelhano Alcañices) é um município da Espanha na província de Zamora, comunidade autónoma de Castela e Leão, de área 54,85 km² com população de 1114 habitantes (2004) e densidade populacional de 20,31 hab/km².

Novo!!: Dinis I de Portugal e Alcanizes · Veja mais »

Alentejo

O NUT II do Alentejo é uma região do centro-sul de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Alentejo · Veja mais »

Almirante de Portugal

Almirante de Portugal ou Almirante do Reino era um alto cargo e um título da Coroa de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Almirante de Portugal · Veja mais »

Alvito

Alvito é uma vila portuguesa pertencente ao Distrito de Beja, região do Alentejo e sub-região do Baixo Alentejo, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Alvito · Veja mais »

Andaluzia

A Andaluzia é uma comunidade autônoma de Espanha.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Andaluzia · Veja mais »

Angina

A angina de peito ou angina pectoris é uma dor torácica devida ao baixo abastecimento de oxigênio e nutrientes (isquemia) ao músculo cardíaco (miocárdio).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Angina · Veja mais »

Ano-novo

Ano-novo ou ano-bom é o momento em que um novo ano civil começa e um novo calendário anual é iniciado.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ano-novo · Veja mais »

António Caetano de Sousa

António Caetano de Sousa (Lisboa, 30 de Maio de 1674 — Lisboa, 5 de Julho de 1759) foi um escritor, bibliógrafo e genealogista português que pertenceu ao grupo inicial de académicos da Academia Real de História Portuguesa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e António Caetano de Sousa · Veja mais »

Antioquia

Antioquia (do grego, Αντιόχεια, do nome próprio Αντίοχος, talvez vindo de αντι: em lugar de, igual a, em comparação de + οχειον: garanhão), conhecida também por Antioquia-nos-Orontes, foi uma cidade antiga erguida na margem esquerda do rio Orontes; é a moderna Antáquia, na Turquia.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Antioquia · Veja mais »

Aracena

Aracena é um município da Espanha na província de Huelva, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 184 km² com população de 7228 habitantes (2007) e densidade populacional de 0,04 hab./km².

Novo!!: Dinis I de Portugal e Aracena · Veja mais »

Aragão

Aragão é uma comunidade autónoma espanhola resultante do reino histórico homónimo situada no nordeste da Península Ibérica. Geograficamente compreende o médio vale do Rio Ebro, os Pirenéus centrais e as Serras Ibéricas. Limita a norte a região francesa da Occitânia, a oeste com Castela e Leão, Castela-Mancha, Rioja e Navarra, e a este com a Catalunha e a Comunidade Valenciana. O seu Estatuto de Autonomia outorga-lhe o caráter de nacionalidade histórica. O Reino de Aragão, juntamente com o Principado da Catalunha, os reinos de Valência e Maiorca e outros territórios franceses, italianos e gregos formaram, durante séculos, a histórica Coroa de Aragão. Nela, o reino manteve a sua independência, instituições, foros e direitos até ao advento da Guerra da Sucessão Espanhola do século XVIII. Organizada como comunidade autónoma desde 1978, está dividida em três províncias, Osca, Teruel e Saragoça (onde se localiza a capital homónima) e 33 comarcas.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Aragão · Veja mais »

Aroche

Localização de Aroche Aroche (em português Arouche) é um município raiano da Espanha na província de Huelva, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 499 km² com população de 3306 habitantes (2007) e densidade populacional de 6,63 hab./km².

Novo!!: Dinis I de Portugal e Aroche · Veja mais »

Arquidiocese de Évora

A história da Diocese de Évora é bastante antiga.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Arquidiocese de Évora · Veja mais »

Arquitetura gótica

Catedral de Notre-Dame de Paris, uma das catedrais góticas mais famosas do mundo Detalhe de uma das torres da Catedral de Notre-DameHISTÓRIA DA ARQUITETURA I e II, documento. Dados e informações sobre os géneros arquitetónicos http://tiposdearte.com/tipos-de-arquitectura/ Tipos de arquitetura de Laon, na França, uma das primeiras do país a serem construídas com traços góticos Arquitetura gótica é um estilo arquitetónico que segundo pesquisas, é evolução da arquitetura românica e que precede a arquitetura renascentista.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Arquitetura gótica · Veja mais »

Arquitetura românica

A é o estilo arquitectónico que surgiu na Europa, mais precisamente no Ducado da Normandia, no século X, fortemente inspirado na Arquitetura da Roma Antiga Republicana (509 a.C. - 27 a.C.) e evoluiu para o estilo gótico por volta do ano 1100.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Arquitetura românica · Veja mais »

Arquivo Nacional da Torre do Tombo

Torre do Tombo, Lisboa, Portugal. O Arquivo Nacional Torre do Tombo (ANTT), o Arquivo Nacional antigamente designado por Arquivo Geral do Reino, popularmente referido apenas como Torre do Tombo, é uma unidade orgânica nuclear da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas que se constitui como arquivo central do Estado Português desde a Idade Média, tendo os seus primeiros Guardas-Mores sido, também, Cronistas-Mores do Reino.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Arquivo Nacional da Torre do Tombo · Veja mais »

Arronches

Arronches é uma vila portuguesa no Distrito de Portalegre, região Alentejo e sub-região do Alto Alentejo, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Arronches · Veja mais »

Arte

Da Vinci: uma das pinturas mais conhecidas do mundo. Arte (do termo latino ars, significando técnica e/ou habilidade) pode ser entendida como a atividade humana ligada às manifestações de ordem estética ou comunicativa, realizada por meio de uma grande variedade de linguagens, tais como: arquitetura, desenho, escultura, pintura, escrita, música, dança, teatro e cinema, em suas variadas combinações.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Arte · Veja mais »

Ascalão

Ascalão ou Ascalona (אַשְׁקְלוֹן‎ em hebraico; ٲشكلون‎ ou عسقلان Asqalān em árabe; Ascalon, em latim; Isqalluna, em acadiano) é uma cidade do Distrito Sul de Israel, situada ao norte da Faixa de Gaza na costa mediterrânea, a 64 km ao sul de Tel-Aviv.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ascalão · Veja mais »

Avinhão

Avinhão(português europeu) ou Avignon(no português americano) (Avignon) é uma cidade do sul de França que durante vários anos foi a residência dos Papas da Igreja Católica.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Avinhão · Veja mais »

Azeite

Azeite é um produto alimentar extraído da azeitona, o fruto da oliveira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Azeite · Veja mais »

Árvore genealógica dos reis de Portugal

Aqui encontrará as árvores genealógicas das famílias reais portuguesas, uma imagem por cada dinastia.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Árvore genealógica dos reis de Portugal · Veja mais »

Badajoz

Praça Alta Badajoz é uma cidade e município raiano da Espanha na província homónima, da qual é capital. Faz parte da comunidade autónoma da Estremadura e da comarca da Terra de Badajoz. Tem de área e em tinha habitantes, que representa aproximadamente 20% da população da província e 7% da Estremadura. Batizada pelos seus fundadores muçulmanos Batalyaws (ﺑﻂﻠﻴﻮﺱ), a sua designação em português vernáculo era Badalhouce até ao período da dinastia filipina, um termo que persiste ainda hoje em galego. Além de ser a maior cidade da Estremadura, é também o principal centro económico da região. Situa-se a um par de quilómetros da fronteira com a cidade portuguesa de Elvas, à beira do rio Guadiana, um dos rios mais importantes da Península Ibérica, que atravessa a cidade de leste para oeste, virando em seguida para sul. Apesar da dimensão do município ser bastante menor do que no passado, Badajoz é o terceiro maior município de Espanha em área, a seguir a Cáceres e Lorca. Tem 10 núcleos populacionais, dentre os quais se destacam, além da cidade, Gévora, Valdebótoa e Villafranco del Guadiana, todos com mais de mil habitantes. A cidade foi fundada em 892 por Ibne Maruane, durante a ocupação muçulmana da Península Ibérica, num local habitado desde os tempos pré-históricos mais remotos e sobre um povoado visigodo já então desaparecido ou pelo menos muito degradado, no cimo de uma das duas colinas que dominam a cidade: o Cabeço da Muela ou o Cabeço do Montúrio. Em frente, na margem direita do Guadiana, situam-se as Cuestas (encostas) de Orinaza ou Cerro de San Cristóbal, também conhecidas antigamente como Baxernal ou Baxarnal. A fundação da cidade é comemorada pelos seus habitantes, denominados pacenses, na festa Almossasa Batalyaws, realizada em finais de setembro. A parte mais antiga da cidade é chamada Casco Antigo ou bairro histórico. Aí se encontram vários edifícios classificados como "Bem de Interesse Cultural", nomeadamente a catedral, a alcáçova, as muralhas de estilo Vauban, a Igreja de São Domingos e o Real Mosteiro de Santa Ana. Na década de 2000, a Praça Alta (Plaza Alta) e a Praça de Espanha, dois dos locais mais emblemáticos de Badajoz, foram restauradas em larga escala. A última é onde se encontra o ayuntamiento, a catedral, o Arquivo Histórico Municipal, o Museu Catedralício, a Casa del Cordón e a Casa Buiza. Outra praça importante em termos de património é a da Soledad, onde se encontram edifícios como a La Giralda, Las Tres Campnas e o Conservatório de Música. A quarta praça monumental da cidade é a de San Andrés, onde se situam a igreja homónima, o Hotel Cervantes a Casa Regionalista e a Casa Puebla. A cidade dispõe de vários parques e jardins.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Badajoz · Veja mais »

Batalha de Alvalade

A Batalha de Alvalade esteve prestes a travar-se entre as tropas de D. Dinis e as de D. Afonso IV, em 1323, mas a luta entre pai e filho foi impedida pela intervenção da Rainha Santa Isabel.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Batalha de Alvalade · Veja mais »

Beatriz da Suábia

Beatriz da Suábia, nascida Isabel (Beatrix; Nuremberga, — Toro), foi rainha consorte de Leão e Castela pelo seu casamento com Fernando III de Leão e Castela.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Beatriz da Suábia · Veja mais »

Beatriz de Castela (1242–1303)

Beatriz de Castela (Beatriz de Castilla; também chamada de Beatriz de Gusmão; Saragoça, —) foi uma infanta de Castela, rainha de Portugal entre 1253 e 1279 e rainha-mãe de 1279 a 1303.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Beatriz de Castela (1242–1303) · Veja mais »

Beatriz de Castela (1293–1359)

Beatriz de Castela (Toro, 8 de março de 1293 - Lisboa, 25 de outubro de 1359) foi uma infanta do Reino de Castela e Leão e rainha de Portugal entre 1325 e 1357.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Beatriz de Castela (1293–1359) · Veja mais »

Beira (Portugal)

A Beira foi uma das seis divisões - comarcas, depois províncias - em que se dividia, Portugal, até ao século XIX.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Beira (Portugal) · Veja mais »

Berengária de Castela

Berengária de Castela (em espanhol: Berenguela; Segóvia, — Mosteiro de Las Huelgas), foi a filha primogénita de Afonso VIII de Castela e da princesa Leonor de Inglaterra.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Berengária de Castela · Veja mais »

Bolsa dos Mercadores

A chamada Bolsa dos Mercadores foi uma associação mutualista de mercadores portuguesa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Bolsa dos Mercadores · Veja mais »

Branca de Navarra

* Branca de Navarra, condessa de Champanhe (1177-1229) — casada com Teobaldo III de Champagne, Conde de Champagne, mãe de Teobaldo I de Champagne (rei de Navarra).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Branca de Navarra · Veja mais »

Bretanha

A Bretanha (em francês Bretagne, em bretão Breizh, em galo Bertaèyn) é uma região administrativa do oeste da França com uma larga costa litoral entre o Canal da Mancha e o Oceano Atlântico.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Bretanha · Veja mais »

Briteiros

Briteiros pode ser.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Briteiros · Veja mais »

Campo Maior (Portugal)

Campo Maior é uma vila portuguesa no distrito de Portalegre, região do Alentejo e sub-região do Alto Alentejo com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Campo Maior (Portugal) · Veja mais »

Capital

Uma capital nacional ou, simplesmente, capital (do latim caput, capitis, "cabeça") é a cidade ou localidade onde reside o governo central, os ministérios e todos os organismos supremos da administração do Estado.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Capital · Veja mais »

Castelo

O Alcázar de Segóvia, localizado na Espanha, com vista para a cidade homônima O Castelo de Bodiam, cercado por um fosso preenchido por água XV Castelo (castellum) é um tipo de estrutura fortificada, construída na Europa e Oriente Médio durante a Idade Média pelos nobres europeus.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Castelo · Veja mais »

Castelo de Belver

O Castelo de Belver, no Alentejo, localiza-se na freguesia de Belver, no concelho de Gavião, distrito de Portalegre, em Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Castelo de Belver · Veja mais »

Castelo de Castro Marim

O Castelo de Castro Marim localiza-se na vila e Freguesia e Concelho de mesmo nome, no Distrito de Faro, em Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Castelo de Castro Marim · Veja mais »

Castelo de Ouguela

O Castelo de Ouguela, no Alentejo, ergue-se na antiga vila de Ouguela, hoje parte da freguesia de São João Baptista, concelho de Campo Maior, distrito de Portalegre, em Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Castelo de Ouguela · Veja mais »

Catalunha

Catalunha (Catalunya, Catalonha, Cataluña) é uma comunidade autônoma da Espanha localizada na extremidade leste da Península Ibérica.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Catalunha · Veja mais »

Chanceler

Chanceler ou cancelário (do Latim cancellarius: guarda da cancela que separava o público de um tribunal de justiça) é um título atribuído em diversas instituições cuja organização é inspirada no Império Romano.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Chanceler · Veja mais »

Cobre

O cobre é um elemento químico de símbolo Cu (do latim cuprum), número atômico 29 (29 prótons e 29 elétrons) e de massa atómica 63,54 u. À temperatura ambiente o cobre encontra-se no estado sólido.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Cobre · Veja mais »

Coimbra

Coimbra OTE é uma cidade portuguesa, capital do distrito de Coimbra, situada na província da Beira Litoral, região do Centro (Região das Beiras), sub-região estatística do Baixo Mondego, e comunidade intermunicipal da Região de Coimbra.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Coimbra · Veja mais »

Conde

Conde, do latim comes, comitis, que significa «companheiro», (feminino: condessa) é um título nobiliárquico existente em muitas monarquias, sendo imediatamente superior a visconde e inferior a marquês.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Conde · Veja mais »

Constança de Portugal, Rainha de Castela

Constança de Portugal (—) foi uma princesa portuguesa, a filha primogénita de Dinis I de Portugal e da Rainha Santa Isabel.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Constança de Portugal, Rainha de Castela · Veja mais »

Constança Mendes de Sousa

Constança Mendes de Sousa (1245 - Santarém, antes de 10 de maio de 1298) era uma senhora nobre do Reino de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Constança Mendes de Sousa · Veja mais »

Coroa de Aragão

A Coroa de Aragão (em aragonês: Corona d'Aragón), também conhecida por outros nomes alternativos, abrangia o conjunto dos territórios que estavam sob a jurisdição do Rei de Aragão a partir de 1164 a 1707.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Coroa de Aragão · Veja mais »

Coroa de Castela

A Coroa de Castela em 1400 A Coroa de Castela existiu na Península Ibérica como uma entidade separada na Idade Média e Moderna.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Coroa de Castela · Veja mais »

Corte

*Cortes (política) - nome que se dá ao parlamento.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Corte · Veja mais »

Cortes de Guimarães de 1288

As Cortes de Guimarães de 1288 ocorreram em Guimarães.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Cortes de Guimarães de 1288 · Veja mais »

Cruzada

Cruzada é um termo utilizado para designar qualquer dos movimentos militares de inspiração cristã que partiram da Europa Ocidental em direção à Terra Santa e à cidade de Jerusalém com o intuito de conquistá-las, ocupá-las e mantê-las sob domínio cristão.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Cruzada · Veja mais »

Dante Alighieri

Dante Alighieri (Florença, entre 21 de maio e 20 de junho de 1265 d.C. — Ravena, 13 ou 14 de setembro de 1321 d.C.)foi um escritor, poeta e político florentino, nascido na atual Itália. É considerado o primeiro e maior poeta da língua italiana, definido como il sommo poeta ("o sumo poeta"). Disse o escritor e poeta francês Victor Hugo (1802-1885) que o pensamento humano atinge em certos homens a sua completa intensidade, e cita Dante como um dos que "marcam os cem graus de gênio". E tal é a sua grandeza que a literatura ocidental está impregnada de sua poderosa influência, sendo extraordinário o verdadeiro culto que lhe dedica a consciência literária ocidental. Seu nome, segundo o testemunho do filho Jacopo Alighieri, era um hipocorístico de "Durante". Nos documentos, era seguido do patronímico "Alagherii" ou do gentílico "de Alagheriis", enquanto a variante "Alighieri" afirmou-se com o advento de Boccaccio. Foi muito mais do que literato: numa época onde apenas os escritos em latim eram valorizados, redigiu um poema, de viés épico e teológico, La Divina Commedia (A Divina Comédia), o grande poema de Dante, que é uma das obras-primas da literatura universal. A Commedia se tornou a base da língua italiana moderna e culmina a afirmação do modo medieval de entender o mundo. Essa obra foi originalmente intitulada Comédia e mais tarde foi rebatizada com o adjetivo Divina por Boccacio. A primeira edição que adicionou o novo título foi a publicação do humanista veneziano Lodovicco Dolce publicado em 1555 por Gabriele Giolito de Ferrari. Nasceu em Florença, onde viveu a primeira parte da sua vida até ser injustamente exilado. O exílio foi ainda maior do que uma simples separação física de sua terra natal: foi abandonado por seus parentes. Apesar dessa condição, seu amor incondicional e capacidade visionária o transformaram no mais importante pensador de sua época.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Dante Alighieri · Veja mais »

Dinastia capetiana

A dinastia capetiana, também chamada dinastia rebelada, foi uma dinastia real que governou a França durante mais de trezentos anos.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Dinastia capetiana · Veja mais »

Dinastia de Borgonha

A designação Dinastia de Borgonha aplica-se às casas reais de Portugal, Galiza, Leão e Castela, e que governaram estes países, respectivamente, entre 1096 e 1383, 1126 e 1230 e 1126 e 1368, ainda que não tenham uma origem comum.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Dinastia de Borgonha · Veja mais »

Dinastia de Hohenstaufen

A Casa de Hohenstaufen, também conhecida pela dinastia dos Staufer, foi uma importante família nobre suábia, detentora de uma poderosa linhagem de príncipes suábios que nos séculos XII e XIII dominou o Sacro Império Romano-Germânico e de onde provieram os principais imperadores, reis e príncipes alemães.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Dinastia de Hohenstaufen · Veja mais »

Direito canónico

é o conjunto de leis e regulamentos feitos ou adotados pelos líderes da Igreja, para o governo da organização cristã e seus membros.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Direito canónico · Veja mais »

Direito civil

O direito civil é um ramo do direito, que trata de um conjunto de normas que regulam os direitos e obrigações no âmbito privado.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Direito civil · Veja mais »

Distrito de Lisboa

O distrito de Lisboa é um distrito português, que limita a norte com o distrito de Leiria, a leste com o distrito de Santarém, a sul com o distrito de Setúbal e a oeste com o oceano Atlântico.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Distrito de Lisboa · Veja mais »

Divina Comédia

A Divina Comédia Dali, A Divina Comédia - Livreto promocional da Exposição - Academia Mineira de Letras - 18 de julho a 17 de agosto de 2014 (em italiano: Divina Commedia, originalmente Comedìa e, mais tarde, denominada Divina Comédia por Giovanni Boccaccio) é um poema de viés épico e teológico da literatura italiana e da mundial, escrito por Dante Alighieri no século XIV e dividido em três partes: o Inferno, o Purgatório e o Paraíso.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Divina Comédia · Veja mais »

Domingos Anes Jardo

D.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Domingos Anes Jardo · Veja mais »

Duarte Nunes de Leão

Duarte Nunes de Leão (Évora, 1530? — Lisboa, 1608) foi um jurista, gramático e historiador português.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Duarte Nunes de Leão · Veja mais »

Dulce de Aragão

Dulce de Aragão ou de Barcelona (Dolça d'Aragó; — Coimbra) foi uma infanta aragonesa e a segunda rainha de Portugal, de 1185 até a sua morte, em 1198.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Dulce de Aragão · Veja mais »

Eduardo II de Inglaterra

Eduardo II (25 de abril de 1284 – 21 de setembro de 1327), também chamado de Eduardo de Caernarfon, foi o Rei da Inglaterra de 1307 até sua abdicação forçada em 1327.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Eduardo II de Inglaterra · Veja mais »

Egas Moniz, o Aio

Egas Moniz IV de Riba Douro, dito O Aio (c. 1080 -) foi um rico-homem portucalense, da linhagem dos Riba Douro, uma das cinco grandes famílias do Entre-Douro-e-Minho condal do século XII.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Egas Moniz, o Aio · Veja mais »

Enfarte agudo do miocárdio

Vídeo que descreve o mecanismo de infarto agudo do miocárdio. Inglês com legendas em português. Um, vulgarmente denominado ataque cardíaco, ocorre quando a circulação de sangue para uma parte do coração é interrompida, causando lesões no músculo cardíaco.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Enfarte agudo do miocárdio · Veja mais »

Entre Douro e Minho

O Entre-Douro-e-Minho foi uma província do Norte Atlântico de Portugal, composta pelos atuais distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e parte dos distritos de Aveiro, Viseu e Vila Real, no tempo da monarquia portuguesa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Entre Douro e Minho · Veja mais »

Estado-nação

Um estado-nação é uma área geográfica que pode ser identificada como possuidora de uma política legítima, que pelos próprios meios, constitui um governo soberano.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Estado-nação · Veja mais »

Estanho

O estanho é um elemento químico de símbolo Sn, derivado do latim Stannum, com número atômico 50 (50 prótons e 50 elétrons).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Estanho · Veja mais »

Feira

Uma feira é um evento em um local público em que as pessoas, em dias e épocas predeterminados, expõem e vendem mercadorias.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Feira · Veja mais »

Fernando de La Cerda

Fernando de La Cerda, infante de Castela, (Valladolid, 23 de Outubro de 1255 — Ciudad Real, 25 de Julho de 1275) foi um infante castelhano e regente do reino em 1274.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Fernando de La Cerda · Veja mais »

Fernando III de Leão e Castela

Fernando III de Leão e Castela, o Santo (Zamora, — Sevilha) foi rei de Castela desde 1217, rei de Leão desde 1230, e Conde de Aumale por casamento desde 1235, até sua morte. Uniu definitivamente os reinos de Leão e Castela e consolidou a Reconquista, deixando por conquistar apenas o reino tributário de Granada. Foi canonizado em 1671, sendo conhecido também como São Fernando.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Fernando III de Leão e Castela · Veja mais »

Fernando IV de Leão e Castela

Fernando IV, o Emprazado (Alcázar de San Juan, 6 de dezembro de 1285 - Jáen, 7 de setembro de 1312) foi rei de Castela e Leão de 1295 até à sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Fernando IV de Leão e Castela · Veja mais »

Ferreira

*Ferreira (nome de família) — apelido português e galego.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ferreira · Veja mais »

Ferro

O ferro (do latim ferrum) é um elemento químico, símbolo Fe, de número atômico 26 (26 prótons e 26 elétrons) e massa atômica 56 u. À temperatura ambiente, o ferro encontra-se no estado sólido.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ferro · Veja mais »

Feudalismo

Rolando jura lealdade a Carlos Magno, a partir de um manuscrito do século XIV(?) O feudalismo foi um modo de organização social e político baseado nas relações servo-contratuais (servis).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Feudalismo · Veja mais »

Filipe da Suábia

Filipe da Suábia ou Filipe de Hohenstaufen (1176 – assassinado em 21 de junho de 1208), foi duque da Suábia e rei dos romanos.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Filipe da Suábia · Veja mais »

Filipe II de França

Filipe II (Gonesse, – Mantes-la-Jolie), também chamado de Dádiva de Deus ou Filipe Augusto, foi o Rei da França de 1180 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Filipe II de França · Veja mais »

Filipe IV de França

Filipe IV & I (Fontainebleau, 1268 – Fontainebleau), também chamado de Filipe, o Belo, foi o Rei da França como Filipe IV de 1285 até sua morte e também Rei de Navarra como Filipe I de 1284 a 1305 em virtude de seu casamento com Joana I. Filipe IV foi um rei polémico, estando na origem da tentativa de deposição do papa Bonifácio VIII e da transferência do papado para a cidade de Avinhão, e criando as condições para, algumas décadas depois da sua morte, a eclosão da Guerra dos Cem Anos.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Filipe IV de França · Veja mais »

Flandres

A Flandres (em neerlandês Vlaanderen, em francês Flandre e em alemão Flandern) é a região norte da Bélgica, ao passo que a região sul do país é designada por Valónia.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Flandres · Veja mais »

França

França (France; 10px ouça), oficialmente República Francesa (République française) é um país, ou, mais especificamente, um Estado unitário desconcentrado, localizado na Europa Ocidental, com várias ilhas e territórios ultramarinos noutros continentes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e França · Veja mais »

Frederico I do Sacro Império Romano-Germânico

Frederico I (1122 – 10 de junho de 1190), também conhecido como Frederico Barbarossa (ou "Barba Ruiva"), foi o Imperador Romano-Germânico de 1155 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Frederico I do Sacro Império Romano-Germânico · Veja mais »

Fronteira

Fronteira entre Portugal e Espanha, perto de Badajoz.Fronteira é o limite entre dois países.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Fronteira · Veja mais »

Fronteira Espanha-Portugal

A fronteira Portugal-Espanha, conhecida pelo epíteto de A Raia (La Raya; A Raia), é a linha que divide os territórios de Portugal e Espanha.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Fronteira Espanha-Portugal · Veja mais »

Fruta seca

Fruta seca é toda aquela fruta que foi seca, tanto naturalmente quanto por meio de uma máquina.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Fruta seca · Veja mais »

Galiza

A Galiza é uma nação organizada enquanto comunidade autónoma espanhola, com o estatuto de nacionalidade histórica.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Galiza · Veja mais »

Gonçalo Garcia de Sousa

Gonçalo Garcia de Sousa (1215 – Entre 12 de abril de 1285 e 11 de março de 1286) foi um rico-homem do Reino de Portugal tendo o seu período de vida abrangido os reinados de Afonso II, Sancho II, Afonso III e ainda Dinis I. Herdou a chefia da Casa de Sousa, sendo o seu último representante varão masculino legítimo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Gonçalo Garcia de Sousa · Veja mais »

Gonçalo Mendes II de Sousa

Gonçalo Mendes II de Sousa (c.1170 - 25 de abril de 1243) foi um aristocrata português, tendo presenciado talvez a fase de maior independência da família face ao poder régio, por entre o auge do poderio senhorial que se fez sentir durante a fase final do reinado de Sancho II de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Gonçalo Mendes II de Sousa · Veja mais »

Gonçalo Rodrigues Girão (morto em 1231)

Gonçalo Rodrigues Girão (Gonzalo Rodríguez Girón; m.) também conhecido como Gonzalo Ruiz Girón, filho primogénito de Rodrigo Guterres Girão e de Maria de Guzman, foi um dos nobres mais ricos e poderosos da idade média na Tierra de Campos, e um dos mais leais colaboradores do rei, da rainha e depois do rei.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Gonçalo Rodrigues Girão (morto em 1231) · Veja mais »

Gramática

Gramática (do grego: γραμματική, transl. grammatiké, feminino substantivado de grammatikós) designa um conjunto de regras que regem o uso de uma língua, especialmente o modo como as unidades desta se combinam entre si para formar unidades maiores.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Gramática · Veja mais »

Gualdim Pais

D.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Gualdim Pais · Veja mais »

Guarda

A Guarda é a mais alta cidade portuguesa (1056m de altitude), com 26 565 habitantes no seu perímetro urbano, capital do distrito da Guarda, situada na região estatística do Centro e sub-região das Beiras e Serra da Estrela. É sede de um município com 712,1 km² de área e 42 541 habitantes (censos de 2011), subdividido desde a reorganização administrativa de 2012/2013 em 43 freguesias.Diário da República,, Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, Anexo I. O município é limitado a nordeste pelo município de Pinhel, a leste por Almeida, a sudeste pelo Sabugal, a sul por Belmonte e pela Covilhã, a oeste por Manteigas e por Gouveia e a noroeste por Celorico da Beira. O seu distrito tem uma população residente de 173 831 habitantes. Situada no último contraforte Nordeste da Serra da Estrela, a 1056 metros de altitude, sendo a cidade mais alta de Portugal. Possui acessos rodoviários importantes, como a A25, que a liga a Aveiro e ao Porto, bem como à fronteira, dando ligação direta a Madrid; a A23, que liga a Guarda a Lisboa e ao Sul de Portugal, bem como o IP2, que liga a Guarda a Trás-os-Montes e Alto Douro, nomeadamente a Bragança. A nível ferroviário, a cidade da Guarda possui a linha da Beira Baixa (encerrada para obras de modernização com abertura prevista para o ano 2020) e a linha da Beira Alta, que se encontra completamente eletrificada, permitindo a circulação de comboios regionais, nacionais e internacionais, constituindo "o principal eixo ferroviário para o transporte de passageiros e mercadorias para o centro da Europa", com ligação a Hendaye (França, via Salamanca-Valladolid-Burgos). O ar, historicamente reconhecido pela salubridade e pureza, foi distinguido pela Federação Europeia de Bioclimatismo em 2002, que atribuiu à Guarda o título de primeira "Cidade Bioclimática Ibérica". Além de ser uma cidade histórica e a mais alta de Portugal, a Guarda foi também pioneira na rádio local, sendo mesmo a Rádio Altitude considerada a primeira rádio local de Portugal. As suas origens prendem-se com a existência de um sanatório dedicado à cura da tuberculose. Toda a região é marcada pelo granito, pelo clima contrastado de montanha e pelo seu ar puro e frio que permite a cura e manufatura de fumeiro e queijaria de altíssima qualidade. É também a partir desta região que vertem as linhas de água subsidiarias das maiores bacias hidrográficas que abastecem as três maiores cidades de Portugal: para a bacia do Tejo que abastece Lisboa, para a Bacia do Mondego que abastece Coimbra e para a bacia do Douro que abastece o Porto. Existe mesmo na localidade de Vale de Estrela (a 6 km da cidade da Guarda) um padrão que marca o ponto triplo onde as três bacias hidrográficas se encontram.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Guarda · Veja mais »

Guilhén Peres de Gusmão

Guilhén Peres de Gusmão (Guillén Pérez de Guzmán) (ca. 1180–1233), rico-homem do Reino de Castela e o avô materno da rainha Beatriz de Castela, foi filho de Pedro Rodrigues de Gusmão (m. 18 julho 1195, Batalha de Alarcos), senhor de Gusmão, e de Mahalda.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Guilhén Peres de Gusmão · Veja mais »

Guilherme de Nogaret

Guilherme de Nogaret foi o principal funcionário, chanceler e chefe da guarda real, na corte do rei Filipe IV.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Guilherme de Nogaret · Veja mais »

Guimarães

Guimarães MHSE é uma cidade portuguesa situada no Distrito de Braga, região do Norte e sub-região do Ave (uma das sub-regiões mais industrializadas do país) e ainda à antiga província do Minho, com uma população de, repartidos por uma malha urbana de, em 20 freguesias e com uma densidade populacional de 2223,9 hab./km²., Direcção Geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano, acedido em 21 de Novembro de 2006 É sede de um município com Instituto Geográfico Português, (ficheiro Excel zipado)).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Guimarães · Veja mais »

Harfleur

Harfleur é uma comuna francesa na região administrativa da Normandia, no departamento de Sena Marítimo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Harfleur · Veja mais »

Henrique de Castela

Escudo de armas del infante Henrique de Castela "el Senador". Henrique de Castela, também chamado Henrique, o Senador, (1230 - Roa, 11 de agosto de 1303) foi um nobre filho do rei Fernando III de Castela.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Henrique de Castela · Veja mais »

Henrique II de Inglaterra

Henrique II (–), também conhecido como Henrique Curtmantle, Henrique FitzEmpress ou Henrique Plantageneta, foi o Rei da Inglaterra de 1154 até sua morte, também governando como Conde de Anjou, Conde de Maine, Duque da Normandia, Duque da Aquitânia, Conde de Nates e Lorde da Irlanda; em vários momentos, também controlou Gales, Escócia e a Bretanha.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Henrique II de Inglaterra · Veja mais »

Idade Média

p.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Idade Média · Veja mais »

Identidade nacional

right Identidade nacional é o conceito que sintetiza um conjunto de sentimentos, os quais fazem um indivíduo sentir-se parte integrante de uma sociedade ou nação.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Identidade nacional · Veja mais »

Igreja Católica

A Igreja Católica (o termo "católico", derivado da palavra grega: καθολικός (katholikos), significa "universal", "geral" ou "referente à totalidade"), chamada também de Igreja Católica Romana e Igreja Católica Apostólica Romana, é uma Igreja cristã com aproximadamente dois mil anos, colocada sob a autoridade suprema visível do Papa, Bispo de Roma e sucessor do apóstolo Pedro.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Igreja Católica · Veja mais »

Inês de Castro

Inês de CastroNa grafia da época, ainda que não fosse normalizada, o seu nome surge como "Enes de Crasto", por exemplo, no.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Inês de Castro · Veja mais »

Inglaterra

Inglaterra (England) é uma das nações constituintes do Reino Unido.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Inglaterra · Veja mais »

Inquirições Gerais

As inquirições gerais foram um procedimento administrativo empregado nos primeiros tempos da monarquia portuguesa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Inquirições Gerais · Veja mais »

Instituto Camões

O Instituto Camões, I. P. (IC, I. P.) foi criado para a promoção da língua portuguesa e da cultura portuguesa no exterior.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Instituto Camões · Veja mais »

Interdição

* Interdição aérea — uso de aviões para atacar alvos táticos terrestres que não estejam em proximidade às forças terrestres amigas.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Interdição · Veja mais »

Irene Angelina

Irene Angelina (—) foi filha do imperador bizantino Isaac II Ângelo e sua primeira esposa Herina.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Irene Angelina · Veja mais »

Isabel da França, Rainha da Inglaterra

Isabel da França (Paris, 1295 – Castle Rising), as vezes chamada de a Loba da França, foi a esposa do rei Eduardo II e Rainha Consorte do Reino da Inglaterra de 1308 até 1327.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Isabel da França, Rainha da Inglaterra · Veja mais »

Isabel de Aragão, Rainha de Portugal

Isabel de Aragão OSC (Elisabet d'Aragó; ou, usando a grafia medieval portuguesa, Yzabel; Saragoça, 4 de janeiro de 1271 — Estremoz, 4 de julho de 1336), foi uma infanta aragonesa, que viveu desde 1282 até 1325, rainha consorte de Portugal como consorte de D. Dinis I. Ficou para a história com a fama de santa, tendo sido beatificada e, posteriormente, canonizada.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Isabel de Aragão, Rainha de Portugal · Veja mais »

Jaime II de Aragão

Jaime II de Aragão apelidado de "o Justo" (Valência, — Barcelona) foi rei de Aragão e da Sicília entre 1291 e a sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Jaime II de Aragão · Veja mais »

João II de Portugal

João II (Lisboa, – Alvor), apelidado de "o Príncipe Perfeito", foi o Rei de Portugal e dos Algarves em dois períodos diferentes, primeiro durante quatro dias em novembro de 1477 e depois de 1481 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e João II de Portugal · Veja mais »

João III de Portugal

João III (Lisboa, – Lisboa), apelidado de "o Piedoso" e "o Colonizador", foi o Rei de Portugal e Algarves de 1521 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e João III de Portugal · Veja mais »

João Peres de Aboim

João Peres de Aboim (Aboim da Nóbrega, Minho, Portugal — 15 de março de 1285) foi um nobre português, filho de Pero Ourigues da Nóbrega, senescal de D. Sancho II, e de sua esposa Maria Viegas de Ribadouro.

Novo!!: Dinis I de Portugal e João Peres de Aboim · Veja mais »

João Pires da Maia

João Pires da Maia (1180 - depois de 1226), Nobre e rico-homem do Reino de Portugal, viveu durante os reinados de Afonso I de Portugal, Sancho I de Portugal, Afonso II de Portugal e Sancho II de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e João Pires da Maia · Veja mais »

Jurisprudência

Jurisprudência (do latim: jus "justo" + prudentia "prudência") é o termo jurídico que designa o conjunto das decisões sobre interpretações das leis feitas pelos tribunais de uma determinada jurisdição.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Jurisprudência · Veja mais »

Lapa dos Dinheiros

Lapa dos Dinheiros é uma aldeia pertencente à União das Freguesias de Seia, São Romão e Lapa dos Dinheiros, do concelho de Seia, com 7,84 km² de área e 294 habitantes (2011).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Lapa dos Dinheiros · Veja mais »

Largo do Carmo (Lisboa)

Vista geral com o Chafariz do Carmo no centro com o Quartel do Carmo (esq) e o Convento do Carmo (esq) em fundo, com jacarandás em flor Chafariz do Carmo O Largo do Carmo é um largo localizado em Lisboa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Largo do Carmo (Lisboa) · Veja mais »

Latim vulgar

O latim vulgar (em latim, sermo vulgaris) é um termo empregado para designar os dialectos vernáculos do latim falado principalmente nas províncias ocidentais do Império Romano.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Latim vulgar · Veja mais »

Língua galego-portuguesa

O galego-português (também chamado de galaico-português, proto-galego-português, português antigo, português arcaico, português medieval, galego antigo, galego arcaico e galego medieval) foi a língua românica falada durante a Idade Média nas regiões de Portugal e da Galiza; dela descendem as atuais línguas portuguesa e galega, assim como a fala da Estremadura e o eonaviego.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Língua galego-portuguesa · Veja mais »

Língua oficial

A língua oficial é na definição dada pela UNESCO, a língua utilizada no quadro das diversas actividades oficiais: legislativas, executivas e judiciais de um estado soberano ou território.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Língua oficial · Veja mais »

Língua portuguesa

A língua portuguesa, também designada português, é uma língua românica flexiva ocidental originada no galego-português falado no Reino da Galiza e no norte de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Língua portuguesa · Veja mais »

Lógica

Aristóteles é o autor do primeiro trabalho sobre lógica. Lógica (do grego λογική logos) tem dois significados principais: discute o uso de raciocínio em alguma atividade e é o estudo normativo, filosófico do raciocínio válido.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Lógica · Veja mais »

Leiria

Leiria é uma cidade portuguesa, capital do distrito de Leiria, situada na província da Beira Litoral, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Pinhal Litoral, com cerca de 63000 habitantes no seu perímetro urbano.os habitantes desta cidade chamam-se leirienses ou coliponenses É sede de um município com de área e habitantes (2011) subdividido em 18 freguesias, o que faz dele o segundo concelho mais populoso das Beiras, só superado por Coimbra.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Leiria · Veja mais »

Leonor da Aquitânia

Leonor da Aquitânia (1122 — 1 de abril de 1204) foi uma das mulheres mais ricas e poderosas da Idade Média, tendo sido Duquesa da Aquitânia e Condessa de Poitiers (1137-1204) por seu próprio direito (suo jure).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Leonor da Aquitânia · Veja mais »

Leonor de Inglaterra

Leonor de Inglaterra (Castelo de Domfront, — Burgos) foi princesa da Inglaterra e rainha de Castela.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Leonor de Inglaterra · Veja mais »

Levante

;Geografia.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Levante · Veja mais »

Lisboa

Lisboa GCTE é a capital de Portugal e a cidade mais populosa do país.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Lisboa · Veja mais »

Lista de monarcas de Portugal

Bandeira dos Reis de Portugal (séculos XVIII–XX) Esta é uma lista de Reis de Portugal desde a independência do Condado Portucalense em relação ao reino de Leão, em 1139, sob a chefia de Dom Afonso Henriques, então conde de Portucale, e primeiro rei de Portugal como, até à Implantação da República Portuguesa, em 5 de outubro de 1910, que depôs o último rei português, Dom Manuel II.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Lista de monarcas de Portugal · Veja mais »

Lourenço Soares de Valadares

Lourenço Soares de Valadares II (c. 1299) foi um rico-homem e conselheiro dos reis e. Foi tenente de Riba Vouga em 1273 e de Riba Minho entre 1279 e 1287.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Lourenço Soares de Valadares · Veja mais »

Lousã

A Lousã é uma vila portuguesa do distrito de Coimbra, na província da Beira Litoral, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Pinhal Interior Norte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Lousã · Veja mais »

Mafalda de Saboia

Mafalda de Saboia ou Matilde (Mathilde de Savoie; 1125 — Coimbra, 4 de novembro de 1157 /1158) foi a primeira rainha de Portugal, desde 1146 até à sua morte, como esposa de Afonso I de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mafalda de Saboia · Veja mais »

Manuel I de Portugal

Manuel I (Alcochete, – Lisboa), apelidado de "o Afortunado","O Venturoso" e "o Bem-Aventurado", foi o Rei de Portugal e Algarves de 1495 até à sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Manuel I de Portugal · Veja mais »

Manuel Pessanha

Micer Manuel Passanha ou Pessanha (em italiano Emanuele Passagno, Pessagno, Pezagno ou Pizagno, nome que depois aportuguesou) (Génova, c. 1280/c. 1290 – ?) foi um navegador e Almirante Genovês do século XIII ao serviço de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Manuel Pessanha · Veja mais »

Mar Mediterrâneo

O mar Mediterrâneo é um mar entre a Europa e a África, tendo abertura e comunicação direta com o Atlântico através do estreito de Gibraltar e o Oriente Médio como limite oriental.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mar Mediterrâneo · Veja mais »

Maria Afonso

Maria Afonso (1302-1320) foi uma nobre portuguesa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Maria Afonso · Veja mais »

Maria Mendes II de Sousa

Maria Mendes II de Sousa (1230(?) - antes de 1285 (?)) era uma senhora nobre do Reino de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Maria Mendes II de Sousa · Veja mais »

Marinha Portuguesa

A Marinha Portuguesa, também conhecida de modo extraoficial como Armada Portuguesa, é o ramo das Forças Armadas Portuguesas que tem por missão cooperar, de forma integrada, na defesa militar de Portugal, através da realização de operações navais.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Marinha Portuguesa · Veja mais »

Matilde II, Condessa de Bolonha

Matilde II de Bolonha ou Matilde de Dammartin (em francês: Mathilde de Boulogne ou Mahaut de Boulogne; 1202-1258) foi uma nobre francesa, condessa de Bolonha, Mortain, Aumale e Dammartin de 1216 a 1260 e rainha consorte de Portugal de 1248 a 1253.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Matilde II, Condessa de Bolonha · Veja mais »

Medicina

caduceu de Asclépio é o símbolo da medicina. A medicina é uma das muitas áreas do conhecimento ligada à manutenção e restauração da saúde.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Medicina · Veja mais »

Melgaço (Portugal)

Melgaço é uma vila raiana portuguesa no Distrito de Viana do Castelo, região do Norte e sub-região do Minho-Lima, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Melgaço (Portugal) · Veja mais »

Miocardite

Miocardite é uma inflamação do miocárdio, a camada muscular grossa da parede do coração.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Miocardite · Veja mais »

Mirandela

Mirandela OTE é uma cidade portuguesa do distrito de Bragança, situada na Região Norte, sub-região de Terras de Trás-os-Montes, situada nas margens do Rio Tua, com 12042 habitantes no seu perímetro urbano.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mirandela · Veja mais »

Monforte

Monforte é uma vila portuguesa no Distrito de Portalegre, região Alentejo e sub-região do Alto Alentejo, com 1 380 habitantes (2011).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Monforte · Veja mais »

Montemor-o-Velho

Montemor-o-Velho é uma vila portuguesa do distrito de Coimbra, situada na província da Beira Litoral, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Baixo Mondego, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Montemor-o-Velho · Veja mais »

Mordomo-mor

O mordomo-mor era o primeiro oficial da Casa Real Portuguesa, sendo o responsável pela sua administração e pela superintendência de todos os restantes oficiais e funcionários da mesma.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mordomo-mor · Veja mais »

Mosteiro de Alcobaça

O Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, também conhecido como Real Abadia de Santa Maria de Alcobaça ou mais simplesmente como Mosteiro de Alcobaça, é um mosteiro situado na cidade de Alcobaça, na região do Centro, em Portugal, a primeira obra plenamente gótica erguida em solo português.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mosteiro de Alcobaça · Veja mais »

Mosteiro de Grijó

O Mosteiro de São Salvador de Grijó, popularmente referido apenas como Mosteiro de Grijó, localiza-se na freguesia de Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, em Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mosteiro de Grijó · Veja mais »

Mosteiro de São Dinis

O Mosteiro de São Dinis de Odivelas ou Mosteiro de Odivelas foi fundado em finais do século XIII; está localizado no largo de D. Dinis, freguesia de Odivelas, Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mosteiro de São Dinis · Veja mais »

Moura

Moura é uma cidade raiana portuguesa pertencente ao Distrito de Beja, região do Alentejo e sub-região do Baixo Alentejo, com cerca de 11.000 habitantes É sede de um município com de área e habitantes (2011), subdividido em 5 freguesias.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Moura · Veja mais »

Mourão

Mourão é uma vila raiana portuguesa, no Distrito de Évora, região Alentejo e sub-região do Alentejo Central, com 1 768 habitantes (2011).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Mourão · Veja mais »

Muçulmano

Muçulmanos na Mesquita Azul, em Istambul, Turquia. Muçulmanos Muçulmano é todo o indivíduo que adere ao Islã, uma religião monoteísta centrada na vida e nos ensinamentos de profeta Maomé, que teria recebido revelações do Arcanjo Gabriel.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Muçulmano · Veja mais »

Município

Prefeitura do Município de São Paulo Um município ou concelho é geralmente uma divisão administrativa urbana com estatuto corporativo e que, geralmente, possui governo e (ou) jurisdição próprios.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Município · Veja mais »

Natal

Natal ou Dia de Natal é um feriado e festival religioso cristão comemorado anualmente em 25 de dezembro (nos países eslavos e ortodoxos, cujos calendários eram baseados no calendário juliano, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Natal · Veja mais »

Nobreza

Nobreza é um conceito de grande antiguidade, cujos significado e atributos variaram muito ao longo do tempo e nas diferentes regiões do mundo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Nobreza · Veja mais »

Noudar

Noudar foi uma vila e sede de um antigo concelho português, extinto em 1825.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Noudar · Veja mais »

Nuno Martins de Chacim

D.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Nuno Martins de Chacim · Veja mais »

Odivelas

Odivelas é uma cidade portuguesa no Distrito de Lisboa, região e sub-região da Área Metropolitana de Lisboa, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Odivelas · Veja mais »

Odivelas (freguesia)

Odivelas é uma freguesia portuguesa do concelho de Odivelas, com 5,02 km² de área e 59 559 habitantes (2011).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Odivelas (freguesia) · Veja mais »

Olivença

Província de Badajoz, Espanha Alto Alentejo, Portugal Castelo de Olivença, desenhado por Duarte d'Armas em 1509 Castelo de Olivença: vista da Torre de Menagem Ruínas da Ponte da Ajuda sobre o rio Guadiana, antiga ligação entre Elvas e Olivença manuelina nos Paços do Concelho de Olivença Interior manuelino da Igreja de Santa Maria Madalena Olivença Olivenza é uma cidade e um município numa zona fronteiriça, cuja demarcação é objeto de litígio entre Portugal e Espanha.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Olivença · Veja mais »

Ordem de Alcântara

A Ordem de Alcântara Orden de Alcántara é uma ordem militar criada no ano 1154 no Reino de Leão e de caráter quase exclusivamente estremenho.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem de Alcântara · Veja mais »

Ordem de Cristo

A Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo originalmente era uma ordem religiosa e militar, criada a 14 de março de 1319 pela bula pontifícia Ad ea ex-quibus do Papa João XXII, que, deste modo, atendia aos pedidos do rei Dom Dinis.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem de Cristo · Veja mais »

Ordem de Santiago

A Ordem Militar de Santiago é uma ordem religiosa-militar de origem castelhano-leonesa, atualmente Ibérica, instituída por Afonso VIII de Castela e aprovada pelo Papa Alexandre III, mediante bula papal outorgada em 5 de Julho de 1175.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem de Santiago · Veja mais »

Ordem de São Bento de Avis

A Ordem de São Bento de Avis (inicialmente chamada de Milícia de Évora ou Freires de Évora) é uma Ordem religiosa militar de cavaleiros portugueses que foi criada em Portugal, no século XII, para defender a cidade de Évora dos Mouros.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem de São Bento de Avis · Veja mais »

Ordem dos Templários

A Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão ("Ordo Pauperum Commilitonum Christi Templique Salominici"), conhecida como Cavaleiros Templários, Ordem do Templo (Ordre du Temple ou Templiers) ou simplesmente como Templários, foi uma ordem militar de Cavalaria.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem dos Templários · Veja mais »

Ordem militar

As Ordens militares (e religiosas) nasceram oficialmente por motivos da necessidade de proteger os ''peregrinos'' cristãos nas suas movimentações em algumas regiões, em especial a Terra Santa, o que naturalmente envolveu combates com os muçulmanos.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem militar · Veja mais »

Ordem Soberana e Militar de Malta

A Ordem de MaltaTambém conhecida por Ordem do Hospital, Ordem de São João de Jerusalém ou Ordem de São João de Rodes ou Cavaleiros Hospitalários (oficialmente Ordem Soberana e Militar Hospitalária de São João de Jerusalém, de Rodes e de Malta) Em francês Ordre Hospitalier de Saint-Jean de Jérusalem, em latim Ordo Hospitalis sancti Johannis Ierosolimitani, em italiano Cavalieri dell'Ordine dell'Ospedale di San Giovanni di Gerusalemme é uma organização internacional católica que começou como uma ordem beneditina fundada no século XI na Palestina, durante as Cruzadas, mas que rapidamente se tornaria numa ordem militar cristã, numa congregação de regra própria, encarregada de assistir e proteger os peregrinos àquela terra e de exercer a Caridade.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordem Soberana e Militar de Malta · Veja mais »

Ordenações Afonsinas

As Ordenações Afonsinas, ou Código Afonsino, são uma das primeiras colectâneas de leis da era moderna, promulgadas durante o reinado de Dom Afonso V. O código deveria esclarecer a aplicação do direito canônico e romano no Reino de Portugal, e, após um longo período de gestação, as primeiras cópias manuscritas aparecem em meados do século XV.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ordenações Afonsinas · Veja mais »

Oriente Próximo

O Oriente Próximo, ou Próximo-Oriente, é uma região geográfica que abrange diferentes países para arqueólogos e historiadores, de um lado, e para cientistas políticos, economistas e jornalistas, de outro.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Oriente Próximo · Veja mais »

Papa Clemente V

Clemente V, nascido Bertrand de Gouth (perto de Villandraut, 1264 — Roquemaure, 20 de Abril de 1314) foi Papa entre Junho de 1305 até à sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Papa Clemente V · Veja mais »

Papa João XXII

O Papa João XXII, nascido Jacques d'Euse (Cahors, 1249 — Avinhão, 4 de dezembro de 1334), foi papa da Igreja Católica de 1316 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Papa João XXII · Veja mais »

Papa Nicolau IV

O Papa Nicolau IV, OFM, nascido Girolamo Masei de Ascoli (30 de setembro de 1227 — 4 de abril de 1292), foi papa de 15 de fevereiro de 1288 até a sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Papa Nicolau IV · Veja mais »

Pedro Afonso, conde de Barcelos

Dom Pedro Afonso de Portugal, 3.º Conde de Barcelos (1287 - Lalim, 1354) foi, segundo algumas fontes, o primeiro filho natural de D. Dinis e de D. Grácia Froes (de identificação insegura).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Pedro Afonso, conde de Barcelos · Veja mais »

Pedro III de Aragão

Pedro III de Aragão (Valência, 1239 - Vilafranca del Penedès, 11 de novembro de 1285), cognominado o Grande, foi rei de Aragão, conde de Barcelona e rei de Valência desde 27 de julho de 1276, e rei consorte da Sicília desde 1282, até à sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Pedro III de Aragão · Veja mais »

Peixe

Os peixes são animais vertebrados, aquáticos, tipicamente ectotérmicos, que possuem o corpo fusiforme, os membros transformados em barbatanas ou nadadeiras (ausentes em alguns grupos) sustentadas por raios ósseos ou cartilaginosos, guelras ou brânquias com que respiram o oxigénio dissolvido na água (embora os dipnóicos usem pulmões) e, na sua maior parte, o corpo coberto de escamas.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Peixe · Veja mais »

Península Ibérica

A Península Ibérica está situada no sudoeste da Europa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Península Ibérica · Veja mais »

Pergaminho Sharrer

O ''Pergaminho Sharrer'' O Pergaminho Sharrer é um fragmento de pergaminho medieval que contém partes de sete cantigas de amor de Dom Dinis, rei de Portugal, com poesias em língua galaico-portuguesa e notação musical.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Pergaminho Sharrer · Veja mais »

Petronila de Aragão

Petronila de Aragão (Huesca, 29 de junho de 1136 — Barcelona, 15 de outubro de 1173) foi rainha de Aragão entre 1157 e 1164 e condessa de Barcelona entre 1162 e 1164 (em castelhano) Archivo de la Corona de Aragón.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Petronila de Aragão · Veja mais »

Pinhal de Leiria

Pinhal d'El-Rei, Mata Nacional de Leiria, ou Pinhal de Leiria é uma floresta portuguesa.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Pinhal de Leiria · Veja mais »

Portalegre

* Portalegre (Portugal) — cidade portuguesa, capital do distrito do mesmo nome.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Portalegre · Veja mais »

Portel

Sem descrição

Novo!!: Dinis I de Portugal e Portel · Veja mais »

Porto

Porto OTE é a segunda cidade e o quarto município mais populoso de Portugal, situada no noroeste do país e capital da Área Metropolitana do Porto (NUTS III e área metropolitana), da região Norte (NUTS II) e do Distrito do Porto.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Porto · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Portugal · Veja mais »

Prata

A prata ou argento(do latim vulgar platta*, argentum) é um elemento químico de símbolo Ag e de número atómico igual a 47 (47 prótons e 47 elétrons) sua massa atómica é 107,87.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Prata · Veja mais »

Raimundo Berengário IV de Barcelona

Raimundo Berengário IV (Barcelona, 1113 — San Dalmazio de Turim, 6 de Agosto de 1162) foi conde de Barcelona, da Cerdanha, de Besalú, de Girona e de Osona, Conde de Ribagorça (1137 - 1162, e Príncipe Regente de Aragão. O seu casamento com Petronila de Aragão efetivou a união dinástica entre o Reino de Aragão e o Condado de Barcelona.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Raimundo Berengário IV de Barcelona · Veja mais »

Reconquista

Reconquista é o processo histórico em que os reinos cristãos da Península Ibérica procuraram dominar a região durante o período do Alandalus.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Reconquista · Veja mais »

Região histórica de Castela

Influência histórica de Castela no século XIX Castela é o nome de uma região histórica espanhola com origem no Condado de Castela, no século IX, durante a sua evolução teve sob influência territórios diferentes, e nos dias de hoje se encontra plasmada nos Estatutos das Autonomias de Castela e Leão, Castela-Mancha, e Comunidade de Madrid.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Região histórica de Castela · Veja mais »

Reino de Castela

O Reino de Castela foi um dos antigos reinos da Península Ibérica formados durante a Reconquista.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Reino de Castela · Veja mais »

Reino de Leão

O Reino de Leão foi um dos antigos reinos ibéricos surgidos no período da reconquista cristã sendo independente durante três períodos: de 910 a 1037 (sob domínio da casa Leonesa), de 1065 a 1072 (sob o domínio da casa de Navarra) e de 1157 a 1230 (sob o domínio da casa da Borgonha).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Reino de Leão · Veja mais »

Reino de Portugal

O Reino de Portugal era a denominação de Portugal sob a governação de um regime monárquico, e no início ainda sem o reino dos Algarves.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Reino de Portugal · Veja mais »

Ribacoa

O Ribacoa (etimologicamente, na margem do Coa) é uma região da Beira Alta, situada sensivelmente entre a margem direita do rio Coa e a margem esquerda do rio Águeda, em torno da qual houve disputas territoriais entre Portugal e Leão (e a partir de 1230, Castela e Leão).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Ribacoa · Veja mais »

Rio Mondego

O rio Mondego é o quinto maior rio português e o primeiro de todos os que têm o seu curso inteiramente em Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Rio Mondego · Veja mais »

Sabugal

Sabugal é uma cidade portuguesa pertencente ao Distrito da Guarda, na província da Beira Alta, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região da Beira Interior Norte, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sabugal · Veja mais »

Sal

Em química, um sal é um composto que em água se dissocia num cátion diferente de H+ e um ânion diferente de OH-.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sal · Veja mais »

Sancho I de Portugal

Sancho I (Coimbra, – Santarém), apelidado de Sancho, o Povoador, foi o Rei de Portugal de 1185 até sua morte.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sancho I de Portugal · Veja mais »

Sancho II de Portugal

Sancho II (Coimbra, – Toledo), apelidado de "o Capelo" e "o Piedoso", foi o Rei de Portugal de 1223 até à sua morte, em 1248.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sancho II de Portugal · Veja mais »

Sancho III de Castela

Sancho III de Castela o Desejado (1134 — Toledo, 31 de Agosto de 1158) foi rei de Castela e Toledo desde 21 de Agosto de 1157 até à sua morte, pouco mais de um ano volvido.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sancho III de Castela · Veja mais »

Sancho IV de Leão e Castela

Sancho IV de Leão e Castela (12 de Maio de 1258 - 25 de Abril de 1295), o Bravo, era o segundo filho de Afonso X ''o Sábio'', e de Violante, infanta de Aragão (filha do rei Jaime I de Aragão, o Conquistador, e de sua esposa Violante, Princesa da Hungria).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sancho IV de Leão e Castela · Veja mais »

Santa Maria da Feira

Santa Maria da Feira (VFR) é uma cidade portuguesa com 18 194 habitantes no seu perímetro urbano, pertencente à Área Metropolitana do Porto, ao distrito de Aveiro, à região Norte e à antiga província do Douro Litoral.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Santa Maria da Feira · Veja mais »

Santarém (Portugal)

Santarém OTE • MHL é uma cidade portuguesa, capital do Distrito de Santarém, situada na província do Ribatejo e na região do Alentejo, com 29 929 habitantes no seu perímetro urbano (2012).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Santarém (Portugal) · Veja mais »

Santiago de Alcântara

Santiago de Alcântara (em castelhano: Santiago de Alcántara) é um município raiano da Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura, de área.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Santiago de Alcântara · Veja mais »

São Felizes dos Galegos

São Felizes dos Galegos ou São Félix dos Galegos (oficialmente San Felices de los Gallegos em espanhol) é um município de Espanha, próximo da raia, na província de Salamanca, comunidade autónoma de Castela e Leão, de área 81,43 km² com população de 553 habitantes (2007) e densidade populacional de 7,19 hab/km².

Novo!!: Dinis I de Portugal e São Felizes dos Galegos · Veja mais »

Século XIII

Sem descrição

Novo!!: Dinis I de Portugal e Século XIII · Veja mais »

Século XIV

Sem descrição

Novo!!: Dinis I de Portugal e Século XIV · Veja mais »

Segunda Cruzada

A Segunda Cruzada foi uma expedição bélica dos cristãos do ocidente, proclamada pelo papa Eugénio III em resposta à conquista de Edessa aos cristãos do Levante pelo governador muçulmano Zengi em 1144.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Segunda Cruzada · Veja mais »

Seia

Seia é uma cidade portuguesa do distrito da Guarda, situada na província da Beira Alta, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região da Serra da Estrela, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Seia · Veja mais »

Serpa

Serpa é uma cidade raiana portuguesa pertencente ao Distrito de Beja, região do Alentejo e sub-região do Baixo Alentejo, com cerca de habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Serpa · Veja mais »

Sevilha

Sevilha (em espanhol: Sevilla) é uma cidade espanhola situada a sudoeste da Península Ibérica, é a capital da Província de Sevilha e situa-se na Comunidade Autónoma da Andaluzia.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sevilha · Veja mais »

Sicília

A Sicília (em italiano e siciliano Sicilia) é uma região autônoma com estatuto especial da Itália meridional com 25 710 km² e 5 milhões de habitantes, cuja capital é Palermo, que com 660 mil habitantes, é a quinta maior cidade italiana.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Sicília · Veja mais »

Teologia

Teologia é o estudo crítico da natureza do divino, seus atributos e sua relação com os homens.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Teologia · Veja mais »

Terra Santa

O mapa de 1759 intitulado ''The Holy Land, ou Palestine'' A Terra Santa (hebraico: אֶרֶץ הַקּוֹדֶשׁ Eretz HaKodesh, latim: Terræ Sanctæ; árabe: الأرض المقدسة Al-Arḍ Al-Muqaddasah) é uma área localizada entre o rio Jordão e o mar mediterrâneo, atualmente dividida entre Israel, Cisjordânia e Jordânia.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Terra Santa · Veja mais »

Toro

* Tronco (órgão vegetal).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Toro · Veja mais »

Torre

A torre (do latim "turris"), em arquitectura e engenharia, é uma estrutura em que a altura é bastante superior à largura, apresentando uma demarcada verticalidade.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Torre · Veja mais »

Trancoso

Trancoso é uma cidade portuguesa pertencente ao distrito da Guarda, na província da Beira Alta, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região da Beira Interior Norte, com cerca de habitantes (2011), situada num planalto em que o ponto mais alto tem de altitude.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Trancoso · Veja mais »

Tratado de Alcanizes

O tratado de Alcanizes (em castelhano, Alcañices) foi assinado entre os soberanos de Leão e Castela, Fernando IV (1295-1312), e de Portugal, D. Dinis (1279-1325), a 12 de setembro de 1297,GARCÍA, EUSEBIO MEDINA.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Tratado de Alcanizes · Veja mais »

Trovador

Trovador (francês: troubado; occitano: trobador, pronúncia arcaica), na lírica medieval, era o artista de origem nobre do sul da França que, geralmente acompanhado de instrumentos musicais, como o alaúde ou a cistre, compunha e entoava cantigas.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Trovador · Veja mais »

Trovadorismo

Symphonia da Cantiga 160, Cantigas de Santa Maria de Afonso X, o Sábio - Códice do Escorial. (1221-1284). thumb Trovadorismo foi um movimento literário e poético que surgiu na Idade Média no século XI.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Trovadorismo · Veja mais »

Universidade

Típico aspecto de uma sala de aula universitária, vista na Universidade De La Salle, Manila, Filipinas Uma Universidade é uma instituição de ensino superior pluridisciplinar e de formação de quadros profissionais de nível superior, de investigação, de extensão e de domínio e cultivo do saber humano.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Universidade · Veja mais »

Universidade de Coimbra

A Universidade de Coimbra (UC) GCSE é uma universidade pública localizada na cidade de Coimbra, em Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Universidade de Coimbra · Veja mais »

Urraca de Castela, rainha de Portugal

Urraca de Castela ou Urraca Afonso de Castela (Urraca de Castilla;1186 — 2 de novembro de 1220) foi uma infanta de Castela e, de 1211 até à sua morte, rainha consorte de Portugal por casamento com o rei D. Afonso II de Portugal.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Urraca de Castela, rainha de Portugal · Veja mais »

Véspera de Ano-Novo

A Véspera de Ano-Novo, também chamada de réveillon, virada de ano, ou passagem de ano refere-se ao dia 31 de dezembro, precedente ao Dia de Ano-Novo nos países que seguem o calendário gregoriano.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Véspera de Ano-Novo · Veja mais »

Véspera de Natal

Véspera de Natal refere-se à noite ou todo dia que precede o dia de Natal, um festival que comemora o nascimento de Jesus de Nazaré.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Véspera de Natal · Veja mais »

Valência de Alcântara

Valência de Alcântara é um município raiano da Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura, de área.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Valência de Alcântara · Veja mais »

Valladolid

Valladolid, Valhadolid ou Valhadolide (em) é uma cidade e município da Espanha situada a noroeste da Península Ibérica e capital da província de homónima e da comunidade autónoma de Castela e Leão O município tem de área e em tinha habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Valladolid · Veja mais »

Vide

O termo vide está geralmente relacionado com a planta cujo fruto é a uva, também chamada de videira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Vide · Veja mais »

Vila Nova de Gaia

Vila Nova de Gaia (conhecido, frequentemente, pela forma sincopada de Gaia) é um município e cidade portuguesa da Área Metropolitana do Porto (NUTS III) e da Região do Norte (NUTS II) com cerca de 302.324 habitantes no seu perímetro urbano (2014).

Novo!!: Dinis I de Portugal e Vila Nova de Gaia · Veja mais »

Vinho

thumb Vinho (do.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Vinho · Veja mais »

Vizela

Vizela é uma cidade portuguesa sede de um concelho do Distrito de Braga, região do Norte e sub-região do Ave, com cerca de  12 700 habitantes.

Novo!!: Dinis I de Portugal e Vizela · Veja mais »

1270

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira, terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1270 · Veja mais »

1280

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram G e F (52 semanas), teve início a uma segunda-feira e terminou a uma terça-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1280 · Veja mais »

1282

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1282 · Veja mais »

1287

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira, terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1287 · Veja mais »

1289

---- 1289 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1289 · Veja mais »

1290

---- 1290 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi A (52 semanas), teve início a um domingo e terminou também a um domingo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1290 · Veja mais »

1291

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1291 · Veja mais »

1295

---- 1295 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1295 · Veja mais »

1302

---- 1302 (na numeração romana) foi um ano comum do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1302 · Veja mais »

1312

---- 1312 (na numeração romana) foi um ano bissexto do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram B e A (52 semanas), teve início a um sábado e terminou a um domingo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1312 · Veja mais »

1313

---- 1313 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1313 · Veja mais »

1320

---- 1320 (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram F e E (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou a uma quarta-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1320 · Veja mais »

1325

---- 1325 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi F (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou também a uma terça-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1325 · Veja mais »

1329

---- 1329 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi A (52 semanas), teve início a um domingo e terminou também a um domingo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1329 · Veja mais »

1336

---- 1336 (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram G e F (52 semanas), teve início a uma segunda-feira e terminou a uma terça-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1336 · Veja mais »

1340

---- 1340 (na numeração romana) foi um ano bissexto do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram B e A (52 semanas), teve início a um sábado e terminou a um domingo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1340 · Veja mais »

1354

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira e terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1354 · Veja mais »

1357

---- 1357 (na numeração romana) foi um ano comum do século XIV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi A (52 semanas), teve início a um domingo e terminou também a um domingo.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1357 · Veja mais »

1938

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XX do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Dinis I de Portugal e 1938 · Veja mais »

Redireciona aqui:

D. Dinis, D. Dinis I, D. Dinis I de Portugal, D. Dinis de Portugal, D. Diniz, D. dinis, D. diniz, Denis of Portugal, Dinis, Dinis de Portugal, Dinis de portugal, Dinis i de portugal, Dinis, rei de Portugal, Diniz de Portugal, Diniz de portugal, Dom Dinis, Dom dinis, Rei D. Dinis, Rei D. Dinis I.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »