Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Conde de Odemira

Índice Conde de Odemira

O título de Conde de Odemira foi um título nobiliárquico de Portugal.

38 relações: Afonso Henriques, conde de Gijón e Noronha, Afonso V de Portugal, Afonso, Conde de Faro, Anselmo Braamcamp Freire, Batalha de Alcácer-Quibir, Brasões da Sala de Sintra, Conde da Feira, Conde de Abrantes, Conde de Alcoutim, Conde de Atouguia, Conde de Caminha, Conde de Cantanhede, Conde de Faro, Conde de Marialva, Conde de Monsanto, Conde de Portalegre, Conde de Tentúgal, Conde de Valença, Conde de Vila Real, Duarte I de Portugal, Duque de Cadaval, Fernando I de Portugal, Francisco de Faro, Governadores portugueses de Ceuta, Henrique II de Castela, Isabel de Portugal, senhora de Viseu, Joana de Faro, Lista de condados em Portugal, Livro da Nobreza e Perfeiçam das Armas, Livro do Armeiro-Mor, Nuno Álvares Pereira de Melo, 1º Duque de Cadaval, Portugal, Rodrigo Afonso de Melo, Conde de Olivença, Sala de Sintra, Sancho de Noronha, 1.º conde de Odemira, Título nobiliárquico, Thesouro de Nobreza, 1446.

Afonso Henriques, conde de Gijón e Noronha

Afonso Henriques, conde de Noronha, nasceu em Gijón, em 1355 e morreu exilado em Marans, França 27 de Agosto de 1395).

Novo!!: Conde de Odemira e Afonso Henriques, conde de Gijón e Noronha · Veja mais »

Afonso V de Portugal

Afonso V (Sintra, – Lisboa), apelidado de "o Africano" por suas conquistas na África, foi o Rei de Portugal e Algarves de 1438 até sua morte.

Novo!!: Conde de Odemira e Afonso V de Portugal · Veja mais »

Afonso, Conde de Faro

D.

Novo!!: Conde de Odemira e Afonso, Conde de Faro · Veja mais »

Anselmo Braamcamp Freire

Anselmo Braamcamp Freire (Lisboa, 1 de Fevereiro de 1849 – Lisboa, 23 de Dezembro de 1921) foi um historiador, genealogista e político português.

Novo!!: Conde de Odemira e Anselmo Braamcamp Freire · Veja mais »

Batalha de Alcácer-Quibir

A Batalha de Alcácer-Quibir também grafado Alcácer-Quivir, al Quasr al-kibr, Alcazarquivir ou Alcassar, significando "grande fortaleza" (معركة القصر الكبير), conhecida em Marrocos como Batalha dos Três Reis n ou Batalha de Oued al-Makhazin n, foi uma batalha travada no norte de Marrocos perto da cidade de Alcácer-Quibir, entre Tânger e Fez, em 4 de Agosto de 1578.

Novo!!: Conde de Odemira e Batalha de Alcácer-Quibir · Veja mais »

Brasões da Sala de Sintra

Gravura das armas dos Almeidas, do livro ''Brasões da Sala de Sintra''. Os Brasões da Sala de Sintra são a obra maior de investigação de Anselmo Braamcamp Freire, autor que ocupa um lugar de excepção, de primeira fila, na legião dos que, depois de Herculano, adiantaram as investigações históricas em Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Brasões da Sala de Sintra · Veja mais »

Conde da Feira

O título de Conde da Feira foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde da Feira · Veja mais »

Conde de Abrantes

O título de Conde de Abrantes foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Abrantes · Veja mais »

Conde de Alcoutim

Conde de Alcoutim foi um título nobiliárquico português criado, de juro e herdade, em 15 de Novembro de 1496 pelo Rei D. João II de Portugal a favor de D. Fernando de Menezes, 2º conde de Valença e herdeiro de D. Pedro de Menezes, 1º marquês de Vila Real, vindo a suceder-lhe na Casa como 2º marquês e 4º conde de Vila Real.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Alcoutim · Veja mais »

Conde de Atouguia

O título de Conde de Atouguia foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Atouguia · Veja mais »

Conde de Caminha

O título de Conde de Caminha foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Caminha · Veja mais »

Conde de Cantanhede

O título de Conde de Cantanhede foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Cantanhede · Veja mais »

Conde de Faro

Título criado por D. Afonso V, Rei de Portugal, pela carta de 22 de maio de 1469, a favor de D. Afonso.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Faro · Veja mais »

Conde de Marialva

O título de Conde de Marialva foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Marialva · Veja mais »

Conde de Monsanto

O título de Conde de Monsanto foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Monsanto · Veja mais »

Conde de Portalegre

O título de Conde de Portalegre é um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Portalegre · Veja mais »

Conde de Tentúgal

Conde de Tentúgal com tratamento de Sobrinho foi um título nobiliárquico criado pelo rei D. Manuel I de Portugal, por carta de 1 de Janeiro de 1504, a favor de D. Rodrigo de Melo (um nobre aparentado com a Casa de Bragança).

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Tentúgal · Veja mais »

Conde de Valença

O título de Conde de Valença foi um título nobiliárquico de Portugal, atribuído por duas vezes no século XV, em 1464 e novamente em 1499.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Valença · Veja mais »

Conde de Vila Real

O título de Conde de Vila Real foi um título nobiliárquico de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Conde de Vila Real · Veja mais »

Duarte I de Portugal

Duarte I (Viseu, – Tomar), apelidado de "o Eloquente" e "o Rei-Filósofo", foi o Rei de Portugal e Algarve de 1433 até à sua morte.

Novo!!: Conde de Odemira e Duarte I de Portugal · Veja mais »

Duque de Cadaval

Duque de Cadaval, com Honras de Parente e tratamento de sobrinho d'El-Rei, é um título nobiliárquico criado por D. João IV, por Decreto de 26 de Abril de 1648, a favor de D. Nuno Álvares Pereira de Melo (1638-1727), filho de D. Francisco de Melo, 3.º marquês de Ferreira, um dos sustentáculos da Restauração de 1640.

Novo!!: Conde de Odemira e Duque de Cadaval · Veja mais »

Fernando I de Portugal

Fernando I (Coimbra, – Lisboa), apelidado de "o Formoso", "o Belo" e "o Inconstante", foi o Rei de Portugal e Algarve de 1367 até sua morte, o último monarca português da Casa de Borgonha.

Novo!!: Conde de Odemira e Fernando I de Portugal · Veja mais »

Francisco de Faro

Francisco de Faro pode referir-se a.

Novo!!: Conde de Odemira e Francisco de Faro · Veja mais »

Governadores portugueses de Ceuta

Esta é uma lista de capitães-gerais (governadores) de Ceuta sob o domínio português.

Novo!!: Conde de Odemira e Governadores portugueses de Ceuta · Veja mais »

Henrique II de Castela

Henrique II de Castela, o das Mercês (Sevilha, 13 de Janeiro de 1334 - Santo Domingo de la Calzada, La Rioja, 29 de Maio de 1379), foi rei de Castela, filho ilegítimo de Afonso XI de Castela e Leonor de Gusmão e como tal meio-irmão de Pedro I de Castela.

Novo!!: Conde de Odemira e Henrique II de Castela · Veja mais »

Isabel de Portugal, senhora de Viseu

D.

Novo!!: Conde de Odemira e Isabel de Portugal, senhora de Viseu · Veja mais »

Joana de Faro

D.

Novo!!: Conde de Odemira e Joana de Faro · Veja mais »

Lista de condados em Portugal

Esta é uma lista dos Condados criados em Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Lista de condados em Portugal · Veja mais »

Livro da Nobreza e Perfeiçam das Armas

O Livro da Nobreza e Perfeiçam das Armas é um manuscrito iluminado da autoria de António Godinho, escrivão da câmara de D. João III, décimo quinto rei de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Livro da Nobreza e Perfeiçam das Armas · Veja mais »

Livro do Armeiro-Mor

Livro do Armeiro-Mor, Armas do Rei de Portugal (fl 10r) O Livro do Armeiro-Mor é um manuscrito iluminado datado de 1509, durante o reino de D. Manuel I, décimo-quarto rei de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Livro do Armeiro-Mor · Veja mais »

Nuno Álvares Pereira de Melo, 1º Duque de Cadaval

Nuno Álvares Pereira de Melo (26 de abril de 1648 - 29 de janeiro de 1725), na Carta Régia de D. João IV de Portugal Duque de Cadaval.

Novo!!: Conde de Odemira e Nuno Álvares Pereira de Melo, 1º Duque de Cadaval · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Conde de Odemira e Portugal · Veja mais »

Rodrigo Afonso de Melo, Conde de Olivença

Rodrigo Afonso de Melo ou Rui de Melo, 1º e único Conde de Olivença, 4º Senhor de Ferreira de Aves e 3º Senhor de Arega (c. 1430 - 25 de Novembro de 1487) foi 1° Capitão, governador e regedor de Tânger, da sua conquista em 28 de Agosto de 1471 a aproximadamente 1484.

Novo!!: Conde de Odemira e Rodrigo Afonso de Melo, Conde de Olivença · Veja mais »

Sala de Sintra

O Rei Dom Manuel I fez reunir todos os brasões e insígnias existentes no reino para organizar e normatizar o uso de armas e da concessão de brasões.

Novo!!: Conde de Odemira e Sala de Sintra · Veja mais »

Sancho de Noronha, 1.º conde de Odemira

Sancho de Noronha (? - 6 de maio de 1471), D., foi um fidalgo e cavaleiro do Reino de Portugal.

Novo!!: Conde de Odemira e Sancho de Noronha, 1.º conde de Odemira · Veja mais »

Título nobiliárquico

Os títulos nobiliárquicos ou títulos de nobreza foram criados com o intuito de estabelecer uma relação de vassalagem entre o titular e o monarca, sendo alguns deles hereditários.

Novo!!: Conde de Odemira e Título nobiliárquico · Veja mais »

Thesouro de Nobreza

Armas dos Duques e Marqueses de Portugal (fl 23r) O Thesouro de Nobreza é um manuscrito datado de 1675, quando durante o reinado de D. Afonso VI, vigésimo segundo rei de Portugal, governava como Príncipe Regente o seu irmão, o futuro D. Pedro II.

Novo!!: Conde de Odemira e Thesouro de Nobreza · Veja mais »

1446

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XV do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Conde de Odemira e 1446 · Veja mais »

Redireciona aqui:

Conde de odemira, Condessa de Odemira.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »