Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Instalar
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Chefe militar

Índice Chefe militar

Estátua de Pier Gerlofs Donia, autointitulado "Rei de todos os frísios". Famoso rebelde, chefe militar e combatente da liberdade, de tamanho e força lendários. Chefe militar ou senhor da guerra (do inglês warlord) são expressões utilizadas para se referir a uma pessoa com poder de controle militar de facto sobre uma área subnacional, devido ao fato de as forças armadas obedecerem ao chefe militar e não à autoridade central.

39 relações: Afeganistão, Arma, Autoridade, Brasil, Casa de Habsburgo, Caudilhismo, Chechênia, China, Correio Braziliense, De facto, Decapitação, Ditadura militar, Estado falido, Feudalismo, Forças armadas, Frísios, Guerra, Guerreiro (DC Comics), Japão, Língua alemã, Língua inglesa, Lord of War, Militarismo, Myanmar, Países Baixos, Paquistão, Período Sengoku, Pier Gerlofs Donia, Portugal, República Democrática do Congo, Senhores da guerra da China, Somália, Taiwan, Três Reinos, Wijerd Jelckama, Yuan Shikai, 2002, 2005, 27 de janeiro.

Afeganistão

O Afeganistão (em e:, Afġānistān), oficialmente República Islâmica do Afeganistão é um Estado soberano sem litoral, localizado no centro da Ásia, estando na encruzilhada entre o Sul da Ásia, a Ásia Central e a Ásia Ocidental.

Novo!!: Chefe militar e Afeganistão · Veja mais »

Arma

Qualquer objeto pode ser utilizado como uma Arma quando usado para atacar ou ameaçar um ser bem como para autodefesa.

Novo!!: Chefe militar e Arma · Veja mais »

Autoridade

Autoridade (do termo latino auctoritate) é um sinônimo de poder.

Novo!!: Chefe militar e Autoridade · Veja mais »

Brasil

Brasil (pronuncia-se localmente A vocalização do no fim das sílabas geralmente só não acontece em dialetos influenciados pelos vizinhos falantes da língua castelhana, como na pampa rio-grandense – –, entretanto, em dialetos conservadores do interior do planalto, comumente referidos por caipira, o novo semivogal é um rótico retroflexo, fone herdado de línguas indígenas macro-jê, e não lábio-velar, daí, hoje muito menos comum por pressão sociolinguística da variedade de prestígio. Em todas, assume-se uma prosódia de conversa cotidiana. Em uma prosódia mais clara e formal, como a midiática, geralmente usa-se. Esta mudança de pronúncia da vogal átona pré-tônica não ocorre nas variedades de outros países falantes da língua portuguesa, que conservam a redução de para, para e para considerada mais coloquial no Brasil.), oficialmente República Federativa do Brasil, é o maior país da América do Sul e da região da América Latina, sendo o quinto maior do mundo em área territorial (equivalente a 47% do território sul-americano) e sexto em população (com mais de 200 milhões de habitantes).

Novo!!: Chefe militar e Brasil · Veja mais »

Casa de Habsburgo

A Casa de Habsburgo (Haus von Habsburg) também conhecida por Casa da Áustria ou Casa d'Áustria, é uma família nobre europeia que foi uma das mais importantes e influentes da história da Europa do ao.

Novo!!: Chefe militar e Casa de Habsburgo · Veja mais »

Caudilhismo

Caudilhismo é o exercício do poder político caracterizado pelo agrupamento de uma comunidade em torno do caudilho.

Novo!!: Chefe militar e Caudilhismo · Veja mais »

Chechênia

250px (em russo: Чечня́, transl. Tchetchniá; em checheno: Нохчийн, Noxçiyn ou Нохчийчоь, Noxçiyçö) é o nome que se dá à região do Cáucaso onde está localizada a República da Chechênia (em checheno: Нохчийн Республика, Noxçiyn Respublika, em russo: Чече́нская Респу́блика, Tchetchénskaya Riespúblika), uma das repúblicas da Federação da Rússia.

Novo!!: Chefe militar e Chechênia · Veja mais »

China

República Popular da China (RPC), também conhecida simplesmente como China, é o maior país da Ásia Oriental e o mais populoso do mundo, com mais de 1,38 bilhão de habitantes, quase um quinto da população da Terra.

Novo!!: Chefe militar e China · Veja mais »

Correio Braziliense

Correio Braziliense é um jornal brasileiro com sede em Brasília, Distrito Federal, pertencente aos Diários Associados, do qual faz parte outro jornal (Aqui DF), além das rádios Planalto e Clube FM, a TV Brasília e os portais Correio Braziliense e Correio Web.

Novo!!: Chefe militar e Correio Braziliense · Veja mais »

De facto

De facto (pronúncia) é uma expressão latina que significa "na prática", tendo como expressão antónima a de jure, que significa "pela lei" ou "na teoria".

Novo!!: Chefe militar e De facto · Veja mais »

Decapitação

A decapitação dos Santos Cosme e Damião, obra de Fra Angelico. Decapitação é a remoção da cabeça acidental ou intencionalmente de um ser vivo.

Novo!!: Chefe militar e Decapitação · Veja mais »

Ditadura militar

Uma ditadura militar ou regime militar é uma forma de governo autoritário onde o poder político é efetivamente controlado por militares.

Novo!!: Chefe militar e Ditadura militar · Veja mais »

Estado falido

Estado falido, Estado falhado ou Estado fracassado são termos políticos que designam um país no qual o governo é ineficaz e não mantém de fato o controle sobre o território, o que resultaria em altas taxas de criminalidade, corrupção extrema, um extenso mercado informal, poder judiciário ineficaz, interferência militar na política, além da presença de grupos armados paramilitares ou organizações terroristas controlando de fato parte ou todo o território.

Novo!!: Chefe militar e Estado falido · Veja mais »

Feudalismo

Rolando jura lealdade a Carlos Magno, a partir de um manuscrito do século XIV(?) O feudalismo foi um modo de organização social e político baseado nas relações servo-contratuais (servis).

Novo!!: Chefe militar e Feudalismo · Veja mais »

Forças armadas

As forças armadas de uma nação constituem o conjunto das suas organizações e forças de combate e de defesa.

Novo!!: Chefe militar e Forças armadas · Veja mais »

Frísios

Estátua de Pier Gerlofs Donia, combatente pela liberdade frísia conhecido como "O último rei de todos os frísios". Os frísios ou frisões (frisii) são mencionados pelo historiador romano Tácito em sua obra De Origine et situ Germanorum (c. 98).

Novo!!: Chefe militar e Frísios · Veja mais »

Guerra

Guerra é um confronto sujeito a interesses da disputa entre dois ou mais grupos distintos de indivíduos mais ou menos organizados, utilizando-se de armas para tentar derrotar o adversário.

Novo!!: Chefe militar e Guerra · Veja mais »

Guerreiro (DC Comics)

O Guerreiro (Warlord, no original) é um personagem da DC Comics criado por Mike Grell.

Novo!!: Chefe militar e Guerreiro (DC Comics) · Veja mais »

Japão

Japão (Nihon ou Nippon; oficialmente 日本国, ou Nihon koku) é um país insular da Ásia Oriental.

Novo!!: Chefe militar e Japão · Veja mais »

Língua alemã

Alemão (Deutsch) é uma língua germânica ocidental que é falada principalmente na Europa Central.

Novo!!: Chefe militar e Língua alemã · Veja mais »

Língua inglesa

Inglês (English) é uma língua germânica ocidental que surgiu nos reinos anglo-saxônicos da Inglaterra e se espalhou para o que viria a tornar-se o sudeste da Escócia, sob a influência do reino anglo medieval da Nortúmbria.

Novo!!: Chefe militar e Língua inglesa · Veja mais »

Lord of War

Lord of War (no Brasil, O Senhor das Armas; em Portugal, O Senhor da Guerra) é um filme de guerra policial americano de 2005, escrito, produzido e dirigido por Andrew Niccol, co-produzido e estrelado por Nicolas Cage.

Novo!!: Chefe militar e Lord of War · Veja mais »

Militarismo

Militarismo ou ideologia militarista sociedade é mais bem servida (ou servida de maneira mais eficiente) quando governada ou guiada por conceitos ou pessoas oriundos da cultura, doutrina e sistema militares.

Novo!!: Chefe militar e Militarismo · Veja mais »

Myanmar

MyanmarNome também grafado em português nas seguintes variações: Mianmar, Mianmá e Miamar.

Novo!!: Chefe militar e Myanmar · Veja mais »

Países Baixos

Os Países Baixos (literalmente "país baixo"), também conhecidos como Holanda (ver abaixo), são uma nação constituinte do Reino dos Países Baixos localizada na Europa ocidental.

Novo!!: Chefe militar e Países Baixos · Veja mais »

Paquistão

Paquistão (پاكستان), oficialmente República Islâmica do Paquistão (اسلامی جمہوریۂ پاكستان), é um país soberano do Sul da Ásia.

Novo!!: Chefe militar e Paquistão · Veja mais »

Período Sengoku

O período Sengoku (japonês: 戦国時代, sengoku jidai, lit. "Período dos Estados Beligerantes") foi uma das fases mais conturbadas e instáveis da história do Japão, marcada por constantes guerras.

Novo!!: Chefe militar e Período Sengoku · Veja mais »

Pier Gerlofs Donia

Pier Gerlofs Donia (—) foi um guerreiro, pirata e rebelde frísio.

Novo!!: Chefe militar e Pier Gerlofs Donia · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Chefe militar e Portugal · Veja mais »

República Democrática do Congo

A República Democrática do Congo, denominada, entre 1971 e 1997, República do Zaire, e por vezes designada como RDC, RD Congo, Congo, R.D. ou Congo-Kinshasa para diferenciá-la da vizinha República do Congo (que também é chamada Congo-Brazzaville ou Congo-Brazavile) é um país da África Central.

Novo!!: Chefe militar e República Democrática do Congo · Veja mais »

Senhores da guerra da China

A Era dos Senhores da Guerra na China é o período na história da República da China, de 1916 a 1928, quando o país foi dividido entre chefes militares, uma divisão que continuou até a queda do governo nacionalista nas regiões da China continental de Sichuan, Shanxi, Qinghai, Ningxia, Guangdong, Guangxi, Gansu, Yunnan, e em Xinjiang.

Novo!!: Chefe militar e Senhores da guerra da China · Veja mais »

Somália

Somália (em somali: Soomaaliya; الصومال, transl.), oficialmente República Federal da Somália (em somali: Jamhuuriyadda Federaalka Soomaaliya; جمهورية الصومال الفدرالية, transl.) e anteriormente conhecida como República Somaliana e como República Democrática da Somália, é um país localizado no Chife da África.

Novo!!: Chefe militar e Somália · Veja mais »

Taiwan

Taiwan (em chinês: 臺灣 ou 台灣 (tradicional), 台湾 (simplificado)), oficialmente República da China (RC), é um Estado insular localizado na Ásia Oriental, que evoluiu de um regime unipartidário com reconhecimento mundial e jurisdição plena sobre toda a China para uma democracia com reconhecimento internacional limitado e com competência apenas sobre a ilha Formosa e outras ilhas menores, apesar de usufruir de relações de facto com muitos outros países.

Novo!!: Chefe militar e Taiwan · Veja mais »

Três Reinos

O período dos Três Reinos (pinyin: Sānguó) é um período na história da China, parte de uma era da desunião chamada Seis Dinastias.

Novo!!: Chefe militar e Três Reinos · Veja mais »

Wijerd Jelckama

Wijerd Jelckama (alternativamente escrito Wierd e Wijard Eekhoff, W.(1851). Beknopte geschiedenis van Friesland (em neerlandês). Leeuwarden: W. Eekhoff. 138-139. (c. 1490 - 1523), apelidado groote Wierd,"Groote" (neerlandês antigo; contemporaneamente escreve-se "grote") que pode significar alto\de ossos largos\constituição pesada e/ou grande. foi um guerreiro frísio, comandante militar e membro do Arumer Zwarte Hoop ("Bando Negro de Arum"). Era o sobrinho de Pier Gerlofs Donia (também conhecido como Grutte Pier) e lutou ao seu lado contra os invasores saxões e holandeses. Jelckama assumiu o posto do tio como combatente da liberdade após a morte dele, em 1520. O autor Wopke Eekhoff descreveu Jelckama como sendo tão robusto quanto o gigante Donia, este com, supostamente, 2 metros e 15 centímetros de altura, no mínimo, e forte o bastante para levantar um cavalo de 450 quilos por sobre a cabeça. Grutte Pier e Wijerd lutaram contra os guerreiros da Baixa Saxônia que ocuparam a Frísia. Eles lideraram as forças que capturaram Medemblik e sitiaram o castelo de Midelburgo. Participou também de batalhas ao mar, inclusive uma na qual seu tio capturou 28 navios dos Países Baixos e ficou conhecido como "Cruz dos holandeses". Além da porção de terra ocupada pelos saxões, partes da Frísia foram conquistadas pela Dinamarca, Holanda e ducados locais. O objetivo de Donia e Jelckama era livrar a Frísia da dominação estrangeira e conseguir a independência. Eles obtiveram algum sucesso, mas foram perdendo batalhas após a saúde de Donia ter piorado, em 1519. Com a morte dele, em 1520, Jelckama assumiu o comando dos rebeldes frísios e continuou a lutar, desta vez contra os Burgúndios. No entanto, foi menos bem-sucedido do que seu tio e acabou derrotado e posteriormente decapitado, em 1523, junto com as forças frísias e guéldrias remanescentes. A execução aconteceu publicamente em Leeuwarden e exigiu quatro golpes do executor para remover a cabeça de Jelckama de seu pescoço extremamente grosso. Categoria:Militares dos Países Baixos Categoria:Mortos em 1523 Categoria:Mortes por decapitação.

Novo!!: Chefe militar e Wijerd Jelckama · Veja mais »

Yuan Shikai

Yuan Shikai (chinês tradicional: 袁世凯, chinês simplificado: 袁世凯, pinyin: Yuan Shìkǎi, Wade-Giles: Yuan Shih-k'ai) (16 de setembro de 1859 - 6 de junho de 1916) foi um importante general e político chinês durante o final da Dinastia Qing e nos primórdios da República da China pelo seu papel nos acontecimentos que antecederam na abdicação do último imperador da China, o seu regime autocrático, como primeiro Presidente da República da China, e sua curta tentativa de restaurar a monarquia chinesa, quando proclamou-se "Grande Imperador da China".

Novo!!: Chefe militar e Yuan Shikai · Veja mais »

2002

Foi designado como.

Novo!!: Chefe militar e 2002 · Veja mais »

2005

* Foi designado como.

Novo!!: Chefe militar e 2005 · Veja mais »

27 de janeiro

Sem descrição

Novo!!: Chefe militar e 27 de janeiro · Veja mais »

Redireciona aqui:

Senhor da guerra, Senhor de guerra, Senhores da guerra, Warlord, Warlordismo.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »