Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Cádi Ayyad

Índice Cádi Ayyad

Túmulo de Cádi Ayyad em Marraquexe Cádi Ayyad ou Qadi Ayyad ou Qadi Iyad, de nome completo Al Qâdî 'Iyâd Ibn Mûsâ Al Yahsûbî ou Abu al-Fadl Ayyad ibn Amr ibn Musa ibn Ayyad ibn Muhammad ibn Abdillah ibn Musa ibn Ayyad al-Yahsubi al-Sabti (Ceuta, 1083 — Marraquexe, 1149) foi um cádi (juiz islâmico) de origem andaluza, filiado na escola jurídica maliquita e à escola teológica.

27 relações: Al-Andalus, Andaluzia, Averróis, Árabes, Baza, Califado Almóada, Califado de Córdova, Cádi, Ceuta, Clã, Fez, Fiqh, Granada (Espanha), Iémen, Imame, Império Almorávida, Islão, Kairouan, Magrebe, Maliquismo, Maomé, Marraquexe, Mausoléu, Sete Santos de Marraquexe, Teologia, 1083, 1149.

Al-Andalus

Al-Andalus ou al-Ândalus cfr.

Novo!!: Cádi Ayyad e Al-Andalus · Veja mais »

Andaluzia

A Andaluzia é uma comunidade autônoma de Espanha.

Novo!!: Cádi Ayyad e Andaluzia · Veja mais »

Averróis

Abu al-Walid Muhammad ibn Ahmad ibn Muhammad ibn Rushd, em árabe أبو الوليد محمد بن احمد بن محمد بن احمد بن احمد بن رشد (Córdova, 1126 — Marraquexe, 1198), foi um polímata cuja obra abrange uma gama diversificada de assuntos, incluindo filosofia, teologia, medicina, astronomia, física, jurisprudência, direito islâmico e linguística.

Novo!!: Cádi Ayyad e Averróis · Veja mais »

Árabes

Os árabes são um grupo étnico nativo que habita principalmente o Oriente Médio e a África setentrional, originário da península Arábica, a qual é constituída majoritariamente por regiões desérticas.

Novo!!: Cádi Ayyad e Árabes · Veja mais »

Baza

Baza é um município da Espanha na província de Granada, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 545 km² com população de 22718 habitantes (2007) e densidade populacional de 41,68 hab./km².

Novo!!: Cádi Ayyad e Baza · Veja mais »

Califado Almóada

O Califado Almóada (ou Almôada, ou Almôade) foi uma potência religiosa berbere governada pela quinta dinastia moura, tendo se destacado do até meados do.

Novo!!: Cádi Ayyad e Califado Almóada · Veja mais »

Califado de Córdova

O Califado de Córdova (929 – 1031) foi a forma de governo islâmico que dominou a maior parte da Península Ibérica e do Norte de África com capital em Córdova.

Novo!!: Cádi Ayyad e Califado de Córdova · Veja mais »

Cádi

Um cádi ou qadí (قاضي) é um juiz muçulmano que julga segundo a charia, o direito religioso islâmico.

Novo!!: Cádi Ayyad e Cádi · Veja mais »

Ceuta

Mapa de Ceuta Ceuta é uma cidade autónoma de Espanha situada na margem africana da desembocadura oriental do estreito de Gibraltar, na pequena península de Almina, em frente a Algeciras e ao território britânico de Gibraltar, situadas no lado oposto do estreito.

Novo!!: Cádi Ayyad e Ceuta · Veja mais »

Clã

Brasão de um clã polaco Um clã constitui-se num grupo de pessoas unidas por parentesco e linhagem e que é definido pela descendência de um ancestral comum.

Novo!!: Cádi Ayyad e Clã · Veja mais »

Fez

Fez (Fas; ⴼⴰⵙ; Fès) é uma cidade do centro-norte de Marrocos.

Novo!!: Cádi Ayyad e Fez · Veja mais »

Fiqh

Fiqh tit é a jurisprudência islâmica Encyclopædia Britannica e é constituída pelas decisões dos académicos islâmicos que dirigem as vidas dos muçulmanos.

Novo!!: Cádi Ayyad e Fiqh · Veja mais »

Granada (Espanha)

Granada é uma cidade e município espanhol, capital da homónima e da comarca da Veiga de Granada. Tem de área e em tinha habitantes. Em 2011, a área metropolitana de Granada tinha habitantes. A cidade situa-se na ampla depressão de Granada formada pelo rio Genil, para o qual confluem na cidade os rios Darro e Beiro. A planície fértil da Veiga de Granada é limitada pelas serras de Huétor, situado a nordeste da cidade, Tejeda, Almijara e Alhama a sudoeste e pela Serra Nevada a sudeste. Nesta última encontram-se as montanhas mais altas da Península Ibérica. A cidade destacou-se na história como capital dos reinos muçulmanos Zirida e Nasrida (séculos XIII a XV). Após a conquista pelos Reis Católicos em 1492, manteve-se como capital do reino castelhano de Granada, que mais não era que uma jurisdição territorial que perdurou até 1833, quando foi levada a cabo a divisão da Espanha em províncias que ainda vigora atualmente. O seu escudo municipal ostenta os títulos de "Mui nobre, mui leal, nomeada, grande, celebérrima e heroica cidade de Granada". Granada é sede da arquidiocese homónima, do “Tribunal Superior de Justiça da Andaluzia, Ceuta e Melilla” e do “Conselho Consultivo da Andaluzia”. Estes últimos são órgãos autonómicos da comunidade da Andaluzia, apesar da capital oficial ser Sevilha. Atualmente é um centro turístico importante, devido aos seus monumentos e à proximidade da estância de esqui, bem como da região histórica das Alpujarras e também da zona balnear mediterrânica conhecida como Costa Tropical. Dentre os seus numerosos monumentos, destaca-se a Alhambra, um dos célebres de Espanha, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO em 1984 juntamente com os vizinhos jardim do Generalife e bairro de Albaicín. A catedral é considerada a primeira igreja. Em 2007 a Universidade de Granada era a quarta maior universidade de Espanha em número de alunos e era um dos cinco destinos mais populares dos universitários do Erasmus. A cidade é servida pelo Aeroporto Federico García Lorca, situado 15 km a oeste do núcleo urbano. Foi inaugurado em 1973 e remodelado na década de 1990. Em 2007 serviu passageiros, mas desde então o tráfego tem vindo a diminuir e em 2011 teve passageiros.

Novo!!: Cádi Ayyad e Granada (Espanha) · Veja mais »

Iémen

O (em árabe اليَمَن, transl. al-Yaman) é um país árabe que ocupa a extremidade sudoeste da Península da Arábia.

Novo!!: Cádi Ayyad e Iémen · Veja mais »

Imame

Imame, imamo ou imã (إمام; plural: أئمة lit. "guia espiritual", "condutor") é um título muçulmano que designa o sacerdote encarregado de dirigir as preces na mesquita.

Novo!!: Cádi Ayyad e Imame · Veja mais »

Império Almorávida

Almorávidas (al-Murābiṭūn, sing. مرابط, Murābiṭ, "marabuto", espécie de ermitão muçulmano) foram originariamente uns monges-soldados saídos de grupos nómadas provenientes do Saara.

Novo!!: Cádi Ayyad e Império Almorávida · Veja mais »

Islão

Islamismo, (Islām), é uma religião abraâmica monoteísta articulada pelo Alcorão, um texto considerado pelos seus seguidores como a palavra literal de Deus (Alá, Allāh), e pelos ensinamentos e exemplos normativos (a chamada suna, parte do hádice) de Maomé, considerado pelos fiéis como o último profeta de Deus.

Novo!!: Cádi Ayyad e Islão · Veja mais »

Kairouan

Kairouan ou Cairuão (Al Qairawān; Kairouan) é uma cidade do centro-nordeste da Tunísia, capital da província homónima. O município tem de área e em 2004 tinha habitantes. Também é conhecida como "a cidade das 50 mesquitas", situa-se 165 km a sul de Tunes, 58 km a oeste de Sousse e da costa, 73 km a oeste de Monastir e 160 km a norte-noroeste de Sfax (distâncias por estrada). O seu rico património arquitectónico inclui a Grande Mesquita, com belas portas talhadas em madeira e arabescos de estuque e as 400 colunas de mármore e pórfiro da sala de orações, com inscrições fenícias, romanas e árabes e a Mesquita das Três Portas, entre outras. A almedina, com as suas muralhas imponentes e portas monumentais, abriga belas mesquitas, um antigo poço e centenas de lojas onde as famosas carpetes de Kairouan, de lã pura, são tecidas e vendidas, para além do artesanato em cobre, latão e couro e dos trajes tradicionais, a jebba e o burnous, com ou sem ricos ornamentos. Apesar da transferência da capital política para Tunes no, Kairouan continuou a desempenhar o papel de capital espiritual do Magrebe, com os seus treze séculos de cultura islâmica. A cidade foi inscrita pela UNESCO em 1988 na lista do Património da Humanidade.

Novo!!: Cádi Ayyad e Kairouan · Veja mais »

Magrebe

O Magrebe ou Magreb (em língua árabe, المغرب, Al-Maghrib, que significa "poente" ou "ocidente") é a região noroeste da África.

Novo!!: Cádi Ayyad e Magrebe · Veja mais »

Maliquismo

borda.

Novo!!: Cádi Ayyad e Maliquismo · Veja mais »

Maomé

Abul Alcacim Maomé ibne Abdalá ibne Abdal Mutalibe ibne Haxim (Abū al-Qāsim Muḥammad ibn ʿAbd Allāh ibn ʿAbd al-Muṭṭalib ibn Hāshim), mais conhecido somente como Maomé (Muḥammad, Mohammad ou Moḥammed; Meca, ca. 25 de Abril de 571 — Medina, 8 de Junho de 632) foi um líder religioso, político e militar árabe.

Novo!!: Cádi Ayyad e Maomé · Veja mais »

Marraquexe

XX da dita Porta da Cutubia Vista panorâmica parcial da cidade, com os seus característicos edifícios cor-de-rosa Marraquexe (Marrakech; Marrākuš; Meṛṛakec) é uma cidade do centro-sudoeste de Marrocos, situada perto do sopé norte da cordilheira do Alto Atlas. Conhecida como a "cidade vermelha", a "pérola do sul" ou a "porta do sul", é a capital da prefeitura homónima e da região de Marraquexe-Safim. e habitantes na prefeitura. É a quarta maior cidade do país, a seguir a Casablanca, Fez e Tânger. Situa-se 580 km a sudoeste de Tânger, 327 km a sudoeste de Rabate, 240 km a sudoeste de Casablanca e 246 km a nordeste de Agadir. É das chamadas quatro cidades imperiais de Marrocos (as outras são Fez, Mequinez e Rabate) e a que atrai mais turistas. A zona é habitada desde o Neolítico, quando agricultores berberes ali viviam, mas a cidade só foi fundada em 1062 por Abu Becre ibne Omar, um caudilho berbere primo do rei almorávida Iúçufe ibne Taxufine. No os Almorávidas construíram muitas madraças (escolas islâmicas) e mesquitas na cidade que apresentavam influências da arquitetura do al-Andalus (Ibéria muçulmana). As muralhas avermelhadas da cidade, construídas por Ali ibne Iúçufe em 1122-1123 e vários edifícios construídos em pedra igualmente avermelhada durante este período estão na origem de uma das suas alcunhas — "cidade vermelha" ou "cidade ocre". Marraquexe desenvolveu-se rapidamente e tornou-se um centro cultural, religioso e comercial para o Magrebe e para a região subsariana de África. A praça Jemaa el-Fna ainda hoje é a mais movimentada e animada de África; em 2001 foi inscrita nas listas do Património Cultural Imaterial da Humanidade. Depois de um período de declínio, a cidade foi ultrapassada por Fez, mas no princípio do tornou-se novamente a capital de Marrocos. Marraquexe ganhou de nova a sua proeminência durante os reinado dos ricos sultões saadianos Abu Abdalá Alcaim e, que a embelezaram com sumptuosos palácios como o el Badi (1578) e restauraram muitos monumentos em ruínas. A partir do, a cidade tornou-se popular entre os peregrinos sufistas devido a nele se situarem os túmulos dos chamados Sete Santos de Marraquexe. À semelhança de muitas cidades marroquinas, Marraquexe tem uma parte antiga (ou almedina), correspondente à cidade primitiva, cercada de muralhas, fortificada, com ruas pejadas de lojas e vendedores de rua, rodeada por bairros modernos, nomeadamente Gueliz, o mais elegante deles, situado junto ao centro. A almedina de Marraquexe está classificada como Património Mundial desde 1985. A cidade é atualmente um importante centro económico e um destino turístico de fama mundial. Marraquexe tem também o maior maior soco (suq, mercado tradicional) berbere, com os 18 socos especializados que se concentram na almedina, onde se vendem e por vezes também se fabricam os mais variados produtos, que vão desde os tapetes tradicionais berberes até à eletrónica de consumo moderna. O artesanato ocupa uma parte significativa da população, e a sua produção destina-se principalmente aos turistas.

Novo!!: Cádi Ayyad e Marraquexe · Veja mais »

Mausoléu

Um mausoléu é uma tumba grandiosa, normalmente construída para um líder ou figura importante que morrera.

Novo!!: Cádi Ayyad e Mausoléu · Veja mais »

Sete Santos de Marraquexe

al-Jazuli) Sete Santos de Marraquexe ou Sab´atu Rijal é a designação dada a sete eruditos e santos sufis muçulmanos ligados à cidade de Marraquexe ou que ali têm os seus mausoléus.

Novo!!: Cádi Ayyad e Sete Santos de Marraquexe · Veja mais »

Teologia

Teologia é o estudo crítico da natureza do divino, seus atributos e sua relação com os homens.

Novo!!: Cádi Ayyad e Teologia · Veja mais »

1083

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XI do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi A (52 semanas), teve início a um domingo e terminou também a um domingo.

Novo!!: Cádi Ayyad e 1083 · Veja mais »

1149

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XII do Calendário Juliano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Cádi Ayyad e 1149 · Veja mais »

Redireciona aqui:

Abu al-Fadl Ayyad, Al Qadi Ayyad, Al Qadi Ayyad al-Yahsubi, Al Qadi Iyad, Al Qadi Iyyad, Al Qadi Iyyad al-Yahsubi, Al Qâdî 'Iyâd, Al-Qadi Ayyad, Al-Qadi Ayyad al-Yahsubi, Al-Qadi Iyyad, Al-Qadi Iyyad al-Yahsubi, Ayyad ibn Musa, Cadi Ayyad, Kadi Iyad, Qadi Ayyad, Qadi Iyad, Qadi Iyyad, Sidi al-Qadi Ayyad, Sidi al-Qadi Iyyad, Sidi al-Qadi Iyyad al-Yahsubi.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »