Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
 

Alberto Pimentel

Índice Alberto Pimentel

Alberto Augusto de Almeida Pimentel (Cedofeita, 14 de AbrilPIMENTEL, Alberto. Manhãs de Cascais. Lisboa: Livraria Ferin, 1893. 116 p. de 1849 — Queluz, 19 de Julho de 1925) foi um prolífero escritor portuense da segunda metade do século XIX.

34 relações: António Maria Pereira, António Ribeiro Chiado, Arte Musical, Álvaro Vaz de Almada, Biografia, Branco e Negro, Camilo Castelo Branco, Cânone, Cedofeita, Dramaturgia, Esperança (jornal), Hemeroteca Municipal de Lisboa, Ilustração Portuguesa (1884), Inocêncio Francisco da Silva, Júlio César Machado, Júlio Dinis, João Cristino da Silva, Noites de Sintra, O Anel Misterioso, Parceria A. M. Pereira, Poesia, Político, Porto, Portugal, Queluz, Revista do Conservatório Real de Lisboa, Romance, Semana de Lisboa, Tiro e Sport, Tradução, 14 de abril, 1849, 19 de julho, 1925.

António Maria Pereira

António Maria Pereira ComC (Lisboa, 12 de Fevereiro de 1924 — Lisboa, 28 de Janeiro de 2009) foi um advogado português.

Novo!!: Alberto Pimentel e António Maria Pereira · Veja mais »

António Ribeiro Chiado

António Ribeiro, O.F., conhecido por "O Chiado" ou "O Poeta Chiado" (Évora, 1520? - Lisboa, 1591).

Novo!!: Alberto Pimentel e António Ribeiro Chiado · Veja mais »

Arte Musical

A Arte Musical da autoria de Michel'Angelo Lambertini e Ernesto Vieira foi publicada em Lisboa entre 1898 e 1915 (17 anos de existência) sendo seu propósito primordial: “contribuir para a cultura e o desenvolvimento da Arte, dar todo o apoio aos artistas tornando-os conhecidos do público, ser justo e imparcial, trazer os leitores ao corrente do que se passa lá fora em matéria de arte musical”.

Novo!!: Alberto Pimentel e Arte Musical · Veja mais »

Álvaro Vaz de Almada

Álvaro Vaz de Almada ou Álvaro Vasques de Almada KG (1390 - 20 de Maio de 1449), valido do infante D. Pedro, foi o primeiro conde de Abranches (no original francês Avranches, mas, sempre dito Abranches em Portugal, nomeadamente na carta de reconhecimento do título. Ainda assim é possível encontrá-lo em escritos antigos como Davarans ou Abranxes e até no estrangeiro como Branches, sem o A inicial.) Foi dos únicos estrangeiros que não da realeza a ser agraciado cavaleiro da Ordem da Jarreteira, a mais nobre ordem da Inglaterra.

Novo!!: Alberto Pimentel e Álvaro Vaz de Almada · Veja mais »

Biografia

A Biografia (do grego antigo: βιογραφία, de βíος - bíos, vida e γράφειν – gráphein, escrever) é um gênero literário em que o autor narra a história da vida de uma pessoa ou de várias pessoas.

Novo!!: Alberto Pimentel e Biografia · Veja mais »

Branco e Negro

Branco e Negro: Semanário Ilustrado publicou-se em Lisboa entre 1896 e 1898 sob a direção de António Maria Pereira, ele próprio proprietário da livraria / editora com o seu nome.

Novo!!: Alberto Pimentel e Branco e Negro · Veja mais »

Camilo Castelo Branco

Camilo Castelo Branco (Mártires, Lisboa, 16 de Março de 1825 — Vila Nova de Famalicão, São Miguel de Seide, 1 de Junho de 1890) foi um escritor português, romancista, cronista, crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor.

Novo!!: Alberto Pimentel e Camilo Castelo Branco · Veja mais »

Cânone

Um cânone ou cânon é um termo que deriva da palavra grega κανόνας, que designa uma vara utilizada como instrumento de medida, e que normalmente se caracteriza como um conjunto de regras (ou, frequentemente, como um conjunto de modelos) sobre um determinado assunto.

Novo!!: Alberto Pimentel e Cânone · Veja mais »

Cedofeita

Cedofeita é uma antiga freguesia portuguesa do concelho do Porto que, pela Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro, foi integrada na União das Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória.

Novo!!: Alberto Pimentel e Cedofeita · Veja mais »

Dramaturgia

Dramaturgia é o ofício de elaborar um texto com o objetivo de transportá-lo para os palcos, apresentando diante de um público as ideias contidas nesta obra.

Novo!!: Alberto Pimentel e Dramaturgia · Veja mais »

Esperança (jornal)

Esperança, semanario de recreio litterário Dedicado ás Damas publicou-se em fascículos, no Porto, em 1865 e 2866.

Novo!!: Alberto Pimentel e Esperança (jornal) · Veja mais »

Hemeroteca Municipal de Lisboa

A Hemeroteca Municipal de Lisboa é uma biblioteca onde são preservadas, catalogadas, estudadas e consultadas as publicações em série e as séries monográficas editadas em Portugal.

Novo!!: Alberto Pimentel e Hemeroteca Municipal de Lisboa · Veja mais »

Ilustração Portuguesa (1884)

A Ilustração Portuguesa publicou-se, semanalmente, entre julho de 1884 e outubro de 1890, totalizando 260 números, em cinco anos de existência tendo como editor Pedro Correia da Silva.

Novo!!: Alberto Pimentel e Ilustração Portuguesa (1884) · Veja mais »

Inocêncio Francisco da Silva

Inocêncio Francisco da Silva (São Mamede (Lisboa), 1810 – São Mamede (Lisboa), 27 de junho de 1876), muitas vezes referido apenas por Innocencio (como era escrito na época), foi o mais destacado bibliógrafo lusófono, reunindo toda a informação disponível sobre autores de língua portuguesa até meados do século XIX.

Novo!!: Alberto Pimentel e Inocêncio Francisco da Silva · Veja mais »

Júlio César Machado

Júlio César Machado, (Lisboa, 1 de Outubro de 1835 – idem, 12 de Janeiro de 1890) foi um escritor português do século XIX.

Novo!!: Alberto Pimentel e Júlio César Machado · Veja mais »

Júlio Dinis

Joaquim Guilherme Gomes Coelho (Porto, — Porto) foi um médico e escritor português.

Novo!!: Alberto Pimentel e Júlio Dinis · Veja mais »

João Cristino da Silva

João Cristino da Silva (Lisboa, 24 de julho de 1829 — Lisboa, 12 de maio de 1877),Arte Portuguesa do Século XIX publicado pelo Instituto Português do Património Cultural em 1988 foi um pintor português da época romântica.

Novo!!: Alberto Pimentel e João Cristino da Silva · Veja mais »

Noites de Sintra

Noites de Sintra (originalmente publicada com o título Noites de Cintra) é o título de um livro de contos português escrito por Alberto Pimentel, e publicado pela primeira vez em 1892.

Novo!!: Alberto Pimentel e Noites de Sintra · Veja mais »

O Anel Misterioso

O Anel Misterioso: cenas da guerra peninsular é o título de um romance original português escrito por Alberto Pimentel, e publicado pela primeira vez em 1873.

Novo!!: Alberto Pimentel e O Anel Misterioso · Veja mais »

Parceria A. M. Pereira

A Parceria A. M. Pereira é uma editora portuguesa, fundada em 1848 por António Maria Pereira, na época sob o nome Livraria António Maria Pereira.

Novo!!: Alberto Pimentel e Parceria A. M. Pereira · Veja mais »

Poesia

A poesia, ou texto lírico, é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos ou críticos, ou seja, ela retrata algo em que tudo pode acontecer dependendo da imaginação do autor como a do leitor.

Novo!!: Alberto Pimentel e Poesia · Veja mais »

Político

francês Um político (do grego transliterado politikós) ou estadista é quem se ocupa da política.

Novo!!: Alberto Pimentel e Político · Veja mais »

Porto

Porto OTE é a segunda cidade e o quarto município mais populoso de Portugal, situada no noroeste do país e capital da Área Metropolitana do Porto (NUTS III e área metropolitana), da região Norte (NUTS II) e do Distrito do Porto.

Novo!!: Alberto Pimentel e Porto · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense,  estabelecido no século XI por Vímara Peres, um vassalo do rei das Astúrias. O condado tornou-se parte do Reino de León em 1097, e os condes de Portugal estabeleceram-se como governantes independentes do reino no século XII, após a batalha de São Mamede. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Alberto Pimentel e Portugal · Veja mais »

Queluz

Sem descrição

Novo!!: Alberto Pimentel e Queluz · Veja mais »

Revista do Conservatório Real de Lisboa

Revista do Conservatório Real de Lisboa editou-se em 1842, tendo como presidente perpétuo o D. Fernando II, o rei artista.

Novo!!: Alberto Pimentel e Revista do Conservatório Real de Lisboa · Veja mais »

Romance

O termo romance (do latim romanice: "em língua românica", através do provençal romans) pode referir-se a dois gêneros literários.

Novo!!: Alberto Pimentel e Romance · Veja mais »

Semana de Lisboa

A semana de Lisboa: suplemento do Jornal do Comércio publicou-se em Lisboa entre 1893 e 1895, distribuída de forma gratuita aos assinantes do Jornal do Comércio.

Novo!!: Alberto Pimentel e Semana de Lisboa · Veja mais »

Tiro e Sport

Tiro e Sport: revista de educação física e atualidades nasce em janeiro de 1904 no seguimento do Tiro Civil, quando este se funde com a Revista de Sport.

Novo!!: Alberto Pimentel e Tiro e Sport · Veja mais »

Tradução

Tradução é uma atividade que abrange a interpretação de David Levithan.

Novo!!: Alberto Pimentel e Tradução · Veja mais »

14 de abril

Sem descrição

Novo!!: Alberto Pimentel e 14 de abril · Veja mais »

1849

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIX do Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Alberto Pimentel e 1849 · Veja mais »

19 de julho

Sem descrição

Novo!!: Alberto Pimentel e 19 de julho · Veja mais »

1925

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XX do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: Alberto Pimentel e 1925 · Veja mais »

Redireciona aqui:

Alberto Augusto de Almeida Pimentel.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »