Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Instalar
Acesso mais rápido do que o navegador!
E sem anúncios!

Francisco Manuel de Melo

Francisco Manuel de Melo (Lisboa, 23 de Novembro de 1608 – Lisboa, Alcântara, 24 de Agosto ou 13 de Outubro de 1666) foi um escritor, político e militar português, ainda que pertença, de igual modo, à história literária, política e militar da Espanha.

113 relações: Afonso VI de Portugal, Agostinho de Hipona, Alcalá de Henares, Alcântara (Lisboa), António Ribeiro Chiado, Apólogo, Auto, África, Écloga, Barroco, Bartolomeu Perestrelo, Bernardim Ribeiro, Brasil, Cabala, Camilo Castelo Branco, Camponês, Caparica, Carta de Guia de Casados, Casa Real, Casamento, Catalunha, Cavaleiro, Companhia de Jesus, Cosmopolitismo, Duarte Nunes de Leão, Epistolografia, Escritor, Espanha, Félix Lope de Vega, Fidalgo, Filipe IV de Espanha, Flandres, Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat, Fortim de São Filipe, Francisco de Assis, Francisco de Melo Manuel, Francisco de Quevedo, Gil Vicente, Golfo da Biscaia, Gregório Taumaturgo de Castelo Branco, Guerra, Haia, História, Ilha da Madeira, Inglaterra, João Gonçalves Zarco, João IV de Portugal, Jorge Ferreira de Vasconcelos, Junta dos Três Estados, Lenda de Machim, ..., Lisboa, Literatura, Londres, Luís de Camões, Lyon, Maneirismo, Manuel de Meneses (cronista-mor), Mar Mediterrâneo, Margarida de Valois, Matemática, Molière, Morte, Ocultismo, Ordem de Cristo, Paris, Poesia, Política, Portugal, Praça do Comércio, Provérbio, Redondilha, Renascimento, Restauração, Revolta do Manuelinho, Roma, Romance, Salvador (Bahia), Sá de Miranda, Sátira, Século XVI, Soneto, Swashbuckler, Tácito, Teatro, Tragédia, Trova, 13 de outubro, 1608, 1627, 1628, 1629, 1631, 1637, 1639, 1641, 1644, 1645, 1647, 1648, 1649, 1654, 1655, 1657, 1658, 1660, 1664, 1665, 1666, 1721, 1724, 1875, 23 de novembro, 24 de agosto. Expandir índice (63 mais) »

Afonso VI de Portugal

Afonso VI (Lisboa, – Sintra), apelidado de "o Vitorioso", foi o Rei de Portugal e Algarves de 1656 até sua morte, o segundo monarca português da Casa de Bragança.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Afonso VI de Portugal · Veja mais »

Agostinho de Hipona

Agostinho de Hipona (Aurelius Augustinus Hipponensis), conhecido universalmente como Santo Agostinho, foi um dos mais importantes teólogos e filósofos dos primeiros anos do cristianismo cujas obras foram muito influentes no desenvolvimento do cristianismo e filosofia ocidental.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Agostinho de Hipona · Veja mais »

Alcalá de Henares

Alcalá de Henares é um município da Espanha na província e comunidade autónoma de Madrid.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Alcalá de Henares · Veja mais »

Alcântara (Lisboa)

Alcântara é uma freguesia portuguesa do concelho de Lisboa, pertencente à Zona Ocidental da capital, com de área e habitantes (2011).

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Alcântara (Lisboa) · Veja mais »

António Ribeiro Chiado

António Ribeiro, O.F., conhecido por "O Chiado" ou "O Poeta Chiado" (Évora, 1520? - Lisboa, 1591).

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e António Ribeiro Chiado · Veja mais »

Apólogo

Apólogo é uma narrativa que busca ilustrar lições de sabedoria ou ética, através do uso de personalidades de índole diversa, imaginárias ou reais, com personagens na maioria das vezes inanimados.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Apólogo · Veja mais »

Auto

corte portuguesa Auto (do latim actu.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Auto · Veja mais »

África

A África é o terceiro continente mais extenso (atrás da Ásia e da América) com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados, cobrindo 20,3 % da área total da terra firme do planeta.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e África · Veja mais »

Écloga

Écloga é um pequeno poema pastoral que apresenta, na maioria das vezes, a forma de um diálogo entre pastores ou de um solilóquio.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Écloga · Veja mais »

Barroco

Pietro da Cortona: ''O triunfo da Divina Providência'', 1633-1639. Afresco em teto do Palazzo Barberini, Roma Barroco é o nome dado ao estilo artístico que floresceu entre o final do e meados do, inicialmente na Itália, difundindo-se em seguida pelos países católicos da Europa e da América, antes de atingir, em uma forma modificada, as áreas protestantes e alguns pontos do Oriente.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Barroco · Veja mais »

Bartolomeu Perestrelo

Bartolomeu Perestrelo (c. 1394 Porto Santo, c. 1457), fidalgo português, foi um dos povoadores do arquipélago da Madeira em 1419 ou 1420, juntamente com João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Bartolomeu Perestrelo · Veja mais »

Bernardim Ribeiro

Bernardim Ribeiro (Torrão, 1482? — 1552?) foi um escritor e poeta português renascentista.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Bernardim Ribeiro · Veja mais »

Brasil

Brasil (pronuncia-se localmente A vocalização do no fim das sílabas geralmente só não acontece em dialetos influenciados pelos vizinhos falantes da língua castelhana, como na pampa rio-grandense – –, entretanto, em dialetos conservadores do interior do planalto, comumente referidos por caipira, o novo semivogal é um rótico retroflexo, fone herdado de línguas indígenas macro-jê, e não lábio-velar, daí, hoje muito menos comum por pressão sociolinguística da variedade de prestígio. Em todas, assume-se uma prosódia de conversa cotidiana. Em uma prosódia mais clara e formal, como a midiática, geralmente usa-se. Esta mudança de pronúncia da vogal átona pré-tônica não ocorre nas variedades de outros países falantes da língua portuguesa, que conservam a redução de para, para e para considerada mais coloquial no Brasil.), oficialmente República Federativa do Brasil, é o maior país da América do Sul e da região da América Latina, sendo o quinto maior do mundo em área territorial (equivalente a 47% do território sul-americano) e população (com mais de 200 milhões de habitantes).

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Brasil · Veja mais »

Cabala

Kabbalah (קַבָּלָה, literalmente "receber/tradição"; também romanizada como Cabala, Qabbālâ, etc.; transliterações diferentes agora tendem a denotar tradições alternativas) é um método esotérico, disciplina e escola de pensamento que se originou no judaísmo.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Cabala · Veja mais »

Camilo Castelo Branco

Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco (Mártires, Lisboa, 16 de Março de 1825 — Vila Nova de Famalicão, São Miguel de Seide, 1 de Junho de 1890) foi um escritor português, romancista, cronista, crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Camilo Castelo Branco · Veja mais »

Camponês

O Campesinato, cujo indivíduo chama-se Camponês, é o conjunto de grupos sociais de base familiar que se dedica a atividades agrícolas, com graus diversos de autonomia.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Camponês · Veja mais »

Caparica

Caparica pode referir-se a: Freguesias do concelho português de Almada.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Caparica · Veja mais »

Carta de Guia de Casados

A Carta de Guia de Casados é uma das obras de autoria de D. Francisco Manuel de Melo, publicada em 1651 na oficina de Paulo Craesbeek em Lisboa.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Carta de Guia de Casados · Veja mais »

Casa Real

Casa Real é expressão de múltiplo sentido que tanto se refere ao local físico onde se aloja o rei, o seu palácio, como à realeza ou família real reinante de uma dinastia, a todo um conjunto de funcionários (servidores do rei e da sua família mais direta) que participavam na administração e funcionamento da referida casa.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Casa Real · Veja mais »

Casamento

Casamento ou é um vínculo estabelecido entre duas pessoas, mediante o reconhecimento governamental, cultural, religioso (vide casamento religioso) ou social e que pressupõe uma relação interpessoal de intimidade, cuja representação arquetípica é a coabitação, embora possa ser visto por muitos como um contrato.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Casamento · Veja mais »

Catalunha

Catalunha (em catalão Catalunya; em castelhano Cataluña; em occitano Catalonha) é uma comunidade autónoma da Espanha, situada a nordeste da península Ibérica.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Catalunha · Veja mais »

Cavaleiro

Museu Metropolitano de Arte, Nova Iorque. Um cavaleiro pode ter vários significados quase sempre associado às características nobres do cavalo e ao facto de o montar.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Cavaleiro · Veja mais »

Companhia de Jesus

A Companhia de Jesus (Societas Iesu, S. J.), cujos membros são conhecidos como jesuítas, é uma ordem religiosa fundada em 1534 por um grupo de estudantes da Universidade de Paris, liderados pelo basco Íñigo López de Loyola, conhecido posteriormente como Inácio de Loyola.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Companhia de Jesus · Veja mais »

Cosmopolitismo

O cosmopolitismo (sua etimologia vem do grego cosmopolita + -ismo) é um pensamento filosófico que despreza as fronteiras geográficas impostas pela sociedade considerando que a humanidade — ou, ao menos os cultos — segue as leis do Universo (cosmos) — isto é, considera os homens como formadores de uma única nação, não vendo diferenças entre as mesmas, avaliando o mundo como uma só pátria.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Cosmopolitismo · Veja mais »

Duarte Nunes de Leão

Duarte Nunes de Leão (Évora, 1530? — Lisboa, 1608) foi um jurista, gramático e historiador português.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Duarte Nunes de Leão · Veja mais »

Epistolografia

Epistolografia (do grego ἐπιστολή, "carta" e γραφία, "escrita") é a prática de escrever cartas com especial atenção ao ambiente cultural e à época.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Epistolografia · Veja mais »

Escritor

Escritor é uma pessoa que utiliza palavras escritas, com várias técnicas e uso de vários estilos, para comunicar ou passar ideias.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Escritor · Veja mais »

Espanha

Espanha (España), também conhecido como Reino de Espanha Reino de España ou Reino da Espanha, é um país situado na Europa meridional, na península Ibérica.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Espanha · Veja mais »

Félix Lope de Vega

Félix Lope de Vega y Carpio (Madrid, 25 de Novembro de 1562 – Madrid, 27 de Agosto de 1635) foi um dramaturgo, autor de peças teatrais e poeta espanhol.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Félix Lope de Vega · Veja mais »

Fidalgo

A palavra fidalgo, usada em Portugal e Espanha, surge da aglutinação de filho-de-algo, tendo a palavra sido importada de Castela a partir do século XV, quando o Rei D. Afonso V de Portugal mandou operar a reforma centralizadora da Casa Real Portuguesa, instituindo as moradias.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Fidalgo · Veja mais »

Filipe IV de Espanha

Filipe IV (Valladolid, – Madrid) foi o Rei da Espanha de 1621 até sua morte, e também Rei de Portugal e Algarves como Filipe III até o início da Guerra da Restauração em 1640.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Filipe IV de Espanha · Veja mais »

Flandres

A Flandres (em neerlandês Vlaanderen, em francês Flandre e em alemão Flandern) é a região norte da Bélgica, ao passo que a região sul do país é designada por Valónia.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Flandres · Veja mais »

Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat

O Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat localiza-se em posição dominante na ponta de Monte Serrat, à época do Brasil Colônia no limite norte da cidade de Salvador, atual rua da Boa Viagem, no litoral do estado da Bahia, no Brasil.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat · Veja mais »

Fortim de São Filipe

O Fortim de São Filipe localizava-se em posição dominante na ponta de Monte Serrat, então limite norte da cidade de Salvador, atual praia de Boa Viagem, no litoral do estado brasileiro da Bahia.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Fortim de São Filipe · Veja mais »

Francisco de Assis

Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis (Assis, 5 de julho de 1182 — 3 de outubro de 1226), foi um frade católico da Itália.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Francisco de Assis · Veja mais »

Francisco de Melo Manuel

Francisco de Melo Manuel (Lamego, 15 de Fevereiro de1626 - 9 de Setembro de 1678, Londres) alcaide-mor da cidade de Lamego, membro da Ordem de Cristo, trinchante Mor da Casa Real, embaixador na Holanda e Inglaterra, além de Poeta e pintor.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Francisco de Melo Manuel · Veja mais »

Francisco de Quevedo

Francisco Gómez de Quevedo y Santibáñez Villegas (Madrid, 14 de setembro de 1580 — Villanueva de los Infantes, 8 de setembro de 1645) foi um escritor do século de ouro espanhol.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Francisco de Quevedo · Veja mais »

Gil Vicente

Gil Vicente (c. 1465 — c. 1536) é considerado o primeiro grande dramaturgo português, além de poeta de renome.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Gil Vicente · Veja mais »

Golfo da Biscaia

A baía da Biscaia ou golfo da Biscaia (também golfo da Gasconha) é um golfo e uma zona do oceano Atlântico situado entre a costa norte da Espanha e a costa sudoeste da França.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Golfo da Biscaia · Veja mais »

Gregório Taumaturgo de Castelo Branco

Dom Gregório Taumaturgo de Castelo Branco (—) foi o terceiro conde de Vila Nova de Portimão, Guarda-mor da pessoa d'El-Rei D. João IV, e gentilhomem da camara do principe D. Teodosio.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Gregório Taumaturgo de Castelo Branco · Veja mais »

Guerra

Guerra é um confronto sujeito a interesses da disputa entre dois ou mais grupos distintos de indivíduos mais ou menos organizados, utilizando-se de armas para tentar derrotar o adversário.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Guerra · Veja mais »

Haia

A Haia (Den Haag,, ou, oficialmente, 's-Gravenhage) é a terceira mais populosa cidade dos Países Baixos (depois de Amesterdão e Roterdão), com uma população de 489 375 (2010) (população da área metropolitana: 600 000) e com uma área aproximada de 100 quilômetros quadrados.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Haia · Veja mais »

História

grego Nikolaos Gysis (1892). História (do grego antigo ἱστορία, transl.: historía, que significa "pesquisa", "conhecimento advindo da investigação") é a ciência que estuda o Homem e sua ação no tempo e no espaço, concomitante à análise de processos e eventos ocorridos no passado.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e História · Veja mais »

Ilha da Madeira

A ilha da Madeira é a principal ilha do arquipélago da Madeira, situado no oceano Atlântico, a sudoeste da costa portuguesa.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Ilha da Madeira · Veja mais »

Inglaterra

Inglaterra (England) é uma das nações constituintes do Reino Unido.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Inglaterra · Veja mais »

João Gonçalves Zarco

João Gonçalves Zarco (Portugal Continental, c. 1390 — Funchal, 21 de Novembro de 1471) foi um navegador português e cavaleiro fidalgo da Casa do Infante D. Henrique.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e João Gonçalves Zarco · Veja mais »

João IV de Portugal

João IV (Vila Viçosa, – Lisboa), apelidado de João, o Restaurador, foi o Rei de Portugal e Algarves de 1640 até à sua morte, e também Duque de Bragança entre 1630 e 1645.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e João IV de Portugal · Veja mais »

Jorge Ferreira de Vasconcelos

Jorge Ferreira de Vasconcelos (Lisboa/Coimbra?, 1515/1525? - 1585) foi um escritor, cortesão e comediógrafo português do Renascimento.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Jorge Ferreira de Vasconcelos · Veja mais »

Junta dos Três Estados

A Junta dos Três Estados era um dos órgãos da administração central portuguesa criado pelo rei D. João IV, em alvará de 1643, por imposição das Cortes no ano anterior,, para administrar os tributos lançados para custear as despesas militares decorrentes da Guerra da Restauração da Independência, entre Portugal e Espanha, provocada pela conspiração que, em 1 de Dezembro de 1640, pôs fim ao domínio filipino em Portugal.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Junta dos Três Estados · Veja mais »

Lenda de Machim

A lenda de Machim é uma tradição popular narrativa – essencialmente oral, embora com alguns registos escritos ao longo dos tempos – sobre a suposta descoberta da ilha da Madeira por Roberto Machim e o papel deste na origem do nome da localidade de Machico.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Lenda de Machim · Veja mais »

Lisboa

Lisboa GCTE é a capital de Portugal e a cidade mais populosa do país.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Lisboa · Veja mais »

Literatura

A Literatura é a arte de compor e expor escritos artísticos, em prosa ou em verso, de acordo com princípios teóricos e práticos; o exercício dessa arte ou da eloquência e poesia.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Literatura · Veja mais »

Londres

Londres (London) é a capital da Inglaterra e do Reino Unido.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Londres · Veja mais »

Luís de Camões

Luís Vaz de Camões (Lisboa,, — Lisboa, ou 1580) foi um poeta nacional de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura lusófona e um dos grandes poetas do Ocidente.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Luís de Camões · Veja mais »

Lyon

Lião, ou Lion (Lyon) é uma das maiores cidades francesas (segunda maior área urbana, terceiro maior município), capital da região Auvérnia-Ródano-Alpes e da Metrópole de Lyon, na junção do Ródano (Rhône) e do Saône.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Lyon · Veja mais »

Maneirismo

O Maneirismo foi um estilo e um movimento artístico que se desenvolveu na Europa aproximadamente entre 1515 e 1600 como uma revisão dos valores clássicos e naturalistas prestigiados pelo Humanismo renascentista e cristalizados na Alta Renascença.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Maneirismo · Veja mais »

Manuel de Meneses (cronista-mor)

Manuel de Meneses (Campo Maior, c. 1565 - Lisboa, 18 de Julho de 1628) foi um general da Armada Real, cronista-mor e cosmógrafo-mor de Portugal.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Manuel de Meneses (cronista-mor) · Veja mais »

Mar Mediterrâneo

O mar Mediterrâneo é um mar entre a Europa e a África, tendo abertura e comunicação direta com o Atlântico através do estreito de Gibraltar e o Oriente Médio como limite oriental.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Mar Mediterrâneo · Veja mais »

Margarida de Valois

Margarida de Valois (em francês: Marguerite; 14 de maio de 1553 - 27 de março de 1615), conhecida como Rainha Margot, foi uma filha da França, que tornou-se esposa de Henrique IV, rei da França, vindo a tornar-se, portanto, rainha da França.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Margarida de Valois · Veja mais »

Matemática

grego representado por Raphael em A Escola de Atenas. A matemática (do grego μάθημα, transl. máthēma, 'ciência', conhecimento' ou 'aprendizagem'; e μαθηματικός, transl. mathēmatikós, 'inclinado a aprender') é a ciência do raciocínio lógico e abstrato, que estuda quantidades, medidas, espaços, estruturas, variações e estatísticas.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Matemática · Veja mais »

Molière

Jean-Baptiste Poquelin, mais conhecido como Molière (Paris, 15 de janeiro de 1622 — Paris, 17 de Fevereiro de 1673), foi um dramaturgo francês, além de actor e encenador, considerado um dos mestres da comédia satírica.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Molière · Veja mais »

Morte

Morte (do latim mors), óbito (do latim obitu), falecimento (falecer+mento), passamento (passar+mento), ou ainda desencarne (deixar a carne), são sinônimos usados para se referir ao processo irreversível de cessamento das atividades biológicas necessárias à caracterização e manutenção da vida em um sistema outrora classificado como vivo.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Morte · Veja mais »

Ocultismo

Ocultismo (da palavra em latim occultus: "clandestino, escondido, secreto") é "o conhecimento do oculto".

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Ocultismo · Veja mais »

Ordem de Cristo

A Ordem de Nosso Senhor Jesus Cristo originalmente era uma ordem religiosa e militar, criada a 14 de março de 1319 pela bula pontifícia Ad ea ex-quibus do Papa João XXII, que, deste modo, atendia aos pedidos do rei Dom Dinis.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Ordem de Cristo · Veja mais »

Paris

Paris é a capital e a mais populosa cidade da França, bem como a capital da região administrativa de Ilha de França.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Paris · Veja mais »

Poesia

A poesia, ou texto lírico, é uma das sete artes tradicionais, pela qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos ou críticos, ou seja, ela retrata algo em que tudo pode acontecer dependendo da imaginação do autor como a do leitor.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Poesia · Veja mais »

Política

Política (do Grego: πολιτικός / politikos, significa "de, para, ou relacionado a grupos que integram a Pólis") denomina-se a arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados; a aplicação desta ciência aos assuntos internos da nação (política interna) ou aos assuntos externos (política externa).

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Política · Veja mais »

Portugal

Portugal, oficialmente República Portuguesa, é um país soberano unitário localizado no sudoeste da Europa, cujo território se situa na zona ocidental da Península Ibérica e em arquipélagos no Atlântico Norte. O território português tem uma área total de, sendo delimitado a norte e leste por Espanha e a sul e oeste pelo oceano Atlântico, compreendendo uma parte continental e duas regiões autónomas: os arquipélagos dos Açores e da Madeira. Portugal é a nação mais a ocidente do continente europeu. O nome do país provém da sua segunda maior cidade, Porto, cujo nome latino-celta era Portus Cale. O território dentro das fronteiras atuais da República Portuguesa tem sido continuamente povoado desde os tempos pré-históricos: ocupado por celtas, como os galaicos e os lusitanos, foi integrado na República Romana e mais tarde colonizado por povos germânicos, como os suevos e os visigodos. No século VIII, as terras foram conquistadas pelos mouros. Durante a Reconquista cristã foi formado o Condado Portucalense, primeiro como parte do Reino da Galiza e depois integrado no Reino de Leão. Com o estabelecimento do Reino de Portugal em 1139, cuja independência foi reconhecida em 1143. Em 1297 foram definidas as fronteiras no tratado de Alcanizes, tornando Portugal no mais antigo Estado-nação da Europa. Nos séculos XV e XVI, como resultado de pioneirismo na Era dos Descobrimentos (ver: descobrimentos portugueses), Portugal expandiu a influência ocidental e estabeleceu um império que incluía possessões na África, Ásia, Oceânia e América do Sul, tornando-se a potência económica, política e militar mais importante de todo o mundo. O Império Português foi o primeiro império global da História e também o mais duradouro dos impérios coloniais europeus, abrangendo quase 600 anos de existência, desde a conquista de Ceuta em 1415, até à transferência de soberania de Macau para a China em 1999. No entanto, a importância internacional do país foi bastante reduzida durante o século XIX, especialmente após a independência do Brasil, a sua maior colónia. Com a Revolução de 1910, a monarquia terminou, tendo desde 1139 até 1910, 34 monarcas. A Primeira República Portuguesa foi muito instável, devido ao elevado parlamentarismo. O regime deu lugar à ditadura militar devido a um levantamento em 28 de maio de 1926. Em 1933, um novo regime autoritário, o Estado Novo, presidido por Salazar até 1968, geriu o país até 25 de abril de 1974. A democracia representativa foi instaurada após a Revolução dos Cravos, em 1974, que terminou a Guerra Colonial Portuguesa. As províncias ultramarinas de Portugal tornaram-se independentes, sendo as mais proeminentes Angola e Moçambique. Portugal é um país desenvolvido, com um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado como muito elevado. O país foi classificado na 19.ª posição em qualidade de vida (em 2005), tem um dos melhores sistemas de saúde do planeta e é, também, uma das nações mais globalizadas e pacíficas do mundo. É membro da Organização das Nações Unidas (ONU), da União Europeia (incluindo a Zona Euro e o Espaço Schengen), da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Portugal também participa em diversas missões de manutenção de paz das Nações Unidas.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Portugal · Veja mais »

Praça do Comércio

A Praça do Comércio, mais conhecida por Terreiro do Paço, é uma praça da Baixa de Lisboa situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos e que hoje está parcialmente ocupada por alguns departamentos governamentais.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Praça do Comércio · Veja mais »

Provérbio

Provérbio pode referir-se a.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Provérbio · Veja mais »

Redondilha

Redondilha é o nome dado, a partir do século XVI, aos versos de cinco ou sete sílabas — a chamada medida velha.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Redondilha · Veja mais »

Renascimento

humanista e clássico. Renascimento, Renascença são os termos usados para identificar o período da História da Europa aproximadamente entre fins do século XIV e o fim do século XVII.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Renascimento · Veja mais »

Restauração

* Restauração (preservação) — conjunto de atividades que visam restabelecer danos decorrente do tempo.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Restauração · Veja mais »

Revolta do Manuelinho

A Revolta do Manuelinho, ou Revolta do Manelinho (original), também referida como as Alterações de Évora, foi um movimento de cunho popular ocorrido no Alentejo, em Portugal, no contexto da Dinastia Filipina.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Revolta do Manuelinho · Veja mais »

Roma

Roma (Roma) é uma cidade e uma comuna especial (chamada "Roma Capitale") da Itália.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Roma · Veja mais »

Romance

O termo romance (do latim romanice: "em língua românica", através do provençal romans) pode referir-se a dois gêneros literários.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Romance · Veja mais »

Salvador (Bahia)

Salvador, fundada como São Salvador da Bahia de Todos os Santos, é um município brasileiro, capital do estado da Bahia, localizado na Mesorregião Metropolitana de Salvador e Microrregião de Salvador.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Salvador (Bahia) · Veja mais »

Sá de Miranda

Francisco de Sá de Miranda (Coimbra, 28 de agosto de 1481 — Amares) foi um poeta português, introdutor do soneto e do Dolce Stil Nuovo na nossa língua.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Sá de Miranda · Veja mais »

Sátira

A sátira é uma técnica literária ou artística que ridiculariza um determinado tema (indivíduos, organizações, estados), geralmente como forma de intervenção política ou outra, com o objectivo de provocar ou evitar uma mudança.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Sátira · Veja mais »

Século XVI

Sem descrição

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Século XVI · Veja mais »

Soneto

O soneto é um poema de "forme fixe".

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Soneto · Veja mais »

Swashbuckler

Swashbuckler é um termo em inglês, surgido no século XV usado hoje para denotar um tipo particular de personagem de ficção, o herói de capa e espada.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Swashbuckler · Veja mais »

Tácito

Públio (Caio) Cornélio Tácito (em latim Publius (Gaius) Cornelius Tacitus) ou simplesmente Tácito, (—) foi um historiador, orador e político romano.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Tácito · Veja mais »

Teatro

Teatro, do grego θέατρον (théatron), é uma forma de arte em que um ator ou conjunto de atores, interpreta uma história ou atividades para o público em um determinado lugar.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Teatro · Veja mais »

Tragédia

Tragédia (do grego antigo τραγῳδία, composto de τράγος, "cabra" e ᾠδή, "música") é uma forma de drama que se caracteriza pela sua seriedade, dignidade e frequentemente os deuses, o destino ou a sociedade.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Tragédia · Veja mais »

Trova

Trova é um poema autônomo de quatro versos em redondilha maior.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e Trova · Veja mais »

13 de outubro

Sem descrição

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 13 de outubro · Veja mais »

1608

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram F e E (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou a uma quarta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1608 · Veja mais »

1627

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi C, teve 52 semanas, início a uma sexta-feira e terminou também a uma sexta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1627 · Veja mais »

1628

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram B e A (52 semanas), teve início a um sábado e terminou a um domingo.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1628 · Veja mais »

1629

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1629 · Veja mais »

1631

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira e terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1631 · Veja mais »

1637

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1637 · Veja mais »

1639

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi B (52 semanas), teve início a um sábado e terminou também a um sábado.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1639 · Veja mais »

1641

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi F (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou também a uma terça-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1641 · Veja mais »

1644

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram C e B (52 semanas), teve início a uma sexta-feira e terminou a um sábado.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1644 · Veja mais »

1645

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi A (52 semanas), teve início a um domingo e terminou também a um domingo.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1645 · Veja mais »

1647

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi F (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou também a uma terça-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1647 · Veja mais »

1648

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram E e D (53 semanas), teve teve início a uma quarta-feira e terminou a uma quinta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1648 · Veja mais »

1649

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi C, teve 52 semanas, início a uma sexta-feira e terminou também a uma sexta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1649 · Veja mais »

1654

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1654 · Veja mais »

1655

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi C, teve 52 semanas, início a uma sexta-feira e terminou também a uma sexta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1655 · Veja mais »

1657

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi G (52 semanas), teve início numa segunda-feira e terminou também numa segunda-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1657 · Veja mais »

1658

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, a sua letra dominical foi F (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou também a uma terça-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1658 · Veja mais »

1660

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram D e C (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou a uma sexta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1660 · Veja mais »

1664

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram F e E (52 semanas), teve início a uma terça-feira e terminou a uma quarta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1664 · Veja mais »

1665

(na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi D (53 semanas), teve início a uma quinta-feira e terminou também a uma quinta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1665 · Veja mais »

1666

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi C, teve 52 semanas, início a uma sexta-feira e terminou também a uma sexta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1666 · Veja mais »

1721

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XVIII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi E (52 semanas), teve início a uma quarta-feira e terminou também a uma quarta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1721 · Veja mais »

1724

---- (na numeração romana) foi um ano bissexto do século XVIII do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e as suas letras dominicais foram B e A (52 semanas), teve início a um sábado e terminou a um domingo.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1724 · Veja mais »

1875

---- (na numeração romana) foi um ano comum do século XIX do actual Calendário Gregoriano, da Era de Cristo, e a sua letra dominical foi C, teve 52 semanas, início a uma sexta-feira e terminou também a uma sexta-feira.

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 1875 · Veja mais »

23 de novembro

Sem descrição

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 23 de novembro · Veja mais »

24 de agosto

Sem descrição

Novo!!: Francisco Manuel de Melo e 24 de agosto · Veja mais »

Redireciona aqui:

Apólogos Dialogais, D. Francisco Manuel de Melo, Dom Francisco Manuel de Melo, Francisco manuel de melo.

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »