Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Livre
Acesso mais rápido do que o navegador!
E sem anúncios!

700 a.C.

;Grécia.

18 relações: Alcmenes, Esparta, Estádio (competição), Eusébio de Cesareia, Jogos Olímpicos da Antiguidade, Lacônia, Polidoro de Esparta, Reis de Esparta, Século VI a.C., Século VII a.C., Século VIII a.C., Senaqueribe, 665 a.C., 696 a.C., 700 a.C., 701 a.C., 704 a.C., 740 a.C..

Alcmenes

Alcmenes, (em grego: Ἀλκμένης) foi rei da cidade grega de Esparta de 740 a.C. até 700 a.C. (777 a.C. segundo Jerônimo de EstridãoJerônimo de Estridão, Chronicon), pertenceu à Dinastia Ágida.

Novo!!: 700 a.C. e Alcmenes · Veja mais »

Esparta

Esparta (em grego dórico: Σπάρτα, Spártā; em grego ático: Σπάρτη, Spártē) ou (Λακεδαίμων, Lakedaímōn) foi uma proeminente pólis (cidade-Estado) da Grécia Antiga, situada nas margens do rio Eurotas, na Lacônia, sudeste do Peloponeso. Ela surgiu como uma entidade política em torno do século X a.C., quando os invasores dórios subjugaram a população local. Por volta de 650 a.C., a cidade passou a se tornar o poder terrestre militar dominante na Grécia Antiga. Dada a sua preeminência militar, Esparta era reconhecida como a líder de todas as forças gregas combinadas durante as Guerras Greco-Persas. Entre 431 e 404 a.C., a cidade foi o principal inimigo de Atenas durante a Guerra do Peloponeso, conflito do qual Esparta saiu vitoriosa junto com sua Liga do Peloponeso, embora por um grande custo. A derrota de Esparta por Tebas na Batalha de Leuctra em 371 a.C. acabou com o papel proeminente de Esparta na região e iniciou o período da hegemonia tebana. No entanto, ela manteve a sua independência política até a conquista romana da Grécia em 146 a,C. Em seguida, a cidade passou por um longo período de declínio, especialmente durante a Idade Média, quando muitos espartanos mudaram-se para viver em Mystras. A Esparta Moderna é a capital da unidade regional da Lacônia, na Grécia contemporânea, e um centro para produtos como frutas cítricas e azeitonas. A cidade era única na Grécia Antiga por conta de seu sistema social e constituição, que eram completamente focados no treinamento militar de excelência. Seus habitantes eram classificados como esparciatas (cidadãos espartanos, que gozavam de plenos direitos), periecos (libertos) e hilotas (servos estatais, população local não-espartana escravizada). Os esparciatas realizavam o agōgē, um rigoroso regime de treinamento e educação, sendo que as falanges espartanas eram amplamente consideradas entre as melhores no campo de batalha. As mulheres espartanas tinham consideravelmente mais direitos e igualdade em relação aos homens do que em outras partes do mundo clássico. Esparta foi objeto de fascínio em sua própria época, assim como no Ocidente após o Renascimento da cultura clássica. Este amor ou admiração de Esparta é conhecido como laconismo ou laconofilia. No seu auge, por volta de 500 aC, o tamanho da cidade teria sido de cerca de 20 mil a 35 mil habitantes livres, além dos inúmeros periecos e hilotas ("moradores ao redor"). Entre 40 mil e 50 mil habitantes seria uma das maiores cidades-Estado gregas; no entanto, de acordo com Tucídides, a população de Atenas em 431 aC era de 360-610 mil habitantes, o que torna improvável que Atenas fosse menor do que Esparta durante o século 5 a.C.

Novo!!: 700 a.C. e Esparta · Veja mais »

Estádio (competição)

Estádio (Stadium; Stadion) era a principal competição esportiva nos Jogos Olímpicos da Antiguidade.

Novo!!: 700 a.C. e Estádio (competição) · Veja mais »

Eusébio de Cesareia

Eusébio de Cesareia (ca. — Cesareia Marítima) (chamado também de Eusebius Pamphili, "Eusébio amigo de Pânfilo") foi bispo de Cesareia e é referido como o pai da história da Igreja porque nos seus escritos estão os primeiros relatos quanto à história do cristianismo primitivo.

Novo!!: 700 a.C. e Eusébio de Cesareia · Veja mais »

Jogos Olímpicos da Antiguidade

Local que era usado para o treinamento de atletas em Olímpia Os Jogos Olímpicos da Antiguidade eram um festival religioso e atlético da Grécia Antiga, que se realizava de quatro em quatro anos no santuário de Olímpia, em honra de Zeus.

Novo!!: 700 a.C. e Jogos Olímpicos da Antiguidade · Veja mais »

Lacônia

(Lakonía), também conhecida como Lacedemónia ou Lacedemônia, é uma unidade regional da Grécia, localizada na região do Peloponeso.

Novo!!: 700 a.C. e Lacônia · Veja mais »

Polidoro de Esparta

Polidoro de Esparta, foi rei da cidade grega de Esparta de 700 a.C. até 665 a.C. ano da sua morte, pertenceu à Dinastia Ágida.

Novo!!: 700 a.C. e Polidoro de Esparta · Veja mais »

Reis de Esparta

Os reis da cidade-Estado de Esparta governavam através de um sistema conhecido como diarquia, onde dois reis de família diferentes governavam com iguais poderes.

Novo!!: 700 a.C. e Reis de Esparta · Veja mais »

Século VI a.C.

Milénios: segundo milénio a.C. - primeiro milénio a.C. - primeiro milénio d.C. Séculos: Século VII a.C. - Século VI a.C. - Século V a.C.

Novo!!: 700 a.C. e Século VI a.C. · Veja mais »

Século VII a.C.

Milénios: segundo milénio a.C. - primeiro milénio a.C. - primeiro milénio d.C. Séculos: Século VIII a.C. - Século VII a.C. - Século VI a.C.

Novo!!: 700 a.C. e Século VII a.C. · Veja mais »

Século VIII a.C.

Milénios: segundo milénio a.C. - primeiro milénio a.C. - primeiro milénio d.C. Séculos: Século IX a.C. - Século VIII a.C. - Século VII a.C.

Novo!!: 700 a.C. e Século VIII a.C. · Veja mais »

Senaqueribe

Senaquerib ou Senaqueribe, cujo nome significa O Deus da Lua Multiplicou os Seus Irmãos, foi rei da Assíria de 705 a 681 a.C.

Novo!!: 700 a.C. e Senaqueribe · Veja mais »

665 a.C.

Sem descrição

Novo!!: 700 a.C. e 665 a.C. · Veja mais »

696 a.C.

Sem descrição

Novo!!: 700 a.C. e 696 a.C. · Veja mais »

700 a.C.

;Grécia.

Novo!!: 700 a.C. e 700 a.C. · Veja mais »

701 a.C.

Sem descrição

Novo!!: 700 a.C. e 701 a.C. · Veja mais »

704 a.C.

Sem descrição

Novo!!: 700 a.C. e 704 a.C. · Veja mais »

740 a.C.

Sem descrição

Novo!!: 700 a.C. e 740 a.C. · Veja mais »

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »