Logotipo
Unionpédia
Comunicação
Disponível no Google Play
Novo! Faça o download do Unionpédia em seu dispositivo Android™!
Faça o download
Acesso mais rápido do que o navegador!
E sem anúncios!

3.ª Divisão Panzer (Alemanha)

A 3ª Divisão Panzer (em alemão: 3. Panzer-Division) foi uma unidade militar blindada da Alemanha que esteve em serviço durante a Segunda Guerra Mundial.

13 relações: Alemanha, Divisão (militar), Frente Oriental (Segunda Guerra Mundial), Fritz Bayerlein, Hermann Breith, Língua alemã, Língua francesa, Língua inglesa, Leo Geyr von Schweppenburg, Panzer, Segunda Guerra Mundial, Walter Model, Wilhelm Söth.

Alemanha

Alemanha (Deutschland), oficialmente República Federal da Alemanha (Bundesrepublik Deutschland, 10px ouça), é um país localizado na Europa central. É limitado a norte pelo mar do Norte, Dinamarca e pelo mar Báltico, a leste pela Polônia e pela República Checa, a sul pela Áustria e pela Suíça e a oeste pela França, Luxemburgo, Bélgica e Países Baixos. O território da Alemanha abrange 357 021 quilômetros quadrados e é influenciado por um clima temperado sazonal. Com 82,2 milhões de habitantes em 31 de dezembro de 2015, o país tem a maior população entre os Estados membros da União Europeia e é também o lar da terceira maior população de migrantes internacionais em todo o mundo. A região chamada Germânia habitada por vários povos germânicos foi conhecida e documentada pelos romanos antes do ano 100. A partir do, os territórios alemães formaram a parte central do Sacro Império Romano-Germânico, que durou até 1806. Durante o, o norte da Alemanha tornou-se o centro da Reforma Protestante. Como um moderno Estado-nação, o país foi unificado pela primeira vez em consequência da Guerra Franco-Prussiana em 1871. Em 1949, após a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha foi dividida em dois estados, a Alemanha Ocidental, oficialmente "República Federal da Alemanha", e a Alemanha Oriental, oficialmente "República Democrática Alemã", ao longo das linhas de ocupação aliadas. A Alemanha foi reunificada em 1990. A Alemanha Ocidental foi um dos membros fundadores da Comunidade Europeia (CE), em 1957, que posteriormente se tornou na União Europeia, em 1993. O país é parte do espaço Schengen e adotou a moeda europeia, o euro, em 1999. A Alemanha é uma república parlamentar federal de dezesseis estados (em alemão Länder). A capital e maior cidade do país é Berlim, localizada no nordeste do território alemão. O país é membro das Nações Unidas, da OTAN, G8, G20, da OCDE e da OMC. É uma grande potência com a quarta maior economia do mundo por PIB nominal e a quinta maior em paridade do poder de compra. É o segundo maior exportador e o segundo maior importador de mercadorias. Em termos absolutos, a Alemanha atribui o segundo maior orçamento anual de ajudas ao desenvolvimento no mundo, enquanto está em sexto lugar em despesas militares. O país tem desenvolvido um alto padrão de vida e estabeleceu um sistema global de segurança social. A Alemanha ocupa uma posição-chave nos assuntos europeus e mantém uma série de parcerias estreitas em um nível global. O país também é reconhecido como líder científico e tecnológico em vários domínios.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Alemanha · Veja mais »

Divisão (militar)

Uma divisão constitui uma grande unidade militar, em geral compreendendo um efetivo entre 9 000 e 20 000 homens.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Divisão (militar) · Veja mais »

Frente Oriental (Segunda Guerra Mundial)

A Frente da Europa Oriental ou Frente Oriental foi a principal frente europeia durante a Segunda Guerra Mundial, e teatro de guerra entre o Reich Alemão e a União Soviética, que incluíam a Europa Central e Oriental a partir de 22 de junho de 1941 a 9 de maio de 1945. A propaganda nazi apelidou o conflito de "batalha pela sobrevivência contra o bolchevismo" ou "cruzada contra o bolchevismo". Em todos as propagandas soviéticas e na maioria das fontes russas, o conflito militar no Leste da Europa é referido como Grande Guerra Patriótica, mas às vezes essa expressão também inclui operações contra o Japão Imperial em 1945. A frente cobriu a Europa Central e Oriental, foi aberta pela Alemanha nazista ao invadir a Polónia em 1939 e encerrada pela União Soviética ao capturar Berlim em 1945, mantendo-se temporariamente inativa em 1940. Foi o maior teatro de guerra na história, e foi famoso por sua ferocidade sem precedentes, destruição e enorme perda de vidas. Suportou a maior parte do Holocausto, dos campos de extermínio, marchas de morte, guetos e a maioria dos pogroms. Mais pessoas lutaram e morreram na Frente Oriental do que em todos os outros teatros da Segunda Guerra Mundial combinados. Cerca de 88% de todos os mortos em combate alemães na Segunda Guerra, pereceram nesta frente. Das várias dezenas de milhões de mortos estimados na Segunda Guerra Mundial, a maioria civis, a Frente Oriental representou mais de um terço deste total, tendo os nazistas ali praticado uma guerra de extermínio. Desta frente resultou a destruição do Terceiro Reich, a posterior divisão da Alemanha, e ascensão da União Soviética como superpotência militar e industrial. Devido à ideologia nazista que se opunha aos movimentos eslavos, judeus e comunistas, a ideologia soviética era oposta ao fascismo. A guerra na frente oriental foi caracterizada pela ocorrência de genocídios em quase todos os países ocupados, bem como constante violação dos acordos alcançados em todas as Convenções de Genebra (que não foram reconhecidos pela União Soviética). Nesta frente perderam a vida 27 milhões de soviéticos, 2 milhões de alemães e cerca de 6 milhões de polacos (mais de metade eram judeus poloneses), mais de 60% das vítimas de guerra em todo o mundo. Estima-se que na frente oriental morreram 80% dos soldados alemães que morreram na guerra, no caso da Bielorrússia, Ucrânia e na Polónia, mais de 20% da população foi assassinada. A série de eventos que precedem a abertura da Frente Oriental incluíam a invasão da Polónia em 1939 pela Alemanha nazista e da consequente quarta partição da Polônia, quando a União Soviética utilizou a invasão como um pretexto para anexar o regiões orientais do país, habitado por uma maioria de ucranianos e bielorrussos étnica e por minorias polonesas, tal como descrito no codicilo secreto de agosto de 1939 no Pacto Soviético-Alemão de não agressão, que também preparou o caminho para as ocupações soviéticas de 1940: ocupação soviética dos Estados Bálticos e ocupação soviética da Bessarábia. Após os cercos de Minsk, em julho, Kiev, em setembro e Viazma em outubro, os alemães fizeram 3 milhões de prisioneiros soviéticos, que foram os primeiros a serem mortos em câmaras de gás nos campos de extermínio. Confrontado com uma guerra total, Stalin não hesitou em praticar a táctica de terra queimada já testada em 1812, e organizar uma guerrilha, e deslocar todas as indústrias para a retaguarda e sacrificar todos os homens se necessário. Após o bloqueio da ofensiva alemã, em dezembro de 1941 e com algumas ajudas dos EUA, a União Soviética pôde reconstruir as suas forças militares, a fim de mobilizar o país inteiro em nome da defesa da pátria e em 1942 a produção de armamento soviético foi superior ao alemão. Embora o Exército Vermelho conseguisse conter a ofensiva alemã no verão de 1942 e expulsar os alemães da Ucrânia durante 1943 e início dos 1944, estes últimos não puderam ser derrotados até que se abrisse a segunda frente na França. A guerra na Europa Oriental durante a Segunda Guerra Mundial pode ser dividida em várias etapas.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Frente Oriental (Segunda Guerra Mundial) · Veja mais »

Fritz Bayerlein

Fritz Bayerlein (Würzburg, 14 de janeiro de 1899 — Würzburg, 30 de janeiro de 1970) foi um militar alemão.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Fritz Bayerlein · Veja mais »

Hermann Breith

Hermann Breith (7 de maio de 1982 — 3 de setembro de 1964) foi general alemão da Segunda Guerra Mundial, comandante da 3ª Divisão Panzer.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Hermann Breith · Veja mais »

Língua alemã

Alemão (Deutsch) é uma língua germânica ocidental que é falada principalmente na Europa Central.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Língua alemã · Veja mais »

Língua francesa

O francês (français, AFI: /fʁɑ̃sɛ/) é uma língua românica com cerca de 136 milhões de falantes nativos no mundo.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Língua francesa · Veja mais »

Língua inglesa

Inglês (English) é uma língua germânica ocidental que surgiu nos reinos anglo-saxônicos da Inglaterra e se espalhou para o que viria a tornar-se o sudeste da Escócia, sob a influência do reino anglo medieval da Nortúmbria.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Língua inglesa · Veja mais »

Leo Geyr von Schweppenburg

Leo Geyr von Schweppenburg foi um general da Alemanha na Segunda Guerra Mundial.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Leo Geyr von Schweppenburg · Veja mais »

Panzer

Panzer é uma abreviação de "Panzerkampfwagen", um substantivo da língua alemã que se pode traduzir como "veículo blindado de combate", que na Inglaterra e nos Estados Unidos convencionou-se chamar de tanque.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Panzer · Veja mais »

Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial foi um conflito militar global que durou de 1939 a 1945, envolvendo a maioria das nações do mundo — incluindo todas as grandes potências — organizadas em duas alianças militares opostas: os Aliados e o Eixo.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Segunda Guerra Mundial · Veja mais »

Walter Model

Otto Moritz Walter Model (Genthin, 24 de janeiro de 1891 — Duisburg, 21 de abril de 1945); foi um general alemão (a partir de 1944, marechal-de-campo) durante a Segunda Guerra Mundial.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Walter Model · Veja mais »

Wilhelm Söth

Wilhelm Söth foi um general alemão que combateu na força Panzer durante a Segunda Guerra Mundial, sendo condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro.

Novo!!: 3.ª Divisão Panzer (Alemanha) e Wilhelm Söth · Veja mais »

Redireciona aqui:

3ª Divisão Panzer (Alemanha).

CessanteEntrada
Ei! Agora estamos em Facebook! »